web-archive-pt.com » PT » E » EMEPC.PT

Total: 680

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • Diário de Bordo
    Assistam à reportagem na próxima 6 ª Feira à tarde no programa Portugal em Direto Relativamente à reportagem da SIC deverá ser transmitida amanhã 5 ª Feira no Primeiro Jornal Estejam atentos Para mais informações e fotos sobre a Campanha consulte AQUI Rúben Fortuna Legenda Blénio Parablennius gattorugine Dia 25 de Junho Imprimir Email URL Tweet URL Recife Artificial em Ancão No quarto dia de mergulhos os mergulhadores afetos à Campanha EMEPC M rBis Algarve 2013 submergiram a um recife artificial na zona do Ancão As condições do mar assim o permitiram Foi assim possível um levantamento da biodiversidade existente verificando se vários exemplares de gorgónias e ainda de peixe com elevado interesse comercial como sargos e robalos Nestas sessões de mergulhos fez se ainda a recolha de algum lixo marinho no âmbito do projeto POIZON gerido pelo IMAR A bordo do Creoula destaque para a simulação de incêndio promovida pela guarnição do navio e ainda para mais uma sessão de apresentações noturnas Hoje ficaram a cargo de Francisco Fernandes que apresentou não um mas seis projetos do Centro de Ciências do Mar da Universidade do Algarve Invasives sobre a distribuição de duas espécies de algas vermelhas invasoras Seaprolif sobre algas invasoras na zona subtidal da costa algarvia Cumfish relativo ao mapeamento da distribuição de equinodermes no Algarve Extant sobre populações de algas castanhas Deep Reefs para a coleta de amostras de gorgónias em recifes de menor profundidade e finalmente o projeto Reef Keep relativo ao acompanhamento de recifes naturais ao longo dos anos Após a apresentação na biblioteca do navio decorreram os trabalhos de triagem e registo fotográfico das amostras recolhidas Para alguns a noite foi longa Para mais informações e fotos sobre a Campanha consulte AQUI Nuno Costa Legenda Gorgónias Leptogorgia lusitanica Leptogorgia sarmentosa Dia 24 de Junho Imprimir Email URL Tweet URL Um dia dedicado aos Cetáceos e Tartarugas Cavalos marinhos foram o grande destaque de mais um dia de mergulhos na Campanha EMEPC M rBis Algarve 2013 As condições de mergulho em frente à zona da Fuzeta não foram as melhores já que a enorme suspensão de partículas que se verificava prejudicou a visibilidade dos mergulhadores tornando complicada a recolha de amostras A bordo do Creoula o momento alto foi o avistamento de uma família de golfinhos em socialização que estiveram muito próximos do navio O Creoula recebeu também durante o dia a visita de uma equipa de reportagem da SIC que veio conhecer os trabalhos desenvolvidos na expedição A reportagem será transmitida no Jornal da Tarde de quarta feira Não percam À noite tiveram lugar mais duas apresentações de projetos a bordo A primeira foi conduzida por André Cid que nos deu a conhecer o trabalho de investigação e monitorização de cetáceos e tartarugas marinhas realizado pela AIMM Associação para a Investigação do Meio Marinho A segunda apresentação esteve a cargo de Joana Hancock da Associação Tartarugas Marinhas Tartarugas a Salvo que tem trabalhado na preservação e conservação de tartarugas marinhas A ATM Associação Tartarugas Marinhas é uma ONG sem fins lucrativos sedeada em Portugal que existe há cerca de dois anos Joana Hancock tem estado a trabalhar como coordenadora do programa de conservação de tartarugas marinhas na ilha do Príncipe São Tomé e Príncipe O que é que faz da tartaruga marinha um animal fascinante Joana Hancock Tudo As grandes migrações que faz tornam na quase uma embaixadora dos oceanos Tem um ciclo de vida muito próprio que nos permite conhecer novas dimensões da biologia e ecologia de um animal migratório Além do mais pouco evoluiram desde o tempo dos dinossauros Gosto também da maneira como têm o poder de unir tanta gente em torno da sua conservação Porque é importante proteger as tartarugas marinhas JH Além de serem parte inerente da biodiversidade marinha as tartarugas são também bons indicadores da saúde dos oceanos O facto de termos tartarugas nos mares e nas praias a desovar é garantia de um ambiente limpo e saudável onde estas podem sobreviver Quais são as principais ameaças à sobrevivência das tartarugas JH Depende muito de região para região Temos o problema da matança das fêmeas nas praias de desova para consumo da carne e ovos e da pesca acidental As alterações climáticas são também uma ameaça muito grande por afetarem negativamente a biologia reprodutiva e comportamental das tartarugas isto além de alterarem os seus habitats críticos Nos países por onde passam as rotas migratórias das tartarugas ou onde estão as suas zonas de reprodução é fulcral que se unam esforços no sentido de promover a preservação eficaz desta espécie Qual tem sido o papel que a Associação Tartarugas Marinhas tem desempenhado na proteção das tartarugas marinhas JH A ATM procura criar uma plataforma para conhecimento científico seja para recolher dados ou uniformizar protocolos de trabalho e bases de dados locais nacionais e internacionais em todos os países de expressão portuguesa Oferecemos também formação e apoio técnico a equipas no terreno É uma associação feita por voluntários de várias áreas que estão disponíveis para dar apoio ao nível de legislação construções de baixo impacto em praias de desova desenvolvimento costeiro sustentável entre outros O que é que o cidadão comum pode fazer para ajudar a proteger as tartarugas JH Quem for fazer turismo para locais onde existam tartarugas pode informar se com as ONG s locais sobre quais os sítios onde as tartarugas vão fazer a desova Há medidas muito básicas e simples de adotar de modo a não interferir com o comportamento de desova da tartaruga como por exemplo manter as luzes dos quartos de hotel apagadas durante a noite pois pode desorientá las ou não conduzir Moto4 nas praias Nunca se deve comprar souvenirs feitos de carapaça de tartaruga como é o caso de algumas pulseiras brincos relógios e óculos Estes materiais implicam sempre a matança de tartarugas Ainda há países onde o consumo de carne de tartaruga é comum e é algo que devemos evitar Para ajudar a proteção a partir do nosso país podem começar

