web-archive-pt.com » PT » 3 » 30ANOSLUSA.PT

Total: 337

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • Guilherme d’Oliveira Martins diz que em democracia os resultados são essenciais - 30 Anos Lusa
    à vida democrática A este propósito o administrador da Fundação Gulbenkian que é também o chairman da conferência da Lusa falou de uma sondagem que o impressiona sempre sobre a satisfação dos cidadãos com o nível de impostos que pagam À mesma pergunta os cidadãos do sul da Europa respondem que não estão satisfeitos com o nível de impostos enquanto quem vive nos países do norte diz que está satisfeito pela qualidade dos serviços públicos Ou seja concluiu são os resultados que importam quando se fala em democracia Relacionados Deputada do PCP Rita Rato defende escola pública como pilar da democracia Conferência 30 Anos da Lusa parte II Lusa pode contribuir para difundir dimensão universalista Voltar atrás Intervenientes António Costa Orçamento é ambicioso e abre caminho a superação de problemas António Vitorino Vitorino diz que partidos e sindicatos são instituições do século XIX a funcionar no século XXI Diogo Feio Campanhas como a de Marcelo vão facilitar maior participação Eduardo Catroga Vejo com simpatia que partidos da esquerda radical se aconcheguem ao arco europeu Catroga acredita que vai haver uma suavização da dívida Esquecemos o rigor nas contas públicas nos últimos 15 anos Guilherme d Oliveira Martins Lusa faz parte da consolidação da democracia em Portugal Guilherme d Oliveira Martins diz que em democracia os resultados são essenciais Luís Marques Mendes Lusa pode contribuir para difundir dimensão universalista Manuel Caldeira Cabral Portugal precisa de rigor mas também crescimento para corrigir desequilíbrios Caldeira Cabral destaca papel da Lusa no combate pela liberdade e rigor Maria João Rodrigues Países da zona euro devem investir mais para crescer mais Mariana Mortágua Obsessão com redução da dívida impede o crescimento Rita Rato Deputada do PCP Rita Rato defende escola pública como pilar da democracia Teodora Cardoso É preciso prescindir de executar política sem olhar

    Original URL path: http://dev.30anoslusa.pt/guilherme-doliveira-martins-diz-democracia-os-resultados-sao-essenciais/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive


  • Lusa pode contribuir para difundir “dimensão universalista” - 30 Anos Lusa
    a desenvolver a nossa economia e ajudam à afirmação da nossa matriz da nossa marca vincou Marques Mendes O social democrata admitiu a sua condição de pai da Lusa por ter coordenado a partir de março de 1986 o processo de fusão das agências ANOP e NP Notícias de Portugal Após um diálogo intenso entre os dirigentes e trabalhadores das duas agências mas também no Parlamento principalmente entre o PS e o PRD Partido Renovador Democrático havia alguns ciúmes entre os dois partidos e isso beneficiou muito o processo foi possível criar uma agência que tivesse uma dimensão estratégica no exterior recordou Marques Mendes O antigo ministro atribuiu o mérito da fusão aos responsáveis da ANOP e da NP e sublinhou que a Lusa desempenha uma componente estratégica nacional incontornável na cobertura noticiosa do interior e das regiões autónomas No momento em que queremos afirmar o nosso universalismo não podemos deixar de pensar na Lusa frisou Marques Mendes preconizando que a agência também deve contribuir para fortalecer o espaço lusófono Para o antigo governante à semelhança do reconhecimento da abertura de uma delegação no exterior da AICEP Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal também o apoio da presença da Lusa no mundo é investimento não é despesa Mesmo num país de escassos recursos com escolhas sempre difíceis é preciso destrinçar entre aquilo que é essencial e aquilo é acessório entre aquilo que é despesa inútil e aquilo que é investimento eficaz reforçou O antigo líder social democrata deixou ainda a ideia de no futuro o estatuto da Lusa poder consagrar algo como um conselho estratégico com representação da cultura da economia e dos órgãos de soberania nacionais Relacionados Deputada do PCP Rita Rato defende escola pública como pilar da democracia Conferência 30 Anos da Lusa parte II Orçamento é ambicioso e abre caminho a superação de problemas Voltar atrás Intervenientes António Costa Orçamento é ambicioso e abre caminho a superação de problemas António Vitorino Vitorino diz que partidos e sindicatos são instituições do século XIX a funcionar no século XXI Diogo Feio Campanhas como a de Marcelo vão facilitar maior participação Eduardo Catroga Vejo com simpatia que partidos da esquerda radical se aconcheguem ao arco europeu Catroga acredita que vai haver uma suavização da dívida Esquecemos o rigor nas contas públicas nos últimos 15 anos Guilherme d Oliveira Martins Lusa faz parte da consolidação da democracia em Portugal Guilherme d Oliveira Martins diz que em democracia os resultados são essenciais Luís Marques Mendes Lusa pode contribuir para difundir dimensão universalista Manuel Caldeira Cabral Portugal precisa de rigor mas também crescimento para corrigir desequilíbrios Caldeira Cabral destaca papel da Lusa no combate pela liberdade e rigor Maria João Rodrigues Países da zona euro devem investir mais para crescer mais Mariana Mortágua Obsessão com redução da dívida impede o crescimento Rita Rato Deputada do PCP Rita Rato defende escola pública como pilar da democracia Teodora Cardoso É preciso prescindir de executar política sem olhar a meios Constituição devia ser

