web-archive-pt.com » PT » E » ENTRE-LINHAS.PT

Total: 498

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • Esforço, Dedicação, Devoção e Glória: um lema a 100% | Entre Linhas
    25 de Glória é certo Porém e como em tantas outras coisas na vida olho para o lado positivo São estes 75 que destacam em grande parte a força recente do SCP na sua forma mais autêntica os adeptos Como é que actualmente uma criança pode ser seduzida pelo verde e dizer se Sportinguista Como é que eu disse durante 18 anos que era do Sporting sem o poder justificar com títulos no futebol sénior É simples Retirava os 25 da equação e explicava com os restantes 75 Porque o Sporting Clube de Portugal sobre vive muito pelos sócios e adeptos que baseados em Esforço Dedicação e Devoção conseguem diminuir o peso negativo da Glória nas contas finais Daí que recentemente o Sporting tenha sido considerado o clube com os melhores adeptos da Europa numa sondagem promovida pelo site do canal Eurosport Uns dizem que vale o que vale Eu digo que o todo vale pela soma das partes No entanto desenganem se aqueles que acham que não nos importamos com os últimos 14 anos sem ganhar um campeonato A falta dos 25 de Glória incomoda e muito Mas não impede de aumentar o número de sócios não impede de ter boas assistências em Alvalade não impede o avistamento de crianças com o equipamento da época 2015 16 pelas ruas deste país Porque no final das contas o que conta a 100 é o Sporting Tweet Pin It Partilhar isto Imprimir Email Facebook Twitter LinkedIn Google Relacionado About the author Paula Pinto Gonçalves Paula Pinto Gonçalves Prev Bayerns Há Muitos Next Escritora Paula Pinto Gonçalves Related Posts Carta de uma Sportinguista a um Pastel e vice versa LetWomenGoToStadium Escritora Paula Pinto Gonçalves No Comments Leave a Comment Clique aqui para cancelar a resposta First Name Last Name Email Website Your

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/esforco-dedicacao-devocao-e-gloria-um-lema-a-100/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive


  • O Exemplo de Slimani | Entre Linhas
    Blackburn A partir daí a carreira do montenegrino entrou numa triste espiral descendente do qual nunca regressou andou pela Ucrânia Karpaty Lviv pela Sérvia Vojvodina e Grécia Levadiakos Numa entrevista recente Vukcevic assumiu com humildade que o fiasco da sua passagem por Alvalade se deveu apenas e só a culpa sua Infelizmente era um miúdo e pensava diferente Não aproveitei como devia Pensava que podia ser tudo que era treinador presidente Não deixei que as pessoas me ajudassem Só mais tarde me apercebi dos erros que cometi e peço desculpa a todos O meu comportamento não foi correto e essa é a minha grande pena as palavras são dele Slimani apenas dois anos mais novo do que o montenegrino teve um trajeto exatamente oposto Em 2007 enquanto Vukcevic despontava em Alvalade Slimani jogava nas divisões inferiores da Argélia no JSM Chérag Após um percurso construído a pulso e provindo do desconhecido CR Belouizdad acabou por aterrar em Lisboa em 2013 para jogar no Sporting sem despertar especial curiosidade nem entre a comunicação social nem mesmo entre a massa adepta Influenciado pelo seu registo discreto em matéria de golos fui daqueles que duvidei das possibilidades da sua afirmação em Alvalade Os meses que se seguiram comprovaram os meus receios as fragilidades técnicas eram notórias a receção de bola deficiente a descoordenação motora gritante e o entrosamento com a equipa quase inexistente Todos os elementos apontavam pois no sentido de estarmos diante de um Purovic da Argélia Porém a inesperada baixa de forma de Montero permitiu o acesso do argelino à equipa principal do Sporting e a partir daí verificou se a evolução que confesso nunca julguei ser possível De facto fruto de uma incrível capacidade de superação Slimani melhorou incrivelmente nos planos técnicos e táticos e afirmou se como o ponta de lança de eleição de Leonardo Jardim de Marco Silva e mais tarde de Jesus É hoje como se sabe uma peça indiscutível do onze do Sporting e um dos melhores marcadores do campeonato É certo que Slimani nunca terá o poder de remate de Acosta a eficácia de Jardel os movimentos circenses de Liedson nem a técnica apurada de Montero mas nem por isso fica a perder na comparação com estes avançados da história recente do Sporting pois supera os noutras dimensões do jogo que vão muito além do talento puro Supera os na dedicação na crença no esforço no sacrifício Além de ser nos dias de hoje um dos melhores cabeceadores do futebol europeu Slimani assume se como o primeiro obstáculo às investidas adversárias como o jogador que mais quilómetros percorre na conquista da bola que mais espaços abre para as entradas dos colegas e que mais trabalho dá aos defesas contrários É por isso que pelo menos da minha perspetiva Slimani terá sido ao longo da história do Sporting o avançado menos talentoso que mais soube exponenciar o seu potencial Aquele cuja aptidão natural menos fazia antever uma carreira de sucesso Tudo graças a uma capacidade de

