web-archive-pt.com » PT » E » ENTRE-LINHAS.PT

Total: 498

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • WATTS 2014, parte 1 – FUTEBOL | Entre Linhas
    contratações de Bony Swansea 24 golos Lovren Southampton e nos grandes seria triste não se falar de jogadores como Willian Chelsea ou mesmo Fernandinho City Quanto aos jogadores com nota mais estão lá Suárez mais do que os golos as oportunidades que criou Hazard numa época menos intermitente que a anterior tem vindo constantemente a subir e a tornar se mais influente no esquema de Mourinho Gerrard posicionamento redefinido por Rodgers e porque não dizê lo a nova injecção de confiança de John Terry Quanto aos treinadores parece nos óbvio apesar de olvidável com um piscar de olhos sugerir o nome de Brendan Rodgers que provou por Treino Prata da Casa que ninguém precisa de gastar fortunas para chegar ao topo Nunca soube corrigir os erros defensivos da equipa o que lhe veio a sair muito mas muito caro Menção para Roberto Martínez pelo trabalho que fez e tem vindo a fazer à frente dos destinos do Everton Quanto a David Moyes é melhor ficarmos por aqui não é ICH BIN EIN MÜNCHENER A missão de Pep recentemente aterrado no banco do então Campeão Europeu antevia se de duas formas a ou não metia a carne toda na Bundesliga e apostava forte na Europa b ou metia a carne toda em todo o lado e logo se via no que dava Acabou por ser um híbrido O Bayern vinha com impressionantes registos caseiros dos tempos de Heynckes O catalão não foi de modas perdeu três jogos sendo que foi derrotado por duas vezes seguidas quando já tinha garantido o título em Augsburgo por 1 0 e em casa contra o Dortmund por 0 3 Aplicou chapa 4 por cinco vezes e ganhou por manita três A marcar três golos Seis jogos Tudo isto trocado em performance ofensiva 94 golos no total do Campeonato que se traduziram em 90 pontos Deixou o Dortmund a dezanove Obteve melhores números a jogar fora do que em casa marcou bem mais e sofreu menos Quanto a recordes porque o Futebol hoje é mais isto que outra coisa bateu quase todos os ditados pelo time trial foi Campeão logo em Março à 27ª jornada faltavam ainda sete jogos por disputar Foi aqui que começou a avaria do reloj de Pep que ainda levava com críticas do alto comissariado germânico nem sempre satisfeito com o futebol mastigado e cerimonioso praticado por atletas impacientes como Robben Ribéry Kroos ou Müller Talvez desabituados de tanta geometria espalhada pelo gramado nada podiam apontar à campanha Europeia do Bayern que defendia o seu título Guardiola experiente conhecedor e ex vencedor da Competição tinha equipa estilo de jogo motivação extra e ganas de mostrar serviço a um país que não era o seu Deu se muito bem na fase de warm up e quando chegou o mata mata o Espanhol encontrou nos oitavos o Arsenal com quem tinha perdido um jogo em 2013 num escaldante 0 2 a que o Bayern só sobreviveu devido ao golo marcado fora 1 3 no Emirates Pas de problème Um 0 2 no Emirates e um 1 1 chegaram para as encomendas de Pep Next O Utd de David Moyes Sempre perigosíssimo este Moyes na Champions Ainda mais limpinho 1 1 em Manchester e 3 1 em Munique Mandzukic Schweinsteiger Rafinha todos davam uma ajudinha Agora é que a coisa ia morder nas meias finais o Real Madrid de Ancelotti Ronaldo e Fábio Coentrão prontíssimo para marcar Robben Howard Webb não viu algumas coisas mas viu Benzema fazer o gosto ao pé no Bernabéu Em Munique tudo seria diferente de Tudo o que já vimos até hoje acontecer ao Bayern Foram quatro batatas lá para dentro com o apito de Pedro Proença e tudo O Bayern ficava dois jogos sem marcar a sofrer cinco golos com dois bis um de Ramos e outro de Ronaldo Xabi Alonso veria o amarelo que o retirava da final de Lisboa 0 4 ficava por aqui o sueño de Guardiola em revalidar o título europeu dos Alemões A Champions viajava para Espanha já que em Londres o Atlético de Madrid também fazia outra estória com final infeliz para José Mourinho Ainda assim referência para algumas inovações promovidas por Guardiola não só no plano táctico como também no espectro mediático cosmético da coisa o Bayern foi jogar amigáveis em pleno período de competição levou três secos do Salzburgo fez um passeio por Doha na pausa de Inverno e ainda ganhou o prestigiadíssimo e deveras competitivo Mundial de Clubes Táctica Perguntem ao Lahm que ele logo vos diz Sai um satisfaz pouco para Guardiola ó sff OH MON DIEU DE LA FRANCE DONNEZ MOI DE LA Sobre clubes que pouco ou nada nos dizem recusamo nos a escrever TUDO A SALTAR TUDO A SALTAR O Benfica não jogando um futebol espantoso como se vira noutros plantéis de Jorge Jesus ganhou banco tapou buracos na defesa Siqueira e mais tarde Oblak e partiu para uma época memorável como já não se via desde finais dos anos 80 Luisão e Garay foram o esteio de