    Original URL path: http://dev.30anoslusa.pt/lusa-pode-contribuir-difundir-dimensao-universalista/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Portugal precisa de rigor mas também crescimento para corrigir desequilíbrios - 30 Anos Lusa
    com isso ajude o processo de correção dos desequilíbrios em especial dos países que estão mais vulneráveis disse Manuel Caldeira Cabral em Lisboa na conferência que hoje comemora os 30 anos da agência Lusa O governante considerou ainda referindo se à União Europeia que é necessário relançar o investimento uma vez que considerou está provado que a política monetária não chega para estimular a economia europeia isto depois de a semana passada o Banco Central Europeu BCE ter voltado a reforçar os seus estímulos monetários Caldeira Cabral defende que esse arranque do investimento seja feito especialmente pelos Estados com maior folga o que disse que não é o caso de Portugal mas considerou que há outros países europeus que têm condições para ter políticas mais expansionistas para ajudar o crescimento O ministro aproveitou ainda a sua intervenção nesta conferência comemorativa do 30 º aniversário da Lusa para lembrar os seus tempos de jornalista enquanto estudante universitário e como na altura confiava nos telexes da Lusa para confirmar informação Destacou ainda o tema da conferência Portugal entre o rigor e a audácia considerando que a aceleração do tempo é um teste muito forte ao rigor e que a audácia a ousadia é algo cada vez mais importante para romper a espuma dos dias Relacionados Deputada do PCP Rita Rato defende escola pública como pilar da democracia Conferência 30 Anos da Lusa parte II Lusa pode contribuir para difundir dimensão universalista Voltar atrás Intervenientes António Costa Orçamento é ambicioso e abre caminho a superação de problemas António Vitorino Vitorino diz que partidos e sindicatos são instituições do século XIX a funcionar no século XXI Diogo Feio Campanhas como a de Marcelo vão facilitar maior participação Eduardo Catroga Vejo com simpatia que partidos da esquerda radical se aconcheguem ao arco europeu Catroga acredita que vai haver uma suavização da dívida Esquecemos o rigor nas contas públicas nos últimos 15 anos Guilherme d Oliveira Martins Lusa faz parte da consolidação da democracia em Portugal Guilherme d Oliveira Martins diz que em democracia os resultados são essenciais Luís Marques Mendes Lusa pode contribuir para difundir dimensão universalista Manuel Caldeira Cabral Portugal precisa de rigor mas também crescimento para corrigir desequilíbrios Caldeira Cabral destaca papel da Lusa no combate pela liberdade e rigor Maria João Rodrigues Países da zona euro devem investir mais para crescer mais Mariana Mortágua Obsessão com redução da dívida impede o crescimento Rita Rato Deputada do PCP Rita Rato defende escola pública como pilar da democracia Teodora Cardoso É preciso prescindir de executar política sem olhar a meios Constituição devia ser mais rigorosa sobre capacidade de financiamento da despesa Teresa Marques Agência Lusa é um instrumento para a recuperação do país Última Hora Vitória de Guimarães e Estoril Praia empatam a um golo na I Liga Sanções impostas à Rússia só acabam se cumprir acordos de Minsk Obama Rio2016 Jessica Augusto também com mínimo na maratona Síria Barack Obama contra criação de zona de segurança por questões práticas Obama apela para China