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/o-exemplo-de-slimani/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Bruno de Carvalho e o Papel de Presidente | Entre Linhas
    certo mas é raro vê lo falar de futebol daquele jogado dentro das quatro linhas O futebol em Portugal é assim Nos seis ou sete programas desportivos transmitidos nos canais televisivos nacionais o que se discute são os árbitros a Doyen ou o processo ao Carrillo Futebol nem vê lo A generalidade dos adeptos pode ser assim e apreciar todo esse engodo mas um presidente de um clube quanto a mim não pode Ou aliás não precisa Bruno de Carvalho é umas das melhores coisas que aconteceu ao Sporting nas últimas duas décadas Mas é o sobretudo pelas opções desportivas que tomou Quando chegou ao clube despediu Vercateuren que deixou o clube a lutar pela manutenção e contratou Jesualdo Ferreira Apostou em jovens como Bruma Ilori ou Dier e o Sporting subiu na tabela classificativa No ano seguinte assinou com Leonardo Jardim na altura a melhor opção disponível e descobriu talentos como Montero ou Slimani e fez regressar Adrien William ou Cédric A equipa ficou em segundo lugar Na temporada passada foi a vez de Marco Silva assumir a equipa sendo igualmente a melhor alternativa possível e conseguiu também um dos melhores negócios da história do futebol português Vendeu Rojo por 20 milhões e ainda teve Nani por um ano Ficou em terceiro lugar e ganhou uma Taça de Portugal Todas estas decisões diminuíram o fosso do clube em relação a Porto e Benfica e se analisarmos nenhuma delas teve que ver com fundos com árbitros ou com processos a jogadores E diga se de passagem nestas duas épocas e meia foi raro ver o presidente do Sporting disparar para fora Esta temporada é então a temporada em que se vê Bruno de Carvalho mais protagonista mais presente O estilo corriqueiro e pérfido é por demais evidente e os adeptos leoninos julgam que esta forma de estar e viver o futebol é uma das principais causas para o sucesso recente do Sporting Mas não é Tal como nas duas temporadas e meia anteriores a causa fundamental para o sucesso actual do Sporting é sem dúvida nenhuma o seu treinador Este ano o treinador do Sporting é muito melhor que o dos outros e por causa disso o Sporting está em primeiro lugar por causa disso vergou os rivais nos confrontos directos e por causa disso Paulo Oliveira parece André Cruz e Slimani parece Jardel A contratação de Jorge Jesus foi a melhor coisa que Bruno de Carvalho fez no Sporting Tudo o resto todo aquele folclore que só dá a sensação de estarmos perante um caso claro de narcisismo não interessa Não é nem nunca será o epíteto de presidente estrela a principal causa do sucesso de uma equipa Porque no final todos se lembrarão da calma de João Mário da classe de Bryan Ruiz e dos golos de Slimani Nunca dos árbitros da Doyen ou do processo ao Carrillo Tweet Pin It Partilhar isto Imprimir Email Facebook Twitter LinkedIn Google Relacionado About the author Pedro Manuel Magalhães Pedro Manuel

