web-archive-pt.com » PT » C » CLINICALAB.PT

Total: 41

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • Clínica LAB
    físico e mental é o resultado de um óptimo funcionamento dos neurónios e do cérebro PORQUÊ Porque a nossa função emocional é o bem mais precioso para uma boa qualidade de vida As perturbações do comportamento do humor e da função cognitiva nas crianças no adulto e no idoso podem ser em grande parte prevenidas por uma alimentação suplementação adequada e personalizada para cada pessoa O QUE É O bem estar físico e mental é o resultado de um óptimo funcionamento dos neurónios e do cérebro É um estudo funcional e nutricional das principais análises bioquímicas envolvidas na neurotransmissão do cérebro e no bom funcionamento dos neurónios Perfil dos Neurotransmissores Metabolitos urinários da Dopamina Noradrenalina e Serotonina relacionados com o comportamento a cognição a atenção e a aprendizagem Perfil dos Ácidos Gordos Ómega 3 e Ómega 6 Os ácidos gordos de cadeia longa intervêm no bom funcionamento do sistema nervoso central Têm um papel determinante na fluidez das membranas dos neurónios garantindo a sua eficácia e participando na regulação fisiológica do cérebro Numerosos estudos clínicos confirmam a importância da relação entre os ácidos ómega 3 ómega 6 e a prevalência das alterações de humor ou declínio cognitivo Vitaminas e Minerais Intervêm em diferentes etapas da síntese dos neurotransmissores Um défice pode provocar alterações neurológicas ou psiquiátricas reduz a capacidade cerebral e acelera o declínio cognitivo ligado à idade e às patologias neurodegenerativas Os níveis de selénio e folatos estão fortemente ligados à intensidade destas patologias Ferritina Ác Fólico B9 Vitamina B12 Zinco e Selénio Homocisteína Conhecido factor de risco cardiovascular pode ser o reflexo de um défice em vitaminas B6 B9 e B12 indispensáveis para a nossa saúde mental Níveis elevados de homocisteína são um fator de risco elevado de declínio cognitivo BENEFÍCIOS Para recuperar o seu equilíbrio faça 1º

    Original URL path: http://www.clinicalab.pt/teste_brainscreen.html (2015-11-28)
    Open archived version from archive

  • Clínica LAB
    de Oferta Oferta Rosto e Corpo Oferta Medicina Chinesa CONTACTOS Mineralograma A análise ao cabelo que revela o seu estado de saúde Elementos Minerais no Cabelo Com a análise dos elementos minerais presentes no cabelo o médico pode obter informação laboratorial que poderá ter relação com a síndrome de fadiga crónica a osteoporose anemias etc ESTADO DE NUTRIÇÃO A constituição em elementos minerais do cabelo reflecte a da generalidade dos órgãos osso músculos cérebro fígado medula O teste permite a avaliação de situações de carência devidas a desnutrição a dietas de emagrecimento a malnutrição a malabsorção e síndromes relacionados com perturbações gastrointestinais bem como situações de carências relacionadas com a idade com tratamentos farmacológicos e diversas patologias Mineral and Trace Element Analysis Laboratory and Clinical Application Eleanore Blaurock Busch Verónica Griffin 1996 ELEMENTOS TÓXICOS Com este teste é possível avaliar a exposição a longo prazo a elementos tóxicos nocivos para a saúde que penetram no organismo com origem no meio ambiente ou no ambiente laboral Estes elementos tóxicos podem originar alterações nos processos enzimáticos neurológicos ou afectar diferentes sistemas do nosso organismo PORQUÊ ANALISAR O CABELO Porque o cabelo como tecido de depósito tem muitas vantagens em relação à análise do soro ou urina O cabelo cresce cerca de 1 cm por mês pelo que uma madeixa de cabelo com um comprimento de 2 cm reflectirá o nível de oligoelementos dos últimos dois meses Por sua vez a análise no soro apenas reflecte uma situação pontual ou seja do momento da colheita pelo que o seu resultado não é o ideal para avaliar o estado nutricional Quanto à possibilidade de usar a urina como produto de estudo pode ser útil para determinações do perfil de eliminação de tóxicos em Medicina Ocupacional ou para avaliar a taxa de eliminação do cálcio