    Original URL path: http://dev.30anoslusa.pt/portugal-precisa-rigor-tambem-crescimento-corrigir-desequilibrios-governo/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Caldeira Cabral destaca papel da Lusa no “combate pela liberdade e rigor” - 30 Anos Lusa
    muito importantes vincou considerando que o segundo ponto não se faz com polémicas estéreis faz se com mais inovação mais ousadia mas também muito rigor Questionado sobre o Orçamento do Estado de 2016 Caldeira Cabral assinalou que se trata de um orçamento de rigor mas é um orçamento que de facto tem audácia de fazer a mudança E salientou É esse o compromisso que se tem que ter É preciso ter audácia e coragem para fazer as mudanças mas fazê lo com rigor Ter rigor nas contas públicas é um objetivo que assumimos como Governo português e um objetivo importante para Portugal Relacionados Deputada do PCP Rita Rato defende escola pública como pilar da democracia Conferência 30 Anos da Lusa parte II Lusa pode contribuir para difundir dimensão universalista Voltar atrás Intervenientes António Costa Orçamento é ambicioso e abre caminho a superação de problemas António Vitorino Vitorino diz que partidos e sindicatos são instituições do século XIX a funcionar no século XXI Diogo Feio Campanhas como a de Marcelo vão facilitar maior participação Eduardo Catroga Vejo com simpatia que partidos da esquerda radical se aconcheguem ao arco europeu Catroga acredita que vai haver uma suavização da dívida Esquecemos o rigor nas contas públicas nos últimos 15 anos Guilherme d Oliveira Martins Lusa faz parte da consolidação da democracia em Portugal Guilherme d Oliveira Martins diz que em democracia os resultados são essenciais Luís Marques Mendes Lusa pode contribuir para difundir dimensão universalista Manuel Caldeira Cabral Portugal precisa de rigor mas também crescimento para corrigir desequilíbrios Caldeira Cabral destaca papel da Lusa no combate pela liberdade e rigor Maria João Rodrigues Países da zona euro devem investir mais para crescer mais Mariana Mortágua Obsessão com redução da dívida impede o crescimento Rita Rato Deputada do PCP Rita Rato defende escola pública

    Original URL path: http://dev.30anoslusa.pt/caldeira-cabral-destaca-papel-da-lusa-no-combate-pela-liberdade-rigor/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Países da zona euro devem investir mais para crescer mais - 30 Anos Lusa
    orçamental e ao mesmo tempo proteger o estado social e alavancar o crescimento mas para tal é preciso atuar para alterar o quadro europeu e discutir um policy mix mais adequado para a zona euro Temos de conseguir instrumentos para investir tem de se abrir a discussão sobre a necessidade de dotar a zona euro de instrumentos de estabilização macroeconómica e apoios à convergência estrutural defendeu sublinhando que esta zona monetária se deve dotar de capacidade orçamental para fazer aquilo que os orçamentos nacionais já não podem bem como de instrumentos para tornar a dívida pública mais sustentável Relacionados Deputada do PCP Rita Rato defende escola pública como pilar da democracia Conferência 30 Anos da Lusa parte II Lusa pode contribuir para difundir dimensão universalista Voltar atrás Intervenientes António Costa Orçamento é ambicioso e abre caminho a superação de problemas António Vitorino Vitorino diz que partidos e sindicatos são instituições do século XIX a funcionar no século XXI Diogo Feio Campanhas como a de Marcelo vão facilitar maior participação Eduardo Catroga Vejo com simpatia que partidos da esquerda radical se aconcheguem ao arco europeu Catroga acredita que vai haver uma suavização da dívida Esquecemos o rigor nas contas públicas nos últimos 15 anos Guilherme d Oliveira Martins Lusa faz parte da consolidação da democracia em Portugal Guilherme d Oliveira Martins diz que em democracia os resultados são essenciais Luís Marques Mendes Lusa pode contribuir para difundir dimensão universalista Manuel Caldeira Cabral Portugal precisa de rigor mas também crescimento para corrigir desequilíbrios Caldeira Cabral destaca papel da Lusa no combate pela liberdade e rigor Maria João Rodrigues Países da zona euro devem investir mais para crescer mais Mariana Mortágua Obsessão com redução da dívida impede o crescimento Rita Rato Deputada do PCP Rita Rato defende escola pública como pilar da democracia