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/bruno-de-carvalho-e-o-papel-de-presidente/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Ultrapasse pela direita | Entre Linhas
    44 jogos na sua época de estreia em Alvalade a única que cumpriu na totalidade polvilhados entre várias posições habitualmente saltitando entre a lateral direita e o meio campo defensivo 2005 2006 Apenas meia época de Rogério que regressou ao Brasil para representar o Fluminense o clube foi ao Minho contratar o que viria a ser o seu lateral direito por muitos anos Abel Comprado ao Braga presumivelmente a troco de uma caixa de pastéis de belém e dois pães com chouriço Abel iniciou o seu reinado de mediania no lado direito da defesa de Alvalade Um Saber 2 0 Abel raramente comprometia e quase nunca entusiasmava um modelo de normalidade e a essência do morno 2006 2007 Meio plantel fez minutos na lateral direita neste ano Abel contabilizou 25 jogos Miguel Garcia 9 Caneira emprestado pelo Valência na época anterior passou por todas as posições da defesa bem como a estreia de um jovem promovido das camadas jovens Bruno Pereirinha Outro suposto extremo deslocado para mais próximo do seu próprio guarda redes Pereirinha quase que não era mau nunca chegando a ser próximo de bom Eventualmente vendido à Lazio no que certamente custou o emprego a algum olheiro do clube Pereirinha joga agora no Brasil ao serviço do Atlético Paranaense 2007 2008 Ponto máximo do reinado de Abel que fez impressionantes o número não as exibições 52 jogos de leão ao peito na temporada 2008 2009 Pedro Silva Tecnicamente chegado na época anterior cumpriu 4 jogos foi nesta que ganhou algum espaço Ganhando óbvios pontos por ser meu completo homónimo o brasileiro nunca convenceu totalmente os adeptos estão a notar um tema nestas figuras sendo a sua passagem por Alvalade relativamente pouco memorável 2009 2010 Começo do fim da Era de Abel ainda assim cumpriu 31 jogos que viu o seu estatuto definitivamente ameaçado com a contratação a meio da temporada do inconfundível João Pereira Raçudo incansável desmiolado agressivo a roçar o violento João Pereira é o típico jogador que conquista os apoiantes do seu clube e irrita incomensuravelmente juro que acertei as letras todas à primeira os adversários e adeptos oponentes 2010 2011 Última temporada de Abel um total de 182 no clube e com João Pereira a tomar as rédeas do posto Para exemplificar a época do Sporting refira se que Evaldo foi o mais utilizado e o avançado Carlos Saleiro marcou dois golos em 39 jogos 2011 2012 48 jogos de João Pereira dono e senhor da posição que nos aflige neste artigo com 18 amarelos vistos mas chocantemente nenhum duplo amarelo ou vermelho direto Ainda assim aparece o curioso caso de um jovem colombiano Santiago Arias Chegado a Alvalade ainda antes de completar vinte anos e internacional jovem pelo seu país Santiago Arias teve poucas oportunidades na equipa sénior do Sporting somando apenas dez jogos oficiais Acabou dispensado após duas temporadas rumando ao PSV onde se afirmou e tomou a titularidade no colosso holandês sendo também assíduo nas convocatórias da Colômbia 2012 2013 Em mais