uma equipa que sabia exactamente em que fases do jogo espernear se e dar a estocada final Lazar Markovic foi peça chave no esquema de Jesus e a par de William Carvalho um dos melhores jogadores do nosso Campeonato que terminaria com os encarnados em primeiríssimo lugar seguidos pelo Sporting a sete pontos e um irreconhecível FC do Porto a treze Nos grandes jogos houve Benfica quando mais foi preciso Em Alvalade Markovic sacou jogada de sonho e mostrou se aos portugueses e daí para a frente não mais o Benfica voltaria a tombar Aliás perdeu apenas dois jogos dos 30 que compreende o Campeonato ambos por 1 2 e em visitas aos Barreiros e ao Dragão já com o título resolvido Na Taça de Portugal competição que há muito escapava aos discípulos de Cosme Damião houve espectáculo num fantástico 4 3 que eliminou o Sporting e um 3 2 acumulado frente ao Porto que recolocou os de Jesus na rota do Jamor Encontrariam pela frente o sensacional Rio Ave de Nuno Espírito Santo outra das agradáveis surpresas do Campeonato de futebol positivo sem medos nem cerimónias Nico Gaitán foi o herói da Festa da Taça Segundo troféu da época para o Sport Lisboa e Benfica Quanto à Taça da Liga mais do mesmo Fase de grupos resolvida sem sobressaltos e o FC do Porto a bloquear acesso à final A sorte que não quis nada com o Benfica na época anterior sorriu aos encarnados 4 3 após grandes penalidades e rendez vous em Leiria contra o Rio Ave Rodrigo e Luisão marcaram os golos de uma Taça que já podia ser pintada de vermelho e branco Terceiro caneco da saison para os comandados de Jesus Na Champions League num grupo com PSG Olympiacos e Anderlecht o Benfica fez dez simpáticos e insuficientes pontos dado que ofereceu a passagem à fase a eliminar aos do Pireu Um 1 1 na Luz num jogo para esquecer e um inglório 1 0 fora show de Roberto fizeram com que o Benfica tivesse de carpir mágoas na Europa League competição da qual era vice campeão em título Da Champions pouco mais há a recordar tirando o facto de Djuricic ter marcado num jogo contra o Anderlecht Esse mesmo Filip Djuricic Na Europa dos piquenos a ordem foi para enxotar Primeiro o PAOK de Katsouranis expulso e aplaudido na Luz num acumulado de 4 0 depois o Tottenham de Tim Sherwood com fantástica exibição no White Harte Lane a entorpecer a equipa no jogo de volta na Luz com alguns lances polémicos o acumulado é que conta e esse foi de 5 3 logo de seguida o AZ Alkmaar 3 0 sem golos sofridos sem problemas Lima a facturar sempre que era preciso André Gomes era nesta fase da época um titular quase indiscutível no Benfica Europeu e mais tarde a Juventus de Conte mais que tudo do actual calcio que não esperava por tropelias de Gaitán e Lima nesse 2 1 da Luz que se revelou essencial para o jogo da volta em Turim palco onde seria disputada a final da Champions dos pobres Num jogo disputado até dizer chega o Benfica viu se privado de Enzo Sálvio e Markovic para a negra Cartões para aqui e para ali a defesa inamovível imperial a equipa a trabalhar no campo todo e a ser recompensada pela determinação e fortuna porque não Estava ultrapassado o último obstáculo Tal como nos anos 60 o Benfica estava presente em duas decisões continentais consecutivas Correcção nos anos 60 houve presenças E vitórias Em 2014 tal como em 2013 houve apenas Pontualidade Aproveitamento Não se viu A sorte que tanto jeito deu na primeira visita do Benfica a Turim revelou se madrasta para Jesus frente ao Sevilha de Carriço Beto Mbia Rakitic e Bacca Carriço o trinco não Carriço o defesa central Importa apenas dizer que o Benfica em 57 jogos oficiais ao longo de uma desgastante época perdeu cinco Dois deles como já foi dito frente a Marítimo e Porto Os outros dois frente a PSG e Olympiacos O que falta foi na Taça da Liga who cares Excelente performance interna que não teve eco numa Europa que se ia familiarizando com os nomes de Rodrigo André Gomes Lima fartou se de aquecer chouriças na Europa Cardozo Siqueira os centrais goleadores Luisão e Garay Markovic Gaitán Sálvio o talismã que não jogou em Turim enfim um onze base pronto para qualquer batalha Com Enzo Pérez na casa das máquinas era difícil que algo pudesse correr mal Amorim podia sempre ser chamado o passe para Rodrigo no White Harte Lane André Almeida também tirava rapidamente o fato de treino A brigada sérvia pós Matic Sulejmani Djuricic Fejsa para consumo interno não sabia o que era jogar mal Ivan Cavaleiro Vedetas não Uma equipa sim para ver um documentário completo sobre os bastidores do Triplete do Benfica clique AQUI Uns meses depois metade desta gente foi toda embora ESSA COPA LINDA TUA COPA LINDA Já muito foi escrito pelo Entre sobre cééénas e mambos que se passaram pelos Brasis Vamos por bullets que é mais fácil essa treta dos Super Guarda redes é areia para os olhos De todos