    Original URL path: http://dev.30anoslusa.pt/maria-joao-rodrigues/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Obsessão com redução da dívida impede o crescimento - 30 Anos Lusa
    próprias contradições ao ter fomentado uma estratégia de crescimento baseada no endividamento e na entrada de fluxos financeiros que teve efeitos particularmente graves em países mais frágeis como Portugal Definindo a década do euro como a da acumulação dos desequilíbrios que tinham sido criados antes com a entrada de capital Mariana Mortágua classificou a União Europeia como um projeto económico baseado na construção de um enorme mercado que facilita mais a circulação de capitais do que de pessoas e na exposição à pressão da concorrência externa Relacionados Deputada do PCP Rita Rato defende escola pública como pilar da democracia Conferência 30 Anos da Lusa parte II Lusa pode contribuir para difundir dimensão universalista Voltar atrás Intervenientes António Costa Orçamento é ambicioso e abre caminho a superação de problemas António Vitorino Vitorino diz que partidos e sindicatos são instituições do século XIX a funcionar no século XXI Diogo Feio Campanhas como a de Marcelo vão facilitar maior participação Eduardo Catroga Vejo com simpatia que partidos da esquerda radical se aconcheguem ao arco europeu Catroga acredita que vai haver uma suavização da dívida Esquecemos o rigor nas contas públicas nos últimos 15 anos Guilherme d Oliveira Martins Lusa faz parte da consolidação da democracia em Portugal Guilherme d Oliveira Martins diz que em democracia os resultados são essenciais Luís Marques Mendes Lusa pode contribuir para difundir dimensão universalista Manuel Caldeira Cabral Portugal precisa de rigor mas também crescimento para corrigir desequilíbrios Caldeira Cabral destaca papel da Lusa no combate pela liberdade e rigor Maria João Rodrigues Países da zona euro devem investir mais para crescer mais Mariana Mortágua Obsessão com redução da dívida impede o crescimento Rita Rato Deputada do PCP Rita Rato defende escola pública como pilar da democracia Teodora Cardoso É preciso prescindir de executar política sem olhar a meios

    Original URL path: http://dev.30anoslusa.pt/obsessao-reducao-da-divida-impede-crescimento/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Deputada do PCP Rita Rato defende escola pública como pilar da democracia - 30 Anos Lusa
    portugueses que estão no estrangeiro A deputada comunista falou ainda da pobreza e das desigualdades sociais que nos últimos anos têm gerado situações dramáticas Quanto mais degradadas estão as condições de vida de uma pessoa menos condições tem essa pessoa para participar na vida do país alertou Para Rita Rato a existência de uma escola pública é um pilar da qualidade democrática considerando que o principal problema da Constituição é o seu incumprimento Relacionados Conferência 30 Anos da Lusa parte II Lusa pode contribuir para difundir dimensão universalista Orçamento é ambicioso e abre caminho a superação de problemas Voltar atrás Intervenientes António Costa Orçamento é ambicioso e abre caminho a superação de problemas António Vitorino Vitorino diz que partidos e sindicatos são instituições do século XIX a funcionar no século XXI Diogo Feio Campanhas como a de Marcelo vão facilitar maior participação Eduardo Catroga Vejo com simpatia que partidos da esquerda radical se aconcheguem ao arco europeu Catroga acredita que vai haver uma suavização da dívida Esquecemos o rigor nas contas públicas nos últimos 15 anos Guilherme d Oliveira Martins Lusa faz parte da consolidação da democracia em Portugal Guilherme d Oliveira Martins diz que em democracia os resultados são essenciais Luís Marques Mendes Lusa pode contribuir para difundir dimensão universalista Manuel Caldeira Cabral Portugal precisa de rigor mas também crescimento para corrigir desequilíbrios Caldeira Cabral destaca papel da Lusa no combate pela liberdade e rigor Maria João Rodrigues Países da zona euro devem investir mais para crescer mais Mariana Mortágua Obsessão com redução da dívida impede o crescimento Rita Rato Deputada do PCP Rita Rato defende escola pública como pilar da democracia Teodora Cardoso É preciso prescindir de executar política sem olhar a meios Constituição devia ser mais rigorosa sobre capacidade de financiamento da despesa Teresa Marques Agência Lusa

