web-archive-pt.com » PT » A » ABOLA.PT

Total: 1703

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • abola.pt
    escolhem sexo nem idade na hora da despedida O que é verdade desaparece num pequeno fragmento e o que é mentira nunca se chega a conhecer o veredito final Tem sido assim desde a Primavera Árabe de 2011 Pode se falar dos muitos jovens que sonhavam em ser jogadores de futebol mas que perderam a vida nessa maldita guerra sem precedentes Pode se falar daqueles jovens cujo sonho ainda persiste Não se consideram refugiados apenas foram obrigados a partir em busca de um futuro melhor Obrigados a abandonar as suas casas para não se perderem entre os escombros Obrigados a correr e nunca olhar para trás com o medo de não conhecerem o amanhã O combate entre o Governo e a oposição não tem forma de parar A ajuda humanitária chega esporadicamente a alguns lugares Milhares de sírios permanecem presos outros nem chegam a porto seguro Apenas desaparecem A oposição fragmentou se os rebeldes lutam uns contra os outros a palavra Al Qaeda está na frente do combate Espera se um milagre Amer não conseguiu esperar No Brasil encontrou um porto seguro Veste a camisola do Guarani sabe de cor todos os passos de Ronaldinho Gaúcho Anas é apenas dois anos mais velho que o seu compatriota escolheu Portugal como esconderijo Lá no Desportivo das Aves já se acostumou aos amigos Ainda recorda a velha Síria quando as cores faziam sentido Hoje predomina o cinzento o fumo as bombas Apaixonado pelo futebol confessa se um admirador de Cristiano Ronaldo mas é em Di María que vê um exemplo a seguir Não trouxe muito na bagagem apenas os sonhos e o pensamento de mudança para um dia mostrar aos sírios que ainda existe esperança A guerra já dura desde março de 2011 na cidade de Deraa depois da prisão de um dos jovens que teve a ousadia de pintar slogans revolucionários no muro da escola durante a Primavera Árabe O dia em que marcou para sempre o Médio Oriente o dia em que a população saiu à rua para protestar contra a má conduta dos ditadores e reivindicar por melhores condições de vida Todos anseiam pelo mesmo a saída do Presidente Assad do poder Mas ele é persistente e não quer sair O país entrou num clima de Guerra Civil são constantes as lutas entre os rebeldes e as tropas governamentais pelo controle das cidades Em 2012 a violência chegou à capital Damasco e à segunda metrópole mais importante do país Aleppo Amer e Anas sobreviveram entre bombas mas alguns dos amigos não tiveram a mesma sorte Tudo o que queriam era jogar futebol Depois de Adão e Eva só mesmo a mulher barbuda e o homem lagosta Estilos e Espantos Para os mais apaixonados todos os dias são bons dias para namorar mas o 14 de fevereiro é especial E como manda a tradição os mais românticos não deixaram o dia passar em branco Desde flores chocolates postais as trocas de presentes e mensagens entre os casais aquece o comércio

    Original URL path: http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=597721 (2016-02-18)
    Open archived version from archive