os que foram comprados apenas um é titular absoluto da sua equipa Claudio Bravo do FC Barcelona muitos bilhetes ficaram por vender Os confrontos pré e anti Copa levaram a milhares de desistências de última hora Tanto Americanos como Ingleses quem mais viajou e quem comprou maior número de bilhetes para jogos preferiram o sofá a Manaus ficou a clara sensação que o Brasil para os anos que faltam terá um enorme trabalho pela frente Momentos de infantil desconcentração não são admissíveis numa equipa que quer ser a melhor do Mundo o jogo contra a Alemanha ficará para a História como um dos mais incríveis banhos de bola do Futebol Internacional a Europa toda ela crises de identidade política e económica não fez grande figura pela América do Sul confiou na Alemanha do costume no resto houve alguns bons momentos a Inglaterra jogou como nunca ficou pelo caminho como sempre o HolandaxEspanha a França de quem se esperava mais contra os Alemães a velhinha Itália o triste Portugal ninguém esteve à altura do que supostamente seria expectável factores como as altas temperaturas e as deslocações vieram à baila quando na África do Sul a final até foi disputada por duas equipas Europeias na América do Sul o Brasil nunca deu mostras de jogar como equipa Foi atrás de Neymar e da liderança de Thiago Silva o Chile mostrou uma vez mais porque tem sido um osso duríssimo de roer É uma Selecção em crescimento constante que se bate de igual para igual com selecções Campeãs Espanha Itália Brasil Não fosse aquela bola na trave e o Brasil evitaria ser vexado contra a Alemanha a Argentina num estranho esquema com jogadores de segunda a jogar por vezes um futebol de terceira deu aulas tácticas aos Europeus Mascherano a armadilhar a criação adversária Di María Messi e um desinspirado Higuaín tratavam de moer o juízo às defesas contrárias Destaque óbvio para Ezequiel Garay no eixo e a surpresa Marcos Rojo na esquerda tanto a defender como a atacar quanto a Portugal nada de novo O jogo de entrada que nunca soubemos interpretar nem valorizar o segundo jogo no qual nunca houve cabeça e para a despedida talvez a única vez em que merecemos pisar aqueles palcos contra o Gana Paulo Bento mostrou porque nunca foi um treinador habituado a ganhar Pior mostrou porque nunca foi Um treinador Se calhar é mais isso Tristes figuras com jogadores datados o meio campo que passou à rasca a fase de apuramento e no qual raramente se mexia cansados Cristiano deslocados Nani João Pereira fizeram de Portugal não uma das desilusões antes uma certeza no voo de regresso antes da hora Portugal jogou um Mundial no Brasil como se tivesse ido ali à Mauritânia para um quadrangular Não houve uma cerimónia solene que assinalasse a união linguística a cooperação estratégica quiçá económica entre as duas Nações Pior do que sermos bichos do mato é termos demonstrado que estamos de costas voltadas para nós próprios Um país com vergonha nunca se dá bem Absolutamente lamentável Veja se o que fez a Alemanha no sentido oposto E são eles os quadrados e os antipáticos o que dizer da Costa Rica da Grécia Do IrãoxArgentina com uma exibição de encher o olho do goleiro de Alireza Haqiqi ex goleiro do Sporting da Covilhã Nunca poderão apontar ao Mundial 2014 ter sido enfadonho bem longe disso as equipas mostraram alegria a jogar tanto criavam como abriam espaços fazendo de qualquer jogo menor um espectáculo dentro do espectáculo com os estádios quase sempre cheios de cor e festa ao bom ritmo brasileiro Não houve uma estrela do torneio houve Messi com o ar mais triste do Mundo e isso é prova que todos deram o seu melhor depois de épocas extenuantes ficam alguns números 171 golos 2 67 por jogo a maior média de sempre dos Mundiais quase 3M de espectadores espalhados pelos 64 jogos da Competição a maior assistência desde o USA 94 A média de mais de 52mil espectadores jogo foi a mais alta em 20 anos de Mundiais a Alemanha foi a Selecção com mais golos colectivos 15 a que melhor circulou a bola média de passes curtos médios e longos superior a 80 o Brasil foi a equipa mais rematadora 111 remates e os Estados Unidos consagraram se como uma das defesas mais eficazes 27 defesas de Tim Howard 21 roubos de bola e 19 remates tapados pelos jogadores de campo Neuer sofreu apenas quatro golos durante a Copa tendo feito um total de 25 defesas média de 86 de eficácia Müller correu mais de 83kms no somatório de todos os jogos e o BélgicaxEUA foi o jogo com mais ataques total de 142 falar de Mundial 2014 sem referir o sprayzinho e a tecnologia de linha de golo é coisa de cafajeste LA DECIMA LA DECIMA LA P TA DE LA DECIMA Dez treinadores e mais de um bilião e cento e cinco mil euros depois o Real saiu à Cibeles para uma demonstração de força fora de Espanha O Real Madrid quando alcança finais Europeias raramente