    Original URL path: http://www.emepc.pt/pt/campanhas-emepc-m-rbis/campanha-2013/diario-de-bordo?start=10 (2016-02-18)
    Open archived version from archive


  • Diário de Bordo
    Tweet URL Condições do Mar dificultam mergulhos As condições do mar em Sagres não têm ajudado os mergulhos nesta reta final da Campanha EMEPC M rBis Algarve 2013 Só ao final da tarde é que se tornou possível realizar alguns mergulhos sempre marcados pelo frio e fraca visibilidade Foi possível avistar esponjas cnidários anémonas e alguns nudibrânquios As apresentações da noite acabaram por constituir um dos pontos altos do dia Nuno Vasco Rodrigues falou da Flying Sharks http flyingsharks eu que trata do transporte seguro e sustentável de espécies marinhas para aquários e instituições ligadas à proteção do ambiente marinho Rui Esteves da Silva apresentou nos o seu projetode transporte de peixes ornamentais também associado à Flying Sharks Athila Bertoncini Actinothoe sphyrodeta Para mais informações e fotos sobre a Campanha consulte AQUI Dia 5 de Julho Imprimir Email URL Tweet URL Morango do Mar A Campanha EMEPC M rBis Algarve2013 chegou a Sagres onde conheceu o primeiro contratempo sério no que respeita às condições do Mar Parte dos mergulhos marcados para hoje tiveram mesmo de ser reagendados às custas do mar revolto que se fez sentir As condições do mar fizeram se sentir durante os proprios mergulhos dificultando a estabilidade e visibilidade dos mergulhadores Mesmo assim viram se navalheiras camarões robalos e sargos Das amostras trazidas a bordo destaque para a recolha de um morango do mar Actinia fragacea uma anémona avermelhada com pintas brancas que lembra a forma de um morango À noite Bernardo Mata e Diogo Geraldes apresentaram o Kit do Mar recurso educativo da EMEPC que visa sensibilizar os mais jovens para a importância e atividades do Mar http kitdomar emepc pt Todos os anos o Kit do Mar organiza um Concurso com os melhores trabalhos realizados sobre o mar ao longo do ano Um dos prémios é precisamente a participação na Campanha EMEPC M rBis Algarve2013 ganho este ano por uma turma da Escola Secundária da Baixa da Banheira Liderados pela professora Dina Dias o grupo de alunos que representa a escola na Campanha apresentou aos participantes o trabalho que levaram a Concurso Entrevista a Dina Dias Qual a importância de trazer os alunos fora do contexto escolar para poderem integrar uma campanha científica real Dina Dias É extremamente importante Promove uma atitude diferente na sua relação com a ciência porque podem ver na prática como funciona a investigação nas suas diferentes formas Por outro lado o próprio contacto com a Marinha e com todas as normas de convivência para um espaço tão pequeno e com tantas pessoas acaba por ser formativo em termos sociais Geralmente os alunos não reconhecem tanto a importância das regras sociais e aqui são quase intuitivas Isto reflete se quando abandonam a Campanha Estão também numa fase da vida onde normalmente ainda não definiram exactamente o que fazer no futuro e esta experiência acaba por lhes dar a oportunidade de estruturar melhor as ideias permitindo lhes tomar decisões mais fundamentadas e consolidadas A vossa participação na Campanha resulta de um prémio ganho no Concurso Nacional Kit do Mar Em que consistia o projeto que levaram a concurso D D O nosso trabalho baseia se num aquário de água salgada que temos mantido há três anos Foi construído no âmbito do Clube de Ciência da escola onde não há aulas normais um plano ou um conteúdo de trabalho pré definido De ano para ano procuramos estudar uma perspetiva diferente do aquário e este ano estudámos a classificação taxonómica É um assunto que os alunos nem sempre gostam e como