    Original URL path: http://dev.30anoslusa.pt/rita-rato-deputada-do-pcp/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • É preciso prescindir de executar política sem olhar a meios - 30 Anos Lusa
    executar o Orçamento do Estado que se baseia na avaliação dos meios existentes dos custos e dos resultados das medidas do que à forma audaz que tem sido a mais aplicada Segundo Teodora Cardoso este modelo que é o que está inscrito na Constituição passa por definir direitos que terão de ser satisfeitos pelo Orçamento se necessário com recurso ao crédito para cobrir as despesas sem avaliar o impacto das medidas sobre a economia o que abriu caminho à acumulação de desequilíbrios financeiros A responsável do CFP salientou que não temer enfrentar riscos não pode significar apenas ignorar obstáculos e ir em frente e considerou que a prioridade política que foi dada à educação é ainda insuficiente para enfrentar os desafios de um mundo globalizado Além da educação Teodora Cardoso assinalou outros fatores decisivos para o crescimento como a segurança jurídica apelando à qualidade e estabilidade das leis que devem ser percetíveis e coerentes Considerou ainda que a complexidade dos aspetos a corrigir mostra que os problemas não podem ser resolvidos no curto prazo e no âmbito de um programa de ajustamento Portugal tem um alto nível de dívida o que significa que continua a precisar do apoio do capital financeiro do exterior mas ter esse apoio implica ter capacidade de demontrar que não estamos a reivindicar apoio para adiar a resolução dos problemas mas que temos um plano que vai ao encontro dessas soluções concluiu a economista Relacionados Deputada do PCP Rita Rato defende escola pública como pilar da democracia Conferência 30 Anos da Lusa parte II Lusa pode contribuir para difundir dimensão universalista Voltar atrás Intervenientes António Costa Orçamento é ambicioso e abre caminho a superação de problemas António Vitorino Vitorino diz que partidos e sindicatos são instituições do século XIX a funcionar no século XXI Diogo Feio Campanhas como a de Marcelo vão facilitar maior participação Eduardo Catroga Vejo com simpatia que partidos da esquerda radical se aconcheguem ao arco europeu Catroga acredita que vai haver uma suavização da dívida Esquecemos o rigor nas contas públicas nos últimos 15 anos Guilherme d Oliveira Martins Lusa faz parte da consolidação da democracia em Portugal Guilherme d Oliveira Martins diz que em democracia os resultados são essenciais Luís Marques Mendes Lusa pode contribuir para difundir dimensão universalista Manuel Caldeira Cabral Portugal precisa de rigor mas também crescimento para corrigir desequilíbrios Caldeira Cabral destaca papel da Lusa no combate pela liberdade e rigor Maria João Rodrigues Países da zona euro devem investir mais para crescer mais Mariana Mortágua Obsessão com redução da dívida impede o crescimento Rita Rato Deputada do PCP Rita Rato defende escola pública como pilar da democracia Teodora Cardoso É preciso prescindir de executar política sem olhar a meios Constituição devia ser mais rigorosa sobre capacidade de financiamento da despesa Teresa Marques Agência Lusa é um instrumento para a recuperação do país Última Hora Vitória de Guimarães e Estoril Praia empatam a um golo na I Liga Sanções impostas à Rússia só acabam se cumprir acordos de

    Original URL path: http://dev.30anoslusa.pt/preciso-prescindir-executar-politica-sem-olhar-meios/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive



  •