perdoa Foi o que se viu ante o Valencia de Cúper foi o que o prolongamento do jogo contra o Atlético de Madrid ditou Uma equipa em todo o campo mesmo para os que ainda hoje olham para Cristiano como corpo e alma merengue Cristiano não foi estrela solitária em Lisboa longe disso Tal como o Atlético o Real fez das tripas corazón para levar La Decima para casa Lutou suou sangrou e foi recompensado Uma cabeçada depois da hora de Sergio Ramos atirou o jogo para o prolongamento isto muito depois de Diego Costa ter saído lesionado no decorrer da primeira parte O Atlético pagaria a factura do Campeonato Espanhol sacado a ferros Um onze preso pouco rodado nada podia fazer aqui sim contra o talento individual dos jogadores de Ancelotti treinador que nos seus tempos de jogador roubou um caneco La Septima ao Real Madrid ao serviço do AC Milan Um jogo impressionante de Di María da contratação Gareth Bale golos decisivos do galês que duas semanas antes tinha ajudado a conquistar a Copa del Rey e do improvável Marcelo deitaram por terra as aspirações colchoneras Um jogo de nervos um prolongamento emocionante a fazer lembrar finais de décadas passadas O Atlético caiu de pé O Real ganhou como conjunto Cristiano foi mais um que ficou na fotografia de grupo Se estrela maior houve durante a epopeia do Real essa fala italiano O jogo de volta em Munique nas meias finais veio fazer cair os queixos de quem ainda tinha os olhos fechados o Real já não tinha dias sim Era uma equipa de alta rotação extremamente eficaz Com a mira apontada na Champions Seria apenas uma questão de tempo até o estilo de jogo se traduzir em títulos Quem quiser reviver a confirmação da hegemonia da BBVA é só espreitar aqui ó SEVILLA LA CIUDAD UEFERA O Sevilha sempre foi time de altos e baixos Perdeu 3 7 com o Real Madrid e depois enfiou lhes dois bocadillos Contra o Barcelona foi derrotado por duas vezes uma delas por 2 3 num dos melhores jogos da BBVA que já lá vai Vamos falar dos jogos contra o Valencia porque esses também seriam decisivos para se abordar mais uma final 100 Espanhola a que opôs a equipa che aos da Andaluzia pela vaga que restava na final da Champions dos pobres O Sevilha em quatro jogos oficiais contra o Valencia venceu apenas um O Futebol tem destas coisas A equipa pode nem ser a melhor mas quando passa e vence o caneco de Final ninguém recorda quem ficou a meio caminho Contra o Valencia foi assim

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/watts-2014-parte-1-futebol/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive


  • Mais vale um pássaro na mão que dois a voar – Parte II | Entre Linhas
    Lisboa a ver a vitória do Campeão bem escondidinhos para não correrem o risco de serem vistos Jorge Jesus venceu o Clássico com o estudo meticuloso do adversário um Porto na sua arrogância de ter um plantel com mais qualidade e de estar aparentemente mais forte foi apanhado desprevenido A crista de Lotopegui tão alta subiu caiu com enorme estrondo Se as análises tácticas são para os Freitas Lobo e Pedro Henriques desta vida vou apenas destacar três pontos em que o Benfica esteve bastante superior ao seu rival 1 A coesão de toda a equipa que jogou em quase 30 40 metros com as linhas bastante juntas permitindo a que Talisca funcionasse como terceiro médio ao invés do habitual segundo avançado Acrescenta se os movimentos interiores dos extremos Gaitán e Salvio que taparam a dinâmica dos médios Herrera e Oliver desdobrando se em corridas para a ala secando Danilo e Alex Sandro respectivamente 2 Samaris Finalmente Jorge Jesus com o seu trabalho nos treinos está a fazer do grego o novo 6 com propriedade Excelente jogo quer tapando o central em movimento defensivo aquando este ocorria à lateral sabendo ocupar o lugar no centro da defesa quer encontrando se sempre na cabeça da área sendo mais um tampão às diagonais de Brahimi 3 Os contra ataques venenosos comandados sempre por Enzo Perez Com uma enorme inteligência no momento de soltar a bola ou arrancar para a ala o argentino ao que tudo indica prestes a abandonar o Benfica realizou um extraordinário jogo o seu último no Campeonato A capacidade de passe a sua força e recuperação com invariáveis carrinhos bem sucedidos levou a que Gaitán e Salvio tivessem muito mais espaço para as suas arrancadas Complementando com a noite inspirada de Talisca mais um autêntico coice dando o 2 0 e o acerto de Lima este Benfica soube jogar em contra golpe O pássaro do Campeonato encontra se longe de estar agarrado com firmeza Apenas se deu um passo extraordinariamente importante Ainda nada está ganhe Jornada a jornada os adeptos do Campeão necessitam de apoiar a sua Equipa com a alma e chama imensa pois os obstáculos vão ser muitos Não falo apenas dos seus adversários Para os verdadeiros fanáticos do Campeão