web-archive-pt.com » PT » E » EBAH.PT

Total: 484

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • monografia uepb pdf - Trabalho apresentado ao Curso de Licenciatura e Bacharelado...
    4 3 Avaliação 27 5 RESULTADOS E DISCUSSÃO 29 5 1 Reação de genótipos de algodoeiro a Meloidogyne incognita 28 5 2 Reação de genótipos de algodoeiro a associação entre M incognita e F oxysporum f sp vasinfectum 29 6 CONCLUSÕES 32 Pág incognita e F oxysporum f sp vasinfectum TABELA 1 Média do número de massa de ovos e porcentagem de plantas com sintomas de fusariose em 26 genótipos de algodão inoculados com M 30 Pág genótipos de algodão GRÁFICO 1 Média de massa de ovos de M incognita Raça 3 em raízes de 26 29 FIGURA 1 Presença de galhas nas raízes dos tomateiros 26 FIGURA 2 Micélio de Fusarium em placa de Petri com BDA 26 FIGURA 3 Pontuações vermelhas na raiz do algodoeiro 27 Pág Fusariose do algodoeiro FIGURA 4 Escurecimento do tecido vascular sintoma típico da 27 1 INTRODUÇÃO O algodão é uma das mais importantes culturas industriais oferecendo ao homem uma grande variedade de produtos e utilidades É a mais importante fibra têxtil natural encontrando se registrada na historiografia humana a partir das civilizações antigas orientais Os primeiros registros escritos do algodão encontram se no código de Manu 700 a C PASSOS 1977 A cultura do algodoeiro distribui se entre mais de setenta países destacando se na produção agroindustrial e exercendo influência diretamente sobre a estrutura sócio econômica dos países produtores PASSOS 1977 O nível de produtividade de qualquer cultura está associado ao potencial do germoplasma da espécie cultivada aos fatores físico químicos do solo climatológicos e à incidência de pragas e doenças O algodoeiro é suscetível a várias moléstias causadas por microorganismos algumas das quais de grande expressão econômica para a cultura LIMA et al 1999 Dentre as doenças que afetam a cultura do algodão destaca se a Fusariose que tem como agente etiológico o fungo Fusarium oxysporum f sp vasinfectum Esta doença é de natureza vascular cujo principal dano ocasionado à planta é a obstrução dos vasos do xilema expressa através do escurecimento dos mesmos induzida pela produção de metabólitos e pela oxidação de fenóis e possivelmente sua desidrogenação por peroxidases PEGG 1981 citado por HILLOCKS 1992 O resultado é a murcha da parte aérea como conseqüência da falta de absorção de água e nutrientes Plantas de algodão são predispostas à infecção por Fusarium quando as raízes são invadidas por nematóides SMITH e DICK 1960 JORGENSON et al 1978 principalmente espécies do gênero Meloidogyne HILLOCKS e BRIDGE 1992 O efeito sinérgico dessa associação é devido a ferimento nas raízes e acúmulo de nutrientes no sítio de alimentação dos nematóides No caso de Meloidogyne o nematóide afeta a fisiologia do hospedeiro interferindo nos mecanismos de resistência contra a infecção sistêmica pelo fungo resultando em incremento de suscetibilidade HILLOCKS 1985 O melhor método de controle de doenças é o cultivo de indivíduos que tenham a capacidade de permanecer isentos da enfermidade mesmo na presença de patógenos e dos fatores ambientais que contribuem para as moléstias De um ponto de vista prático isto torna possível cultivar vegetais sem o risco de perdas por doenças Quanto à utilização dos defensivos químicos no combate às doenças deve ser observada a toxicidade destas substâncias e os acidentes que podem provocar com pessoas que as utilizam Também são poluentes do meio ambiente pois alguns princípios ativos permanecem por muito tempo no solo Resistência pode ser definida como a habilidade da planta hospedeira em impedir o crescimento e desenvolvimento do patógeno PARLEVLIET 1997 Ao longo do tempo o melhoramento genético focou na seleção de plantas com alto potencial produtivo Com isso foram obtidas variedades com boa capacidade de produção todavia em alguns casos com suscetibilidade a pragas e doenças evento conhecido como efeito vertifolia Atualmente mais atenção está sendo dispensada para a incorporação de resistência a pragas e doenças em variedades com boas características agronômicas Este processo se fundamenta nos princípios genéticos cujas bases foram lançadas por Gregor Mendel em 1866 Desde então muito se tornou conhecido sobre as características hereditárias e as variações em plantas PELCZAR et al 1977 A associação do nematóide Meloidogyne incognita com F oxysporum f sp vasinfectum causa perdas significativas em diversos países produtores de algodão O uso de cultivares resistentes é a medida de controle mais econômica e que menos afeta o custo de produção ALLARD 1971 BERGAMIN KIMATI 1978 Quando se dispõe de cultivares com razoáveis níveis de resistência às doenças tem se preferido a sua utilização a outros métodos de controle O desenvolvimento de cultivares de algodoeiro resistentes às principais doenças tem reduzido substancialmente as perdas causadas por vários por vários patógenos WATKINS 1981 2 OBJETIVOS 2 1 Objetivo Geral Avaliar a reação de genótipos de algodoeiro à ação de Meloidogyne incognita associado a Fusarium oxysporum f sp vasinfectum 2 2 Objetivo Específico Identificar possíveis fontes de resistência em genótipos de algodoeiro à associação M incognita e F oxysporum f sp Vasinfectum para subsidiar programas de melhoramento de algodoeiro visando resistência a estes patógenos 3 REVISÃO BIBLIOGRÁFICA 3 1 Primeiros registros históricos sobre a cultura do algodão As primeiras referências históricas do algodão vêm de muitos séculos antes de Cristo Em escavações arqueológicas em ruínas no Paquistão encontraram se vestígios de tela e cordão de algodão com mais de 5 0 anos PASSOS 1977 Na América vestígios encontrados no litoral norte do Peru evidenciam que povos milenares daquela região já manipulavam o algodão há 4 500 anos Com os Incas o artesanato têxtil atingiu culminância pois maravilham pela beleza perfeição e combinação de cores Quanto ao algodoeiro do Novo Mundo evidências citológicas e genéticas levam a crer que sua origem tenha sido produto de hibridação interespecífica entre espécies de algodoeiro do Velho Mundo G herbaceum ou G arboreum com espécies silvestres de Gossipium existentes na América HILLOCKS 1992 3 2 Expansão da cultura do algodoeiro no mundo Em meados do século XVIII com a revolução industrial o algodão transformou se em uma das mais importantes explorações agrícolas do mundo KASSAB 1986 O algodão foi transformado na principal fibra têxtil e no mais