  • abola.pt
    boa forma O avançado de 34 anos também tem sido apontado a clubes norte americanos e do Qatar Entre as chuteiras de Ronaldo e o sonho de ser como o ídolo Di María Estilos e Espantos Recados avisos e ameaças O futebol sírio é uma manta de retalhos difícil de descrever Pode se falar do campeonato que continua a decorrer apesar da Guerra Civil e das bombas que rebentam sem aviso Não escolhem sexo nem idade na hora da despedida O que é verdade desaparece num pequeno fragmento e o que é mentira nunca se chega a conhecer o veredito final Tem sido assim desde a Primavera Árabe de 2011 Pode se falar dos muitos jovens que sonhavam em ser jogadores de futebol mas que perderam a vida nessa maldita guerra sem precedentes Pode se falar daqueles jovens cujo sonho ainda persiste Não se consideram refugiados apenas foram obrigados a partir em busca de um futuro melhor Obrigados a abandonar as suas casas para não se perderem entre os escombros Obrigados a correr e nunca olhar para trás com o medo de não conhecerem o amanhã O combate entre o Governo e a oposição não tem forma de parar A ajuda humanitária chega esporadicamente a alguns lugares Milhares de sírios permanecem presos outros nem chegam a porto seguro Apenas desaparecem A oposição fragmentou se os rebeldes lutam uns contra os outros a palavra Al Qaeda está na frente do combate Espera se um milagre Amer não conseguiu esperar No Brasil encontrou um porto seguro Veste a camisola do Guarani sabe de cor todos os passos de Ronaldinho Gaúcho Anas é apenas dois anos mais velho que o seu compatriota escolheu Portugal como esconderijo Lá no Desportivo das Aves já se acostumou aos amigos Ainda recorda a velha Síria quando as cores faziam sentido Hoje predomina o cinzento o fumo as bombas Apaixonado pelo futebol confessa se um admirador de Cristiano Ronaldo mas é em Di María que vê um exemplo a seguir Não trouxe muito na bagagem apenas os sonhos e o pensamento de mudança para um dia mostrar aos sírios que ainda existe esperança A guerra já dura desde março de 2011 na cidade de Deraa depois da prisão de um dos jovens que teve a ousadia de pintar slogans revolucionários no muro da escola durante a Primavera Árabe O dia em que marcou para sempre o Médio Oriente o dia em que a população saiu à rua para protestar contra a má conduta dos ditadores e reivindicar por melhores condições de vida Todos anseiam pelo mesmo a saída do Presidente Assad do poder Mas ele é persistente e não quer sair O país entrou num clima de Guerra Civil são constantes as lutas entre os rebeldes e as tropas governamentais pelo controle das cidades Em 2012 a violência chegou à capital Damasco e à segunda metrópole mais importante do país Aleppo Amer e Anas sobreviveram entre bombas mas alguns dos amigos não tiveram a mesma sorte Tudo o

    Original URL path: http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=597075 (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • abola.pt
    O que é verdade desaparece num pequeno fragmento e o que é mentira nunca se chega a conhecer o veredito final Tem sido assim desde a Primavera Árabe de 2011 Pode se falar dos muitos jovens que sonhavam em ser jogadores de futebol mas que perderam a vida nessa maldita guerra sem precedentes Pode se falar daqueles jovens cujo sonho ainda persiste Não se consideram refugiados apenas foram obrigados a partir em busca de um futuro melhor Obrigados a abandonar as suas casas para não se perderem entre os escombros Obrigados a correr e nunca olhar para trás com o medo de não conhecerem o amanhã O combate entre o Governo e a oposição não tem forma de parar A ajuda humanitária chega esporadicamente a alguns lugares Milhares de sírios permanecem presos outros nem chegam a porto seguro Apenas desaparecem A oposição fragmentou se os rebeldes lutam uns contra os outros a palavra Al Qaeda está na frente do combate Espera se um milagre Amer não conseguiu esperar No Brasil encontrou um porto seguro Veste a camisola do Guarani sabe de cor todos os passos de Ronaldinho Gaúcho Anas é apenas dois anos mais velho que o seu compatriota escolheu Portugal como esconderijo Lá no Desportivo das Aves já se acostumou aos amigos Ainda recorda a velha Síria quando as cores faziam sentido Hoje predomina o cinzento o fumo as bombas Apaixonado pelo futebol confessa se um admirador de Cristiano Ronaldo mas é em Di María que vê um exemplo a seguir Não trouxe muito na bagagem apenas os sonhos e o pensamento de mudança para um dia mostrar aos sírios que ainda existe esperança A guerra já dura desde março de 2011 na cidade de Deraa depois da prisão de um dos jovens que teve a ousadia de pintar slogans revolucionários no muro da escola durante a Primavera Árabe O dia em que marcou para sempre o Médio Oriente o dia em que a população saiu à rua para protestar contra a má conduta dos ditadores e reivindicar por melhores condições de vida Todos anseiam pelo mesmo a saída do Presidente Assad do poder Mas ele é persistente e não quer sair O país entrou num clima de Guerra Civil são constantes as lutas entre os rebeldes e as tropas governamentais pelo controle das cidades Em 2012 a violência chegou à capital Damasco e à segunda metrópole mais importante do país Aleppo Amer e Anas sobreviveram entre bombas mas alguns dos amigos não tiveram a mesma sorte Tudo o que queriam era jogar futebol Depois de Adão e Eva só mesmo a mulher barbuda e o homem lagosta Estilos e Espantos Para os mais apaixonados todos os dias são bons dias para namorar mas o 14 de fevereiro é especial E como manda a tradição os mais românticos não deixaram o dia passar em branco Desde flores chocolates postais as trocas de presentes e mensagens entre os casais aquece o comércio e gera cifras colossais em diversos países Nas