sim sou fanático admito o com muito orgulho lanço vos um pequeno desafio quem disse estas palavras Quando estamos no cimo da montanha o vento sopra sempre muito forte Deixo vos uma pista é da mesma nacionalidade do filme Cinema Paradiso Obrigado e até ao próximo artigo Nota O autor escreve os seus artigos segundo o acordo ortográfico ainda em vigor Tweet Pin It Partilhar isto Imprimir Email Facebook Twitter LinkedIn Google Relacionado About the author Manuel Serra Manuel Serra Prev WATTS 2014 parte 1 FUTEBOL Next A Fórmula All Star Related Posts A Bicada da Águia Real Episódio 6 A Bicada da Águia Real Episódio 5 A Bicada da Águia Real Episódio 4 A Bicada da Águia Real Episódio 3 A Bicada da Águia Real Episódio

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/mais-vale-um-passaro-na-mao-que-dois-a-voar-parte-ii/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • (A)Fundo os Fundos de Investimento | Entre Linhas
    sem entrar em considerações dos tipos das leis pois esses gajos são uns chatos o que se realmente passou no último Verão foi uma autêntica sangria de venda de determinado conjunto de participações económicas dos passes de jogadores a Fundos de Investimento salvo uma honrosa excepção Segundo os últimos Relatórios e Contas dos três grandes Clubes cá da tugolândia em Março de 2014 o Porto detinha a totalidade dos passes de 5 jogadores em 31 de Junho de 2014 as datas apontadas são as da aprovação do último Relatório e Contas dos respectivos o Sporting detinha a totalidade dos passes de apenas 7 jogadores O Benfica no dia de hoje apenas não detém a totalidade do passe desse Postegol em potência Nélson Oliveira Não querendo fazer aqui a defesa do Campeão Nacional a verdade é esta o dinheiro obrigatoriamente investido na compra das percentagens dos direitos económicos detidos pelo BES Star Fund Investment antes da sua dissolução delapidou a curto prazo o património desportivo do Benfica pois não conseguiu segurar várias jóias da coroa sim o Bernardo Silva por exemplo não está emprestado ao Mónaco está vendido mediante um contrato promessa a iniciar se na próxima época julgo além de não ter conseguido reforçar se convenientemente para batalhar em todas as frentes Mas já chega de falar disto A médio e longo prazo os clubes portugueses vão ter imensa dificuldade em poder apetrechar se com estrelas emergentes vindas dos campeonatos sul americanos ou de leste pois não vão poder utilizar esta estratégia financeira Ó Fundo compras tu uma parte a gente compra outra roda o craque aqui uns anitos entretanto compramos te parte da percentagem económica que deténs fazemos bom dinheiro com a venda que acordámos no início do contrato e ficamos todos amigos Parece que a FIFA quer ao abrigo das normas do fairplay financeiro e da transparência do futebol pôr fim a uma prática que já terminou em Inglaterra França e Polónia Na verdade existe outra figurinha do futebol mundial que vai ficar com urticária com esta decisão aguarda se da FIFA num espaço temporal bastante curto para as suas negociatas Aliás esta figura nada faz por acaso sendo que todas as transferências até então comandadas por si assentaram sempre em contactos com Fundos de Investimento e comissões laterais para empresários de renome Quem é Deixo vos um link bastante esclarecedor http www theguardian com football 2014 sep 22 sp jorge mendes agent third party ownership players Nota 1 Um especial agradecimento ao Alexandre Abreu por me ter alertado para este assunto Nota 2 O autor redige os seus artigos de acordo com o actual acordo ortográfico ainda em vigor Tweet Pin It Partilhar isto Imprimir Email Facebook Twitter LinkedIn Google Relacionado About the author Manuel Serra Manuel Serra Prev O que dizem os teus olhos Next O dedo de Lucho Related Posts A Bicada da Águia Real Episódio 6 A Bicada da Águia Real Episódio 5 A Bicada da Águia Real Episódio 4 A Bicada da Águia

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/afundo-os-fundos-de-investimento/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Futebolistas portugueses de 17, 18, 19 anos: Os profissionais que são tratados como infantis | Entre Linhas