    Original URL path: http://www.ebah.pt/content/ABAAAg8fEAB/monografia-uepb-pdf (2016-01-02)
    Open archived version from archive

  • O planeta em que vivemos
    Herculano e acabou colocando o Vesúvio na História mundial como sendo um dos casos mais emblemáticos de destruição e mortes causados pela erupção de um vulcão Portanto nas próximas linhas nós vamos conhecer um pouco mais sobre o Vesúvio que ainda é um vulcão ativo e que é simplesmente o maior de todos os vulcões ativos da Itália Sismógrafos Sismógrafo é um aparelho que detecta os movimentos do solo incluindo os gerados pelas ondas sísmicas Consiste no sensor básico dos instrumentos sismográficos de que o sismógrafo e o sismoscópio fazem parte Estes movimentos são depois registados nos sismógrafos que geram traçados gráficos denominados de sismogramas A partir dos sismogramas os sismólogos conseguem obter informações como a localização do hipocentro e a magnitude do sismo Placas Tectônicas De acordo com a Teoria da Tectônica de Placas a crosta terrestre a camada superficial sólida da Terra composta por rochas e minerais não é contínua mas sim quebrada ou fragmentada em várias partes ou pedaços Essas partes são conhecidas como placas tectônicas e movimentam se em razão da força interna exercida pelo magma presente no manto terrestre Para entender a movimentação das placas tectônicas é preciso descobrir primeiramente porque isso acontece O principal fator responsável como já dissemos é o magma que não se movimenta aleatoriamente mas se organiza em ciclos os quais chamamos de células de convecção A partir daí o magma vai então conduzindo a movimentação dessas placas fazendo com que o relevo seja alterado das mais diversas formas Formações Iniciais Designa se por Pangeia o continente que descrito pela deriva continental existiu há 200 ou 540 milhões de anos durante a era Paleozoica segundo os relatos A palavra origina se do fato de todos os continentes estarem juntos pan do grego todo inteiro e exprime a noção de totalidade universalidade formando um único bloco de terra gea ou Geia Gaia mitologia ou Ge como a Titã grega que personificava a terra com todos os seus elementos A parte correspondente à América do Sul África Austrália e Índia denomina se Gondwana região da Índia O resto do continente onde estava a América do Norte Europa Ásia e o Ártico se denomina Laurásia A Pangeia era cercada por um único oceano Pantalassa Vulcões Os vulcões são aberturas no solo através das quais emergem à superfície rochas quentes em fusão e gases Grande parte da crosta terrestre e muitas das montanhas resultam dos vulcões Os vulcões são terríveis indicativos de grande calor e pressão existentes nas camadas mais profundas da Terra isto é das forças turbulentas que aí se agitam Manifestam se nos pontos onde a crosta se encontra mais fraca especialmente onde duas placas secções da crosta terrestre se encontram ou se separam Aí a pressão pode forçar a rocha fundida e outras substâncias do manto a emergir à superfície da Terra Gêiseres É uma nascente termal que entra em erupção periodicamente lançando uma coluna de água quente e vapor para o ar O nome gêiser provém de Geysir nome de uma