    Original URL path: http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=597033 (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • abola.pt
    trás com o medo de não conhecerem o amanhã O combate entre o Governo e a oposição não tem forma de parar A ajuda humanitária chega esporadicamente a alguns lugares Milhares de sírios permanecem presos outros nem chegam a porto seguro Apenas desaparecem A oposição fragmentou se os rebeldes lutam uns contra os outros a palavra Al Qaeda está na frente do combate Espera se um milagre Amer não conseguiu esperar No Brasil encontrou um porto seguro Veste a camisola do Guarani sabe de cor todos os passos de Ronaldinho Gaúcho Anas é apenas dois anos mais velho que o seu compatriota escolheu Portugal como esconderijo Lá no Desportivo das Aves já se acostumou aos amigos Ainda recorda a velha Síria quando as cores faziam sentido Hoje predomina o cinzento o fumo as bombas Apaixonado pelo futebol confessa se um admirador de Cristiano Ronaldo mas é em Di María que vê um exemplo a seguir Não trouxe muito na bagagem apenas os sonhos e o pensamento de mudança para um dia mostrar aos sírios que ainda existe esperança A guerra já dura desde março de 2011 na cidade de Deraa depois da prisão de um dos jovens que teve a ousadia de pintar slogans revolucionários no muro da escola durante a Primavera Árabe O dia em que marcou para sempre o Médio Oriente o dia em que a população saiu à rua para protestar contra a má conduta dos ditadores e reivindicar por melhores condições de vida Todos anseiam pelo mesmo a saída do Presidente Assad do poder Mas ele é persistente e não quer sair O país entrou num clima de Guerra Civil são constantes as lutas entre os rebeldes e as tropas governamentais pelo controle das cidades Em 2012 a violência chegou à capital Damasco e à segunda metrópole mais importante do país Aleppo Amer e Anas sobreviveram entre bombas mas alguns dos amigos não tiveram a mesma sorte Tudo o que queriam era jogar futebol Depois de Adão e Eva só mesmo a mulher barbuda e o homem lagosta Estilos e Espantos Para os mais apaixonados todos os dias são bons dias para namorar mas o 14 de fevereiro é especial E como manda a tradição os mais românticos não deixaram o dia passar em branco Desde flores chocolates postais as trocas de presentes e mensagens entre os casais aquece o comércio e gera cifras colossais em diversos países Nas redes sociais são várias as fotografias partilhadas entre os apaixonados em celebração ao amor famosos desconhecidos hoje caminham todos na mesma direção até porque o amor não tira férias nem distingue os pobres dos ricos E se o Diabo veste prada o São Valentim despiu se de anjo neste caso de vários anjos que mais uma vez aqueceram o Dia dos Namorados com uma arrojada coleção de lingerie para apimentar a relação entre os casais E parece que a moda de celebrar o amor com pouca roupa já chegou ao futebol Na Holanda os jogadores trocaram as