    longo período de maturação e aqui creio que a responsabilidade se deveu sobretudo ao facto da estrutura não ter continuado a apostar no jogador Já no tempo em que Adrien estava emprestado o Sporting apresentava no plantel jogadores de inferior qualidade começou a jogar na equipa principal do Sporting Clube de Portugal também aos 18 19 anos William Carvalho que andou desaparecido Bélgica também se estreou no Sporting com 18 anos E imagino que muitos ao pensarem nos exemplos de Adrien e William concluam que é preciso dar tempo aos jovens atletas É verdade É preciso dar tempo E também não deixa de ser verdade que nem todos os atletas apresentam os mesmos níveis de confiança maturidade e serenidade pela mesma altura Mas não é apenas a única conclusão que retiro dos percursos de Adrien e William Passando a redundância acredito genuinamente que se se tivesse acreditado sempre de uma forma contínua no potencial dos atletas provavelmente o clube de origem teria beneficiado do potencial de William e ou Adrien bem mais cedo Para os mais distraídos Adrien estreou se na Champions League em Dezembro de 2007 Já estamos em 2014 Da mesma forma que utilizo os exemplos de William e Adrien poderia perfeitamente utilizar os exemplos de Nélson Oliveira Bernardo Silva e João Cancelo Ninguém me consegue convencer que João Cancelo não conseguiria não apenas este ano mas já no ano anterior também afirmar se como uma solução válida na ala direita A estrutura do Sport Lisboa e Benfica optou por garantir os serviços de Luís Felipe com os resultados conhecidos Tobias Figueiredo é apenas mais um exemplo do excesso de proteccionismo de que os jogadores de 18 19 20 anos infelizmente estão sujeitos Mas existem outros Porque razão a direcção do Sporting Clube de Portugal decidiu contratar André Geraldes no próximo ano fará 24 anos Ricardo Esgaio está no clube há 10 anos conhece perfeitamente a realidade do Sporting a sua obrigação crónica de jogar sempre para ganhar Num contexto nacional enquanto Geraldes alinhava pelo Maia já o Ricardo alinhava pelas camadas jovens do Sporting com a mentalidade semanal de vencer cada desafio Não que os clubes que um determinado jogador tenha representado no passado expliquem tudo Muito longe de isto constituir um facto E existem vários exemplos disso mesmo Mas aquilo que não posso desvalorizar ou desconsiderar em absoluto é a mais do que evidente e compreensível diferença que existe entre ambos em termos de mentalidade competitiva e qualidade quer no plano técnico quer no táctico Os jogadores mais jovens dos grandes emblemas portugueses até estão muitíssimo mais habituados a lidar com a pressão mas infelizmente parece que as reservas reticências em torno dos jovens valores persistirão Parece que se tornou moda apenas efectivar reais e consistentes oportunidades a partir dos 20 21 22 anos Naturalmente que a própria Selecção nacional sofrerá com esta despropositada ponderação por parte das estruturas dos clubes em relação aos jovens futebolistas de inequívoca qualidade No meu entendimento desde que uma equipa

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/futebolistas-portugueses-de-17-18-19-anos-os-profissionais-que-sao-tratados-como-infantis/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Mais vale um pássaro na mão que dois a voar | Entre Linhas
    sobre as legitimidades do campeão nacional no seu grupo da Champions conjugado com as legítimas aspirações à revalidação do título Num grupo extraordinariamente complicado não se sabendo julgo até à última jornada quais as equipas que se apurarão para a fase seguinte ou seja oitavos de final o Benfica amanhã desloca se a Leverkusen com uma derrota na bagagem em casa frente ao Zenit Pois bem caso não vença hoje deverá concentrar as baterias quase exclusivamente nas provas internas mormente no Campeonato Nacional Porquê perguntam vocês Devido à escassez imediata de opções válidas no banco para fazer face a quatro competições que exigem a manutenção de qualidade de jogo e sobretudo de disciplina táctica Inclusive alguns titulares tais como Jardel Eliseu Salvio e Lima não são Garay Siqueira Markovic e Lima sim o deste ano é o seu irmão gémeo ou holograma Jardel é um jogador que cumpre apenas isso Deixa imenso espaço entre a sua linha defensiva e a do trinco não sabendo quando deva atacar a bola em marcação apertada Mais a sair a jogar erra passes com alguma frequência vide jogo contra o Estoril no fim de semana transacto Eliseu ataca muito e bem dispara autênticos mísseis mas contra adversários com boa capacidade técnica é comido várias vezes Ora na Champiãs paga se caro essa falta de qualidade defensiva Salvio sendo extremo de raiz complica em alguns momentos o que parece fácil Mete se em labirintos desnecessários querendo rodar vezes sem conta sobre os oponentes Não é Markovic Este menino sérvio pegava na bola encarava o adversário fintava o e depois tinha a fome da baliza nos pés Salvio não É um excelente extremo mas apenas isso Lima bom Lima nem vale a pena perder tempo com ele Procura a ala para se esconder do seu verdadeiro retracto porventura Sendo assim aliando aos nomes de Bebé Derley Nélson Oliveira Ola John e outros que compõem o banco do campeão nacional face a um Porto que se encontra desesperado para reconquistar o ceptro nacional e se dotou de óptimos jogadores o pássaro do campeonato é fundamental Se tiver que optar entre as competições internas e externas que agarre com as