    Original URL path: http://www.clinicalab.pt/teste_mineralograma.html (2015-11-28)
    Open archived version from archive

  • Clínica LAB
    outras PORQUÊ Os resultados do NutriScreen permitem aconselhar de uma forma personalizada sobre a correcção de hábitos alimentares e se necessário sobre a toma de suplementos para obter um estado de saúde óptimo QUE ANÁLISES São analisados vários parâmetros importantes reconhecidos e utilizados na medicina preventiva e ou anti envelhecimento Ácidos gordos eritrocitários Os ácidos gordos polinsaturados desempenham funções muito importantes para a nossa saúde São uma fonte de energia para o nosso organismo necessários na formação de membranas celulares na transmissão de sinais eléctricos uma membrana flexível favorece a passagem dos neurotransmissores nas sinapses nervosas Os ácidos gordos em excesso são armazenados de imediato no nosso organismo Neste caso produzirão uma série de condições bem conhecidas obesidade níveis de colesterol e de triglicéridos elevados Estes factores estão ligados ao risco de doença cardiovascular Além disso os níveis elevados de alguns ácidos gordos vão originar substâncias que induzem estados proinflamatórios no organismo que estão relacionados com psoríase artrite eczema atópico colite ulcerosa e fibromialgia A nossa alimentação é frequentemente pobre e de uma forma particular em ácidos gordos polinsaturados ómega 3 Este tipo de gorduras especialmente presentes nos peixes gordos exerce uma actividade anti inflamatória e anti agregante De um ponto de vista global do paciente a correcção do seu défice faz parte de uma abordagem racional por exemplo da depressão e das doenças cardiovasculares O stress oxidativo é um dos mecanismos implicados no processo de envelhecimento causado por um excesso de radicais livres O seu papel é também invocado entre os factores etiológicos das doenças auto imunes Está presente em todas as doenças inflamatórias 8 OH Deoxiguanosina a lesão do ADN por radicais livres pode induzir mutações espontâneas que podem ter um papel importante na carcinogénese e no envelhecimento Anticorpos anti LDL oxidados o LDL oxidado comporta se como

    Original URL path: http://www.clinicalab.pt/teste_nutriscreen.html (2015-11-28)
    Open archived version from archive

  • Clínica LAB
    facilmente acessíveis ao processamento pelas enzimas da fase II e posterior eliminação Na fase I participam numerosas enzimas entre 50 a 100 localizadas nas membranas do retículo endoplasmático que no seu conjunto constituem o complexo enzimático designado de citocromo P450 cuja actividade varia de indivíduo para indivíduo segundo factores genéticos exposição a toxinas exercício físico e estado nutricional Doentes com uma fase I lenta apresentarão intolerância à cafeína a certos perfumes e outros produtos químicos para além de apresentarem um risco acrescido de doença hepática Deste modo o grau de actividade da fase I pode ser avaliado através da medição da eficácia do indivíduo para neutralizar a cafeína Um efeito secundário significativo desta fase é a produção de radicais livres durante a neutralização das toxinas Sem defesas antioxidantes adequadas cada vez que o fígado neutralizar uma toxina produzem se danos através destes radicais livres O glutatião GSH é um antioxidante eficaz na neutralização destes radicais livres constituindo por isso uma molécula fundamental num dos processos dominantes da fase II Os produtos das reacções de biotransformação da fase I quando hidrossolúveis são eliminados na urina e os restantes sofrem posterior transformação como substratos da fase II de biotransformação ou desintoxicação reagindo com compostos endógenos e levando à formação de conjugados hidrossolúveis facilmente elimináveis na urina FASE II BIOTRANSFORMAÇÃO as enzimas da fase II localizadas no citosol actuam directamente sobre algumas toxinas ou sobre os seus metabolitos que foram biotransformados na fase I As reacções de fase II levam à formação de ligações covalentes entre um grupo funcional do composto e o ácido glucorónico glucuronoconjugação o sulfato o glutatião os aminoácidos ou o acetato Estes conjugados agora altamente polares são já em geral inactivos e rapidamente excretados na urina e também nas fezes Para que estas enzimas funcionem são necessários nutrientes para