    Original URL path: http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=596719 (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • abola.pt
    está na frente do combate Espera se um milagre Amer não conseguiu esperar No Brasil encontrou um porto seguro Veste a camisola do Guarani sabe de cor todos os passos de Ronaldinho Gaúcho Anas é apenas dois anos mais velho que o seu compatriota escolheu Portugal como esconderijo Lá no Desportivo das Aves já se acostumou aos amigos Ainda recorda a velha Síria quando as cores faziam sentido Hoje predomina o cinzento o fumo as bombas Apaixonado pelo futebol confessa se um admirador de Cristiano Ronaldo mas é em Di María que vê um exemplo a seguir Não trouxe muito na bagagem apenas os sonhos e o pensamento de mudança para um dia mostrar aos sírios que ainda existe esperança A guerra já dura desde março de 2011 na cidade de Deraa depois da prisão de um dos jovens que teve a ousadia de pintar slogans revolucionários no muro da escola durante a Primavera Árabe O dia em que marcou para sempre o Médio Oriente o dia em que a população saiu à rua para protestar contra a má conduta dos ditadores e reivindicar por melhores condições de vida Todos anseiam pelo mesmo a saída do Presidente Assad do poder Mas ele é persistente e não quer sair O país entrou num clima de Guerra Civil são constantes as lutas entre os rebeldes e as tropas governamentais pelo controle das cidades Em 2012 a violência chegou à capital Damasco e à segunda metrópole mais importante do país Aleppo Amer e Anas sobreviveram entre bombas mas alguns dos amigos não tiveram a mesma sorte Tudo o que queriam era jogar futebol Depois de Adão e Eva só mesmo a mulher barbuda e o homem lagosta Estilos e Espantos Para os mais apaixonados todos os dias são bons dias para namorar mas o 14 de fevereiro é especial E como manda a tradição os mais românticos não deixaram o dia passar em branco Desde flores chocolates postais as trocas de presentes e mensagens entre os casais aquece o comércio e gera cifras colossais em diversos países Nas redes sociais são várias as fotografias partilhadas entre os apaixonados em celebração ao amor famosos desconhecidos hoje caminham todos na mesma direção até porque o amor não tira férias nem distingue os pobres dos ricos E se o Diabo veste prada o São Valentim despiu se de anjo neste caso de vários anjos que mais uma vez aqueceram o Dia dos Namorados com uma arrojada coleção de lingerie para apimentar a relação entre os casais E parece que a moda de celebrar o amor com pouca roupa já chegou ao futebol Na Holanda os jogadores trocaram as habituais crianças para entrarem em campo de mãos dadas com modelos em lingerie Já dizia Fernando Pessoa que há tanta suavidade em nada dizer e tudo se entender Falar de amor sempre foi um dos temas favoritos dos poetas Roma é o refúgio ideal de qualquer enamorado mas a cidade italiana de Verona torna se o palco de