duas mãos o pássaro interno Na minha óptica é fundamental O Paulo Correia poderá retorquir ao aqui escrito Vai para 30 anos que o Campeão Nacional não revalida o título está na hora Hoje se der muito bem se não der domingo contra o Arouca é que é muite impartante Tweet Pin It Partilhar isto Imprimir Email Facebook Twitter LinkedIn Google Relacionado About the author Manuel Serra Manuel Serra Prev Velhas raposas e jovens promessas Balanço da 4ª Jornada da NFL Next Guia para escolher uma equipa da NBA Divisão Central Related Posts A Bicada da Águia Real Episódio 6 A Bicada da Águia Real Episódio 5 A Bicada da Águia Real Episódio 4 A Bicada da Águia Real Episódio 3 A Bicada da Águia Real Episódio 2 Querido mudei a e de casa No Comments Leave a

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/mais-vale-um-passaro-na-mao-que-dois-a-voar/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • A Europa de cá e os cinco estágios do luto | Entre Linhas
    E sendo assim aplaudo o pechisbeque importado pode custar mais que a prata da casa mas uma noite sem Fátima Campos Ferreira não tem preço Tudo isto é triste tudo isto existe tudo isto é fado Será Parece me que sim Como os peixes a quem Medina Carreira pregou fechámos os olhos aos sinais de que a marabunta ia ter de parar E agora começamos a bater de frente com a realidade nenhum clube português tem condições para competir de forma sustentada sublinho sustentada ao mais alto nível na Europa Não dá Money talks e nós somos dez milhões e pobres Mas sobre isto já se disse e escreveu muito O que me parece mais interessante se estão perguntar se se este texto vai a algum lado segurem se que é agora mais ou menos é a forma como enquanto adeptos reagimos a tudo isto Não é só na existência de um buraco financeiro que o futebol português reflecte Portugal Reflecte o ainda mais na reacção do público à existência desse buraco Alguns bons cronistas exploraram já o paralelo entre a nossa reacção colectiva à crise e os cinco estágios do luto negação raiva negociação depressão e aceitação Ao talvez a troika não venha seguiram se as manifestações mais ou menos violentas as quais deram depois lugar ao se A B e C já havia dinheiro e por aí fora No futebol o processo é exactamente o mesmo Só que tal como as jornadas decisivas da Taça da Liga não começa em todo o lado ao mesmo tempo Se tiverem esta ideia em mente ao ler o que se vai escrevendo nos jornais e na internet sobre o presente e o futuro dos Três Grandes identificam logo várias ideias típicas de quem está em determinada fase De momento a coisa oscila entre a negação a raiva e a negociação se não tivéssemos ido buscar A se calhar tínhamos dinheiro para B etc dependendo do clube e do adepto E o que é que isto tem a ver com a chapelada na Luz e com o Saurricídio do Sporting em Maribor Simples para os adeptos dos grandes de Lisboa a Champions deste ano vai fazer avançar o processo Quem está em negação vai passar em breve à raiva e para quem ainda reduz a perda de competitividade a uma ou duas contratações infelizes aproxima se a depressão Mas não é o fim do mundo Pode ser que cheguemos rápido à fase da aceitação e acabemos todos juntos a ver o derby num sítio qualquer Tem é de ser barato PS E pergunta Guilherme Aguiar Então e o Porto cará O Porto A equipa de luxo deve permite manter a negação por mais uma temporada E aquele Brahimi é um player do caraças A manter o nível é menino para render ao Porto 20 de uma venda porreira daqui a uns tempos Ou talvez ainda venhamos a descobrir que afinal rasgar contratos com a Doyen é um acto de boa gestão Nota

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/a-europa-de-ca-e-os-cinco-estagios-do-luto/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • El D10S, Pablito Aimar | Entre Linhas
    meus caros leitores já sabem Se não sabem BURN IN HELL AND LOOK AT THE VIDEO A partir desse momento se dúvidas restassem estávamos diante de um predestinado para o Futebol e para a sua arte De finíssimo recorte técnico com uma visão de jogo extraordinária de soluções mirabolantes em espaços reduzidos um autêntico mago com a bola nos pés Aimar nos 5 anos de águia ao peito fez de tudo Fê lo sem esquecer e escamotear a sua débil condição física provocada por uma mononucleose um vírus que infelizmente o atacou ainda em tempos onde militava no Saragoça Mérito a Rui Costa que acreditou nele e lhe passou o testemunho da camisola 10 pertença do Maestro nos 2 anos anteriores Mais do que evidenciar a sua qualidade futebolística o que mais me impressionou ao longo dos tempos foram as suas declarações sobre o Benfica a Catedral e a mística do Clube Sereno extraordinariamente educado humilde e simpático no trato numa entrevista ao programa Zona Decisão em 2011 ao longo de cerca de 55 minutos expressou a sua