conteúdo das disciplinas acaba por ser pouco motivador Mas no Clube de Ciência conseguimos transmitir lo de uma forma agradável O nome do projeto foi precisamente Oceanus classificatis Há vários anos que tem concorrido ao Concurso Nacional Kit do Mar Porque importa trabalhar o Mar junto dos mais jovens D D Noto que há uma apetência natural dos jovens para o mar Por outro lado é minha convicção que o mar tem recursos que devem ser bem geridos pelas próximas gerações Creio que há um grande potencial que tem vindo a ser subaproveitado De acordo com a sua experiência qual a visão que os jovens têm do mar D D Os jovens têm um interesse natural e espontâneo pelo mar Fazemos parte de uma região relativamente próxima do mar mas os alunos pouco o aproveitam Por isso estão sempre disponíveis e motivados para trabalhos na praia Sou conhecida na escola como a professora que leva os alunos à praia Lá nunca estão contrariados Sejam seres vivos ou rochas gostam sempre de os estudar só pelo contacto com o Mar Se por exemplo falarmos de poluição é muito mais frutífero em termos de mudança de atitudes se a associarmos ao mar falando dos efeitos nocivos do plástico por exemplo Como é que os seus alunos têm vivido a experiência de participar na Campanha D D Tirando os enjoos têm aproveitado e aprendido imenso Pertencem a uma escola de um bairro com um contexto socio económico difícil mas superam sempre as expetativas pelo seu interesse em Ciência ou assuntos que para a idade deles podiam ser difíceis e complexos Têm se integrado bastante bem Depois há toda a envolvência da Marinha que também lhes tem interessado Para si como professora que importância tem integrar esta Campanha D D Sendo professora de Biologia e Geologia esta é uma área que me interessa bastante Sempre que posso faço formação na área Aqui não tenho formação creditada mas não deixa de representar um grande crescimento para mim Tenho aprendido muito É uma Campanha muito enriquecidora pela diversidade de projetos e de assuntos que um professor de biologia pode assimilar No cômputo geral que balanço faz desta experiência D D É um balanço muito positivo Aconselho vivamente a todos os que tenham a oportunidade de participar Para mais informações e fotos sobre a Campanha consulte AQUI Dia 4 de Julho Imprimir Email URL Tweet URL Jardim de Gorgónias Em Porto de Mós as equipas de mergulho encontraram excelentes condições

    Original URL path: http://www.emepc.pt/pt/campanhas-emepc-m-rbis/campanha-2013/diario-de-bordo?chronoform=Contactos&event=submit (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • Rui Esteves da Silva
    M rBis era elevada razão pela qual submeti a candidatura Quais as principais mais valias que pretende retirar da sua participação na Campanha A participação numa campanha M rBis é uma oportunidade única para aumentar os conhecimentos na área da Biologia Marinha resultante da interação com uma equipa multi disciplinar altamente motivada A execução de trabalho de campo em condições adversas e muitas vezes em sítios desconhecidos leva a um

    Original URL path: http://www.emepc.pt/pt/campanhas-emepc-m-rbis/campanha-2013/faces-do-creoula/524-rui-esteves-da-silva32?tmpl=component&print=1&layout=default&page= (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • José Tourais
    costeira e uma vasta zona marítima pelo que o conhecimento é essencial a uma boa gestão de natureza marítima Como membro da equipa de mergulho científico o que é que destaca dos mergulhos que tem realizado Os mergulhos realizados nesta Campanha podem considerar se um sucesso Todavia penso que estamos apenas no início e que num futuro próximo será necessário pegar nesta experiência e melhorar a performance no aspeto técnico