    Original URL path: http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=596652 (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • abola.pt
    veredito final Tem sido assim desde a Primavera Árabe de 2011 Pode se falar dos muitos jovens que sonhavam em ser jogadores de futebol mas que perderam a vida nessa maldita guerra sem precedentes Pode se falar daqueles jovens cujo sonho ainda persiste Não se consideram refugiados apenas foram obrigados a partir em busca de um futuro melhor Obrigados a abandonar as suas casas para não se perderem entre os escombros Obrigados a correr e nunca olhar para trás com o medo de não conhecerem o amanhã O combate entre o Governo e a oposição não tem forma de parar A ajuda humanitária chega esporadicamente a alguns lugares Milhares de sírios permanecem presos outros nem chegam a porto seguro Apenas desaparecem A oposição fragmentou se os rebeldes lutam uns contra os outros a palavra Al Qaeda está na frente do combate Espera se um milagre Amer não conseguiu esperar No Brasil encontrou um porto seguro Veste a camisola do Guarani sabe de cor todos os passos de Ronaldinho Gaúcho Anas é apenas dois anos mais velho que o seu compatriota escolheu Portugal como esconderijo Lá no Desportivo das Aves já se acostumou aos amigos Ainda recorda a velha Síria quando as cores faziam sentido Hoje predomina o cinzento o fumo as bombas Apaixonado pelo futebol confessa se um admirador de Cristiano Ronaldo mas é em Di María que vê um exemplo a seguir Não trouxe muito na bagagem apenas os sonhos e o pensamento de mudança para um dia mostrar aos sírios que ainda existe esperança A guerra já dura desde março de 2011 na cidade de Deraa depois da prisão de um dos jovens que teve a ousadia de pintar slogans revolucionários no muro da escola durante a Primavera Árabe O dia em que marcou para sempre o Médio Oriente o dia em que a população saiu à rua para protestar contra a má conduta dos ditadores e reivindicar por melhores condições de vida Todos anseiam pelo mesmo a saída do Presidente Assad do poder Mas ele é persistente e não quer sair O país entrou num clima de Guerra Civil são constantes as lutas entre os rebeldes e as tropas governamentais pelo controle das cidades Em 2012 a violência chegou à capital Damasco e à segunda metrópole mais importante do país Aleppo Amer e Anas sobreviveram entre bombas mas alguns dos amigos não tiveram a mesma sorte Tudo o que queriam era jogar futebol Depois de Adão e Eva só mesmo a mulher barbuda e o homem lagosta Estilos e Espantos Para os mais apaixonados todos os dias são bons dias para namorar mas o 14 de fevereiro é especial E como manda a tradição os mais românticos não deixaram o dia passar em branco Desde flores chocolates postais as trocas de presentes e mensagens entre os casais aquece o comércio e gera cifras colossais em diversos países Nas redes sociais são várias as fotografias partilhadas entre os apaixonados em celebração ao amor famosos desconhecidos hoje caminham todos

    Original URL path: http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=596464 (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • abola.pt
    continua a decorrer apesar da Guerra Civil e das bombas que rebentam sem aviso Não escolhem sexo nem idade na hora da despedida O que é verdade desaparece num pequeno fragmento e o que é mentira nunca se chega a conhecer o veredito final Tem sido assim desde a Primavera Árabe de 2011 Pode se falar dos muitos jovens que sonhavam em ser jogadores de futebol mas que perderam a vida nessa maldita guerra sem precedentes Pode se falar daqueles jovens cujo sonho ainda persiste Não se consideram refugiados apenas foram obrigados a partir em busca de um futuro melhor Obrigados a abandonar as suas casas para não se perderem entre os escombros Obrigados a correr e nunca olhar para trás com o medo de não conhecerem o amanhã O combate entre o Governo e a oposição não tem forma de parar A ajuda humanitária chega esporadicamente a alguns lugares Milhares de sírios permanecem presos outros nem chegam a porto seguro Apenas desaparecem A oposição fragmentou se os rebeldes lutam uns contra os outros a palavra Al Qaeda está na frente do combate Espera se um milagre Amer não conseguiu esperar No Brasil encontrou um porto seguro Veste a camisola do Guarani sabe de cor todos os passos de Ronaldinho Gaúcho Anas é apenas dois anos mais velho que o seu compatriota escolheu Portugal como esconderijo Lá no Desportivo das Aves já se acostumou aos amigos Ainda recorda a velha Síria quando as cores faziam sentido Hoje predomina o cinzento o fumo as bombas Apaixonado pelo futebol confessa se um admirador de Cristiano Ronaldo mas é em Di María que vê um exemplo a seguir Não trouxe muito na bagagem apenas os sonhos e o pensamento de mudança para um dia mostrar aos sírios que ainda existe esperança A guerra já dura desde março de 2011 na cidade de Deraa depois da prisão de um dos jovens que teve a ousadia de pintar slogans revolucionários no muro da escola durante a Primavera Árabe O dia em que marcou para sempre o Médio Oriente o dia em que a população saiu à rua para protestar contra a má conduta dos ditadores e reivindicar por melhores condições de vida Todos anseiam pelo mesmo a saída do Presidente Assad do poder Mas ele é persistente e não quer sair O país entrou num clima de Guerra Civil são constantes as lutas entre os rebeldes e as tropas governamentais pelo controle das cidades Em 2012 a violência chegou à capital Damasco e à segunda metrópole mais importante do país Aleppo Amer e Anas sobreviveram entre bombas mas alguns dos amigos não tiveram a mesma sorte Tudo o que queriam era jogar futebol Depois de Adão e Eva só mesmo a mulher barbuda e o homem lagosta Estilos e Espantos Para os mais apaixonados todos os dias são bons dias para namorar mas o 14 de fevereiro é especial E como manda a tradição os mais românticos não deixaram o dia passar em branco Desde