gratidão e prazer em jogar no Benfica e naquele Estádio repleto de 65 mil espectadores Disse o e se me engano corrijam me que O Benfica tem uma grandeza que não se compreende O Estádio da Luz tem algo Ora o que é esse algo É a Mística meus caros leitores E essa não se transmite nem se expressa sente se Poderia estar aqui a escrever páginas e páginas sobre Pablo Aimar El Mago contudo vou destacar 2 episódios muito pessoais que se passaram com a dimensão de Aimar 1 Em 2012 por altura do Verão uma página do Facebook vendia t shirts de Aimar com o seu rosto na frente e a inscrição El Mago Comprei 2 brancas Ora encontrando me a vender uma delas um colega meu do escritório de então ao saber da venda disse me Quanto é que te custou a t shirt Respondi 20 euros De imediato ao telefone respondeu me Só Compro ta já Assim se fez Reza a lenda que ao viajar para a Argentina de férias quando se encontrava com a t shirt as pessoas paravam e queriam tirar fotografias not selfies but pictures com aquela t shirt Aimar é Aimar 2 Na deslocação a Turim a Melhor Equipa parou para almoçar no McDonald s de Bordéus Para grande espanto meu um casal de argentinos apontavam para as minhas costas envergava o Manto Sagrado com o n º 10 Aimar edição Campeão Europeu insistentemente Sem me aperceber Jorge Serrote perguntou o que queriam Tirar uma fotografia ao n º 10 Aimar para enviar para a nossa filha que se encontra na Argentina Palavras para quê É Aimar Deixo vos um vídeo de uma maldade que El Mago fez ao Sporting na época 2009 2010 Treinar o Benfica seria lindo Tweet Pin It Partilhar isto Imprimir Email Facebook Twitter LinkedIn Google Relacionado About the author Manuel Serra Manuel Serra Prev TENNIS R NOT US Next

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/el-d10s-pablito-aimar/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Ligue-se à Liga | Entre Linhas
    de tostões e que junta o excesso de experiência de um acreditam que o Fary ainda lá está Pois eu também não quis acreditar à total inexperiência dos outros todos não creio em milagres a não ser que o Pinto de Sousa volte a liderar algum organismo mas não creio não creio mesmo se bem que por cá nunca fiando Seja como for mesmo antes de começar o clube da pantera já está a fazer história vamos voltar a ter um dos estádios do Euro a justificar o investimento Yay Quem também pode fazer história é o Benfica Há 30 anos que o clube da Luz não consegue sagrar se bicampeão e o objectivo para este ano está traçado Ninguém diria tendo em conta a pré época do clube e a política de contratações mas o treinador e o Presidente encarnados insistem que sim O Benfica perdeu nomes sonantes da época passada como Garay Rodrigo e Markovic e apesar de ter feito contratações de peso destacoLuís Filipe a única compra que satisfez minimamente o exigente terceiro anel da Luz foi a de bebé perdão Tiago Jorge Jesus já veio dizer que não faz sentido chamar Bebé a um homem com 1 90 metros não será de admirar que daqui a algum tempo se oiça nas bancadas da Catedral o eterno hit da Romana O jovem extremo avançado português tem um dos percursos mais curiosos de sempre da história do futebol Futebol de Rua como sem abrigo Estrela da Amadora pré época do Guimarães Manchester United Banco do Besiktas por empréstimo Reservas do Man Utd Rio Ave por empréstimo Paços de Ferreira por empréstimo e finalmente Benfica Ufa que canseira sobretudo se tivermos em conta que tem apenas 24 anos Para disputar o título com o regressado campeão os suspeitos do costume FC Porto e Sporting Os da invicta parecem levar vantagem nest duelo particular apesar de terem terminado o campeonato do ano passado atrás do Sporting Na verdade e a avaliar apenas pela qualidade do plantel o FC Porto parece levar vantagem em relação a toda a concorrência directa Tiveram três grandes perdas esta época duas negativas e uma bastante positiva Perderam Mangala e Fernando dois dos seus melhores jogadores dos últimos tempos mas para compensar também perderam Paulo Fonseca Ficaram a ganhar Além disso reforçaram se muito e bem Bruno Martins Indi e Casemiro são os destaques naturais mas com Lopetegui chegou uma armada espanhola Tello e Adrian Lopez sobressaem do compatriotas que ainda está para provar se é invencível ou não mas que tem qualidade tem isso é inegável Ainda não ultrapassam os brasileiros do plantel 9 mas 6 já é um número de respeito sobretudo se tivermos em conta que o plantel do FC Porto tem apenas 4 portugueses Fica a nota que no extremo oposto do FC Porto a equipa com menos portugueses da Liga e a única com um treinador não português está o Penafiel que não tem qualquer estrangeiro na equipa É obra Para

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/ligue-se-a-liga/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive



  •