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/ultrapasse-pela-direita/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Quatro Pontos Nevrálgicos da Entrevista de Jesus | Entre Linhas
    por detrás da estrutura Foi esta a razão que levou Vieira sob a capa da relação de amizade cimentada ao longo dos anos a aconselhar JJ a mudar se para outros campeonatos onde ganharia rios de dinheiro Como reconhece expressamente JJ tive de ir à minha vida mas dentro da ideia de que seria eu a escolher o meu futuro e não aceitar que fossem outras pessoas a impor mo Ao empurrar Jesus para as Arábias os créditos das futuras vitórias seriam a partir daí diretamente imputados a Vieira que se afirmaria definitivamente como o verdadeiro master mind da estrutura benfiquista cujo peso decisivo na conquista do bicampeonato apenas teria sido relativizado pela personalidade autocentrada de JJ O erro tremendo de Vieira foi esquecer se que Jesus é também ele um homem que carrega um ego maior que o Mundo Ao fazê lo sentir se indesejado na Luz Vieira beliscou o ego de Jesus e provocou justamente o efeito mais indesejado que algum dia poderia esperar 3 O estranho papel de Jorge Mendes Não deixa de ser estranho o papel de Jorge Mendes no processo que culminou com a contratação de JJ pelo Sporting Vejamos Jorge Mendes é um empresário De enorme sucesso como se sabe As suas comissões dependem das transferências que promove Jorge Mendes é o agente de Jesus e por isso um interessado direto nas negociações que o envolvam Dito isto fica a pergunta por que é que depois de ter tentado convencer em vão JJ a aceitar propostas milionárias de outros países Jorge Mendes não teve a mais pequena intervenção no processo negocial que decorreu com o Sporting É que como o próprio JJ reconhece este recebeu diretamente um telefonema de um dirigente do Sporting para se encontrar com Bruno de Carvalho Sem intermediários portanto Fica assim por explicar como é que a transferência mais badalada do defeso a contratação mais sonante do Sporting a maior surpresa do mercado foi feita completamente à margem de Jorge Mendes Parece que se Jorge Mendes tivesse intervindo o desfecho muito provavelmente seria outro A ideia que fica é que a agenda de Jorge Mendes apenas serve e patrocina os interesses do Benfica o que não deixa de ser estranho tendo em conta que estamos diante de um agente de jogadores e de treinadores e não diante de um representante de um clube 4 A Crítica interna Escondida sob a capa de um autoelogio tão ao estilo de JJ está uma crítica subtil à estrutura do Sporting quando aquele sublinha que o Porto tem uma estrutura de 30 anos Benfica tem uma estrutura de 6 e o Sporting tem uma que só agora está a começar a ser preparada para estes desafios Por muito que custe ao Sporting reconhecê lo e em particular a Bruno de Carvalho a crítica é pertinente É que provavelmente o Porto não teria deixado arrastar o dossier da renovação de Carrillo até esta altura considerando que o peruano está na eminência de assinar pelos rivais

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/quatro-pontos-nevralgicos-da-entrevista-de-jesus/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Análise ao grupo do Sporting (Liga Europa) | Entre Linhas
    se vê quer na quantidade de títulos conquistados nos últimos anos já não é campeão desde 2007 quer na qualidade do plantel poucas referências Ficou em sétimo lugar na última época a 17 pontos do CSKA adversário do Sporting no playoff de acesso à Liga dos Campeões sendo que só se apurou para as competições Europeias graças à vitória na Taça Russa Destacam se Miranchuk médio ofensivo de apenas 19 anos já com internacionalizações na seleção principal da Rússia com apenas 19 que se destaca pela sua velocidade e criatividade Skuletic gigante sérvio que foi comprado em Fevereiro ao Partizan onde tinha 14 golos em 15 jogos Manuel Fernandes com 7 golos apontados na época transata jogador muito criativo já conhecido do público português Besiktas Na minha opinião é a equipa mais forte do grupo a seguir ao Sporting Tendo sido bem reforçada neste mercado de transferências e que contará certamente com um grande ambiente nos jogos em casa O Besiktas é o terceiro grande da Turquia uma equipa com inferior qualidade que os seus rivais Galatasaray e Fenerbahce e que já vê o título fugir há muito Entrou no campeonato a marcar bastante mas também a sofrer com 6 golos marcados e 4 sofridos em 2 jogos apenas Num plantel onde se destacam o português Ricardo Quaresma e o experiente avançado Mario Gomez podemos ver também a equipa do Besiktas como uma equipa cheia de potencial e vários jogadores jovens muito promissores como é o caso de Gokham Tore Skenderbeu Equipa Albanesa completamente desconhecida Não se espera grande ameaça desta equipa que chega pela primeira vez na sua história a uma fase de grupos de uma competição europeia Tweet Pin It Partilhar isto Imprimir Email Facebook Twitter LinkedIn Google Relacionado About the author João Gonçalves João Gonçalves Prev As