    Original URL path: http://www.clinicalab.pt/teste_hepatica_desintoxicacao.html (2015-11-28)
    Open archived version from archive

  • Clínica LAB
    clínicas que dependem da maior ou menor concentração desses metabolitos VIAS METABÓLICAS Há a considerar duas vias metabólicas na degradação dos estrogénios Na via principal os estrogénios são metabolizados em 2 hidroxi Estrona 2 OH Estrona e em 2 hidroxi Estradiol metabolitos que passaremos a designar de metabolitos bons porque não favorecem a divisão celular em determinados tecidos não promovendo a proliferação de células na mama ou no endométrio processo este ligado a alterações do ADN e crescimento tumoral Como estes metabolitos se ligam aos receptores de estrogénios podem ter um papel bloqueante da acção de outros metabolitos dos estrogénios que ao contrário induzem proliferação celular e alterações do ADN das células acção carcinogénica A outra via de metabolização conduz a uma 16 hidroxilação com produção de metabolitos 16 OH Estrona 1 e 16 OH Estrona 2 mais potentes e activos que se unem aos receptores de estrogénios que podem acelerar a síntese do ADN e a multiplicação celular Neste sentido níveis altos de 16 OH estrogénios podem aumentar o risco de doenças dependentes dos estrogénios como o lúpus e o cancro da mama NIVEÍS Os níveis absolutos dos metabolitos 2 hidroxi Estrona e 16 hidroxi Estrona bem como o seu equilíbrio razão proporcionam uma informação clínica importante sobre o metabolismo dos estrogénios Se a mulher tiver níveis normais de estrogénios mas a sua razão 2OH 16OH for baixa indicando um predomínio do metabolito mais activo tem maior risco de situações ligadas a um excesso de estrogénios Por outro lado uma razão 2OH 16OH alta pode evidenciar um défice de estrogénios com indicação de terapêutica de substituição para prevenção da osteoporose A razão 2OH 16OH é igualmente muito útil para o seguimento de terapêuticas de optimização do metabolismo dos estrogénios DIETA E ESTILO DE VIDA Existem estudos que indicam que

    Original URL path: http://www.clinicalab.pt/teste_metabolitos_estrogenios.html (2015-11-28)
    Open archived version from archive

  • Clínica LAB
    difusos não relacionáveis com um síndrome clássico podem ter uma alergia a metais justificando se a solicitação de um Teste Melisa O Teste Melisa está protegido com a patente europeia LTT MELISA nr 4220951 class 44 PERFIS Perfil amálgamas Implantes dentários As pessoas com reconstruções dentárias à base de metais podem desencadear processos de hipersensibilidade aos mesmos que se apresentam com diferentes manifestações patológicas Perfil de ligas e próteses metálicas Os materiais metálicos de placas parafusos e próteses principalmente da anca que se utilizam na correcção de fracturas se não sofrem oxidações nada acontecerá mas se o metal oxidar pode ligar se às proteínas dos tecidos adjacentes e desencadear um processo de hiper sensibilidade nas pessoas geneticamente predispostas Perfil screening Tatuagens A maioria dos pigmentos ou corantes utilizados nas tatuagens são sais de produtos metálicos que ficam incrustados na pele Como exemplos podemos citar Verde óxido de Crómio Púrpura sais de Manganésio Azul sais de Cobalto Branco sais de Titânio Silício e Cálcio Amarelo óxido de Cádmio Vermelho sulfato de Mercúrio Os pigmentos são fagocitados pelos macrófagos e passam ao sistema linfático e sangue onde podem desencadear o processo de hipersensibilização tipo IV alergia a metais Perfil implantes Piercings Nos piercings os metais entram em contacto com os tecidos podendo ser absorvidos constituindo se numa fonte potencial de permanente de impregnação do organismo com metais Perfil DIU dispositivo intrauterino A utilização de dispositivos intrauterinos DIU que colocados no interior do útero são outra fonte de contaminação de metais São feitos de material plástico com um fio metálico incorporado sendo o metal mais empregue o cobre mas podendo ser de aço prata ou ouro ou ainda uma combinação dos mesmos O dispositivo pode permanecer dentro do útero 2 a 5 anos sendo uma fonte de libertação de metais nos tecidos e