    Original URL path: http://www.emepc.pt/pt/campanhas-emepc-m-rbis/campanha-2013/faces-do-creoula/522-jos-tourais31?tmpl=component&print=1&layout=default&page= (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • Daniela Gabriel
    eficiente das comunidades em foco Quais as principais mais valias que pretende retirar da sua participação na Campanha A curto prazo conhecer uma secção da costa portuguesa que ainda não conhecia podendo compará la com a região onde trabalho os Açores A longo prazo pretendo aumentar a biblioteca de códigos de barra genéticos das macroalgas portuguesas Ao mesmo tempo os dados obtidos a partir das amostras recolhidas serão utilizados para um estudo sobre as origens da flora marinha que ocorrem no nosso litoral tanto continental como insular Como tem sido a experiência de integrar uma equipa de biólogos marinhos com especialidades muito diversas Tem sido muito gratificante aprender sobre grupos taxonómicos com os quais geralmente não tenho contacto Além disso discutir os meus resultados com colegas de outras especialidades representa uma oportunidade de ouvir outros pontos de vista e crescer cientificamente com críticas construtivas Como membro da equipa de mergulho científico o que é que destaca dos mergulhos que tem realizado De maneira geral o fundo marinho abrangido nesta Campanha não era muito propício para o crescimento das algas No entanto foi interessante registar a ocorrência de algas que não eram conhecidas nesta região Que balanço faz da sua participação

    Original URL path: http://www.emepc.pt/pt/campanhas-emepc-m-rbis/campanha-2013/faces-do-creoula/521-daniela-gabriel30?tmpl=component&print=1&layout=default&page= (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • José Eduardo Candeias
    a participar na Campanha Contribuir com a minha participação para a mais importante campanha científica de sempre ao nível do estudo do nosso mar Que balanço faz da sua participação na Campanha Para além do prazer do embarque num navio tão emblemático como o Creoula esta experiência constituiu uma oportunidade única para o alargamento dos meus conhecimentos sobre técnicas de mergulho científico Tenciona voltar a colaborar neste tipo de iniciativas

    Original URL path: http://www.emepc.pt/pt/campanhas-emepc-m-rbis/campanha-2013/faces-do-creoula/520-jos-eduardo-candeias?tmpl=component&print=1&layout=default&page= (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • Edi Madureira
    o mar que deu nome a Portugal acredito que com estas Campanhas se consiga ter novamente o mar a dar bom nome ao nosso país Como tem sido a experiência de integrar uma equipa de biólogos marinhos com especialidades muito diversas Como membro da equipa de apoio ao mergulho e sendo um amante do mar levo no coração as expressões faciais de pessoas capazes e importantes para o futuro do

    Original URL path: http://www.emepc.pt/pt/campanhas-emepc-m-rbis/campanha-2013/faces-do-creoula/519-edi-madureira?tmpl=component&print=1&layout=default&page= (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • Sílvia Escarduça
    todas as formas ao meu alcance à conquista dos objetivos propostos pela Campanha M rBis relativos à investigação da biodiversidade da costa algarvia Que importância atribui a este tipo de campanhas ligadas ao conhecimento do Mar Este género de campanhas são fundamentais para a descrição detalhada da biodiversidade existente nas costas portuguesas Através de esforços intensivos desta natureza com equipas tão amplamente especializadas consegue se uma identificação muito completa possível dos mais diversos grupos taxonómicos Desta forma ano após ano colmatam se dúvidas e preenchem se espaços com informação nova e atualizada Para além do conhecimento imediato é possível retirar destas campanhas informação que vai permitir a monitorização detalhada das espécies e do estado de conservação das áreas amostradas podendo desta forma servir para investigações muito posteriores às datas das campanhas Como tem sido a experiência de integrar uma equipa de biólogos marinhos com especialidades muito diversas A possibilidade que tenho tido ao longo desta campanha de conhecer e integrar investigações de áreas tão distintas tem sido uma das vantagens mais valiosas para mim Vindo dos Açores onde me dedico inteiramente aos cetáceos pude participar como mergulhadora em ações de amostragens e execução de registos fotográficos subaquáticos bem como de

    Original URL path: http://www.emepc.pt/pt/campanhas-emepc-m-rbis/campanha-2013/faces-do-creoula/517-slvia-escardua?tmpl=component&print=1&layout=default&page= (2016-02-18)
    Open archived version from archive