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/analise-ao-grupo-do-sporting-liga-europa/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Quando lerem isto já vou estar a caminho das Caraíbas | Entre Linhas
    caro quando a conta é a dividir por todos Um profissional exemplar cujo único defeito para além daquela verruga junto ao olho direito é ter chegado a confundir Naby Sarr com um jogador de futebol Vou também dar de barato que este processo disciplinar é ignóbil uma injustiça apenas comparável ao julgamento de Joana d Arc no qual de resto a indumentária também foi tema Mas olhem que mesmo sendo tudo isto é capaz de não ter sido má ideia Falemos primeiro do vil metal Parece ter se instalado a ideia de que um treinador despedido qualquer treinador despedido tem uma espécie de direito divino a receber por inteiro e a pronto o valor de todo o seu contrato Não é verdade indo a tribunal os ordenados recebidos num novo emprego abatem ao valor da indemnização Ou seja se Marco Silva arranjar trabalho para o mês que vem a tal indemnização pode muito bem passar do tal milhão e meio de euros para zero Daí que o acordo normal seja o clube pagar o salário até o treinador arranjar outro emprego perguntem ao Domingos que já tem alguma experiência Mais do que isso e começa a ser mais barato ao clube ir a tribunal e perder paga menos e mais tarde Face a isto e a acreditar no que todos lemos nos jornais é tão irrazoável o Sporting oferecer um mês de ordenado como o Marco Silva contrapor com 36 OK zero mais uma eventual indemnização por danos morais coisa que em Portugal fica normalmente em valores muito baixos género uma semana de ordenados do Marco Silva ou um metatarso do Belfodil Do ponto de vista do Sporting o despedimento tem ainda outra vantagem Ao escolher este caminho o Sporting bloqueou a ida de Marco Silva para outro clube durante algumas semanas críticas Com Marco Silva livre desde o início deste mês talvez o táxi que trouxe JJ para Alvalade tivesse voltado cheio até porque num percurso curto é sempre bom poupar a bandeirada Não interessa se esta possibilidade chegou ou não a ser seriamente ponderada pelo Benfica Chegou a ser ponderada por muitos adeptos do Benfica e como uma opção preferível face à que veio a ser tomada Isto pode influenciar e muito a paciência que os benfiquistas terão com Rui Vitória o que à partida beneficiará os rivais Tudo isto foi é claro extremamente sujinho Como praticamente todos os meus consócios que não detêm empresas de catering e nunca partiram uma perna ao Jordão estou grato ao Marco Silva pelo bom trabalho que fez no Sporting Mas sendo impossível continuar ou chegar a uma solução razoável a decisão do Sporting foi face às circunstâncias mais inteligente do que aceitar o que lhe estava a ser proposto Já se estamos a discutir a questão num plano moral atrevo me a sugerir que o futebol português poderá não ser o melhor sítio para procurar exemplos morais Encarar o Bruno de Carvalho como uma inovação neste campo é muita ingenuidade ou

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/quando-lerem-isto-ja-vou-estar-a-caminho-das-caraibas/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Domingos Paciência e Paulo Sérgio: e depois do adeus ?! | Entre Linhas
    comportamento do Domingos no banco só me vinha à cabeça o mesmo Domingos a que me habituei quando treinou o Sporting passivo inseguro sempre descontente com o que se passava no relvado mas sempre incapaz de inverter o sentido do jogo incutindo raça e dinâmica na equipa No final ouvi as desculpas do costume a que também já me habituei no passado a arbitragem e o erro que esteve na origem do golo do Sporting Confesso que se estivesse na pele do Domingos estaria seguramente mais preocupado com a qualidade miserável que exibiu Há coisas mais evidentes do que um erro grosseiro do árbitro Tal como Paulo Sérgio que não teve grande êxito no Sporting nem no Apoel nem no Cluj Domingos também não se afirmou no Sporting nem no Corunha nem no Kayserispor A tarefa no Setúbal também parece complicada tal como a do Paulo Sérgio na Académica O que pretendo retirar daqui Só isto o Sporting foi muitas vezes acusado e com toda a razão de não proporcionar condições de estabilidade e de confiança às equipa técnicas de não ter uma estrutura capaz de isolar o balneário do ambiente de pressão que se vive à sua volta de ser um cemitério de treinadores São críticas pertinentes e assacáveis a vários presidentes do Sporting Mas credo olhando aos percursos e aos resultados de alguns treinadores que até há bem pouco tempo estiveram à frente do Sporting dou comigo a pensar que se calhar a responsabilidade pelo facto de as coisas terem corrido menos bem para não dizer muito mal não estará ou não estará apenas no Sporting Tweet Pin It Partilhar isto Imprimir Email Facebook Twitter LinkedIn Google Relacionado About the author Vasco Rocha Vasco Rocha Prev O Futebol SEM racismo Next Ninguém é profeta no seu país Related

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/domingos-paciencia-e-paulo-sergio-e-depois-do-adeus/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive



  •