    Original URL path: http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=596203 (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • abola.pt
    outros nem chegam a porto seguro Apenas desaparecem A oposição fragmentou se os rebeldes lutam uns contra os outros a palavra Al Qaeda está na frente do combate Espera se um milagre Amer não conseguiu esperar No Brasil encontrou um porto seguro Veste a camisola do Guarani sabe de cor todos os passos de Ronaldinho Gaúcho Anas é apenas dois anos mais velho que o seu compatriota escolheu Portugal como esconderijo Lá no Desportivo das Aves já se acostumou aos amigos Ainda recorda a velha Síria quando as cores faziam sentido Hoje predomina o cinzento o fumo as bombas Apaixonado pelo futebol confessa se um admirador de Cristiano Ronaldo mas é em Di María que vê um exemplo a seguir Não trouxe muito na bagagem apenas os sonhos e o pensamento de mudança para um dia mostrar aos sírios que ainda existe esperança A guerra já dura desde março de 2011 na cidade de Deraa depois da prisão de um dos jovens que teve a ousadia de pintar slogans revolucionários no muro da escola durante a Primavera Árabe O dia em que marcou para sempre o Médio Oriente o dia em que a população saiu à rua para protestar contra a má conduta dos ditadores e reivindicar por melhores condições de vida Todos anseiam pelo mesmo a saída do Presidente Assad do poder Mas ele é persistente e não quer sair O país entrou num clima de Guerra Civil são constantes as lutas entre os rebeldes e as tropas governamentais pelo controle das cidades Em 2012 a violência chegou à capital Damasco e à segunda metrópole mais importante do país Aleppo Amer e Anas sobreviveram entre bombas mas alguns dos amigos não tiveram a mesma sorte Tudo o que queriam era jogar futebol Depois de Adão e Eva só mesmo a mulher barbuda e o homem lagosta Estilos e Espantos Para os mais apaixonados todos os dias são bons dias para namorar mas o 14 de fevereiro é especial E como manda a tradição os mais românticos não deixaram o dia passar em branco Desde flores chocolates postais as trocas de presentes e mensagens entre os casais aquece o comércio e gera cifras colossais em diversos países Nas redes sociais são várias as fotografias partilhadas entre os apaixonados em celebração ao amor famosos desconhecidos hoje caminham todos na mesma direção até porque o amor não tira férias nem distingue os pobres dos ricos E se o Diabo veste prada o São Valentim despiu se de anjo neste caso de vários anjos que mais uma vez aqueceram o Dia dos Namorados com uma arrojada coleção de lingerie para apimentar a relação entre os casais E parece que a moda de celebrar o amor com pouca roupa já chegou ao futebol Na Holanda os jogadores trocaram as habituais crianças para entrarem em campo de mãos dadas com modelos em lingerie Já dizia Fernando Pessoa que há tanta suavidade em nada dizer e tudo se entender Falar de amor sempre foi um dos

    Original URL path: http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=596176 (2016-02-18)
    Open archived version from archive