    Original URL path: http://www.ebah.pt/content/ABAAAg8Y8AK/planeta-que-vivemos (2016-01-02)
    Open archived version from archive

  • Tio Ronni - Perfil acadêmico | ebah.com.br
    Login Cadastro Tio Ronni Cabral Estudou Ciências Biológicas Meus Arquivos 1ª Lei de Mendel 2ª Lei de Mendel Algas Ausência de dominancia e codominancia Epistasia Evolução Genes Letais Moluscos Natureza do Material Genético O planeta em que vivemos Polialelia Probabilidade Relações Ecologicas Sais Minerais Sistema ABO aborto desequilibrios ambientais genealogia heranca e sexo metodo cientifico origem da vida Água Amigos Ele não possui amigos O Ebah é uma rede social

    Original URL path: http://www.ebah.pt/user/AAAAA6vhYAJ/tio-ronni-cabral (2016-01-02)
    Open archived version from archive

  • PPP-Projeto Politico Pedagogico - Disciplina de E.F.E.F.M
    construção se busca de forma coletiva e democrática a discussão dos problemas da escola e suas possíveis soluções Isso é imprescindível para que cada unidade escolar levante suas dificuldades e potencialidades discuta seus problemas e procure soluções dentro de sua realidade REFERÊNCIAS GADOTTI M Perspectivas atuais da educação Porto Alegre Artes Médicas 2000 OLIVEIRA E Projeto Político Pedagógico Disponível em http www infoescola com educacao projeto politico pedagogico Acesso em 28 de Nov de 2015 VEIGA I P A Projeto Político Pedagógico da escola uma construção possível 10 ed Campinas SP Papirus 2000 PORTAL EDUCAÇÃO Projeto Político Pedagógico A Identidade da Escola 2008 Disponível em http www portaleducacao com br pedagogia artigos 3550 projeto politico pedagogico a identidade da escola ixzz3snGkbDwe Acesso em 28 de Nov de 2015 UNIVERSO PEDAGOGIA PPP Projeto Político Pedagógico Conceito finalidade e aplicabilidade 2014 Disponível em http www universopedagogia com 2014 12 ppp projeto politico pedagogico html LOPES N Finalidades do Projeto Político Pedagógico da Escola Parte 1 Disponível em http gestaoescolar abril com br aprendizagem projeto politico pedagogico ppp pratica 610995 shtml Acesso em 28 de Nov de 2015 RIBEIRO A A Gestão Democrática Do Projeto Político Pedagógico Na Escola Pública De Educação Básica 2009 Disponível em http www anpae org br congressos antigos simposio2009 05 pdf Acesso em 28 de Nov de 2015 Comentários Descrição Disciplina de E F E F M Tags educação nortear trabalho coletivo Estatísticas 76 visitas 3 downloads comentários Arquivos Semelhantes Ppp na educação escolar artigo sobre projeto politico pedagogico PPC 1133 Pedagogia Projeto Politico Pedagógico de Pedagogia Projeto Politico Pedagogico e a Organização do Ensino projeto politico pedagogico trabalho 3 relatorio final disciplinas pedagogicas trabalho 3 relatorio final disciplinas pedagogicas Ppp é um modelo de construcao do ppp O projeto político pedagógico a saída para a escola O

    Original URL path: http://www.ebah.pt/content/ABAAAg7q8AJ/ppp-projeto-politico-pedagogico (2016-01-02)
    Open archived version from archive