    Original URL path: http://www.clinicalab.pt/teste_melisa.html (2015-11-28)
    Open archived version from archive

  • Clínica LAB
    teoria que actualmente está demonstrada através de um grande número de publicações científicas RADICAIS LIVRES Radicais livres e envelhecimento Um radical livre é um átomo uma molécula ou um composto que contém um electrão em estado instável Esta definição inclui o átomo de hidrogénio e a maioria dos iões metálicos de transição Inclui também a molécula de oxigénio divalente já que os seus dois electrões externos estão em diferentes órbitas têm spins paralelos e não estão emparelhados Os radicais livres podem ser electricamente neutros ou carregados positiva ou negativamente O QUE É Os radicais livres são muito electrofílicos e com grande capacidade de ligação a locais de alta densidade eléctrica como ligações C C por exemplo nos ácidos gordos insaturados e compostos que contenham grupos nitrogénio e SH glutatião e cisteína os mais frequentes O radical livre OH é o mais reactivo e mais destruidor entre os existentes no metabolismo natural PRINCIPAIS REACÇÕES Principais reacções produzidas por radicais livres no organismo Peroxidação dos lípidos As duplas ligações dos ácidos gordos insaturados ou fosfolípidos polinsaturados são muito susceptíveis à acção dos radicais livres com a sua fragmentação e formação de hidroperóxidos e aldeídos citotóxicos Os peróxidos de lípidos desempenham um papel muito importante no processo da aterosclerose Oxidação das proteínas Foi o mecanismo menos estudado possivelmente porque as proteínas têm um grande turnover e os seus metabolitos não se acumulam Oxidação dos glúcidos As moléculas de glucose ou frutose e os aldeídos reactivos ou cetonas podem atacar grupos amina das proteínas glicação ou reacção de Maillard e dar lugar a uma proteína glicada produto de Amadori que pode reagir com outras proteínas dando lugar a ligações irreversíveis cross linking Lesão oxidativa do DNA Os oxi radicais livres podem produzir uma lesão importante no DNA tanto mitocondrial como celular Demonstra se que

    Original URL path: http://www.clinicalab.pt/teste_stress.html (2015-11-28)
    Open archived version from archive

  • Clínica LAB
    Oliveira Santos Dra Rita Boavida Dra Paula Vasconcelos Dr António Boavida Dra Ana Santa Clara Dr Hasse Ferreira Dr Carlos Coelho Dra Luísa Fumaça Terapeuta Rita Rosado Terapeuta Veronica Vinhas OFERTAS Cartão de Oferta Oferta Rosto e Corpo Oferta Medicina Chinesa CONTACTOS A CLINICA A ClínicaLab está no mercado há mais de 15 anos com a realização de análises clínicas Ao longo do tempo a Clínica tem explorado e estudado

    Original URL path: http://www.clinicalab.pt/clinica.html (2015-11-28)
    Open archived version from archive



  •