web-archive-pt.com » PT » E » ENTRE-LINHAS.PT

Total: 498

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • Bola de Ouro: A coroa da subjectividade | Entre Linhas
    num determinado jogador sobretudo porque é seu colega e ou compatriota h O capitão X não votará num determinado atleta porque pessoalmente o odeia mesmo que o considere de facto o melhor do ano em questão Seja por um atrito num jogo passado seja por ter sido excessivamente humilhado gozado num dado lance seja por ter perdido um jogo demasiado importante e ainda acumular doses industriais de raiva rancor inveja ou por simplesmente e num acto absolutamente infantil não ir com a cara do jogador São pessoas que votam Parece um pormenor mas tudo faz diferença na hora de eleger um atleta i O seleccionador Y votará em Neuer Messi ou Cristiano por questões geográficas j O seleccionador Y votará num jogador mas o voto contará para outro l o jornalista Z não votará no seu compatriota mesmo que o considere verdadeiramente o melhor do mundo do ano de 2014 para oferecer uma ideia de total independência e falsa imparcialidade Isto são apenas pequenos exemplos que denunciam não apenas a disparidade de critérios na hora de votar como também enfatiza o enorme grau de desonestidade intelectual na hora de coroar os melhores futebolistas As pessoas esquecem se que este prémio destina se a coroar tal como o próprio nome sugere o brilhantismo de um futebolista num dado ano Contrariamente ao que muita gente pensa este prémio não se refere apenas a uma época desportiva Não está apenas em jogo a época desportiva 2013 2014 Está em jogo o ANO Com todo o respeito por alguns grandes jogadores Messi e Ronaldo estão a um nível absolutamente diferente do resto É esta a palavra do resto Tratando se de um prémio individual mesmo que inserido numa modalidade colectiva não se pode comparar o que Messi e Ronaldo fazem semanalmente há anos consecutivos e com toda a pressão mediática do mundo com o que qualquer outro jogador costuma fazer ou fez este ano Independentemente da colecção de troféus por exemplo de Neuer Mas não deixa de ser curioso e por esse motivo revisitei muitas das considerações aqui colocadas Muitos dos capitães jornalistas e seleccionadores que privilegiam os troféus colectivos e que provavelmente votaram votarão em Neuer não ficaram sequer chocados com a ausência de Wesley Sneijder num pódio passado E eu não me esqueço das assistências e golos importantíssimos da sua autoria não apenas no campeonato italiano como também na Champions e na fase final do campeonato do mundo na África do Sul Tudo se a memória não me falha em pleno ano 2010 Eu próprio na altura considerei vergonhoso Sneijder nem sequer constar no lote de finalistas Cheguei inclusive a admitir como justa a sua vitória Isto porque cheguei a admitir os troféus colectivos como algo absolutamente determinante para a conquista do prémio Porque eu próprio julgava que o prémio se referia a uma época desportiva E também porque estava esquecido de um outro pormaior a não existe já um troféu para o melhor jogador da champions b melhor marcador da champions

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/bola-de-ouro-a-coroa-da-subjectividade/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive


  • Últimos a ir à baliza | Entre Linhas
    de um one man show do guarda redes Eu faço parte da equipa e sou o último da linha Eu sou igual aos avançados e aos centrocampistas O risco que assumo é pela equipa Claro que se as coisas correrem mal serei sempre o culpado confessa antes de justificar que é o meu estilo eu sou assim Não tem a ver com o facto de se eu quiser correr riscos a equipa vai atrás É ao contrário eu sigo os riscos colectivos o espírito da equipa A mensagem é a mesma para todos os guarda redes sublinha Mensagem bem recebida no seio dos seus colegas Neuer quer lá saber os guarda redes não se limitam apenas a fazer enormes defesas em cima da linha Eles são jogadores de equipa Eu sinto me um jogador de equipa e tenho o instinto de ajudá la quando for preciso A questão mais importante para mim é do que é que a equipa mais precisa Num Mundial caracterizado pelo futebol ofensivo os guarda redes foram chamados a intervir vezes sem conta A percentagem de soccer field coberta por Neuer supera a de todos os outros participantes Rui Patrício não está aqui porque é um nabo com os pés já agora Parece que estamos na presença de alguém que sabe mais umas coisas que Butt ou Weidenfeller sobre isto de ser goleiro O espaço no Futebol de hoje está cada vez mais curto Entre os defesas e os avançados há apenas 40 metros de espaço de cada vez que a equipa se movimenta Se ficas atrás se és o último és tu que tomas conta do espaço que fica entre a defesa e a tua baliza Aqui a chilar com o compatriota Mats Hummels Neuer foi beber desta abordagem a algum lado quanto ao futebol Alemão isto não era nada que eu não visse no Jens Lehmann que ganhou a UEFA em 1997 com o meu antigo clube o Schalke 04 Em Selecções tenho de referir o van der Sar Convém falar um pouco de van der Sar quando falamos deste sub género de sweeper keepers Ele foi sem dúvida o trendsetter deste estilo de jogo quem sublinhou o papel do guarda redes como o 11º jogador de facto Cruyff por várias vezes colocava Edwin como jogador de campo nos treinos dele dizendo que era o melhor avançado do Ajax Peça chave do clube holandês daquela super equipa que destronou o AC Milan dizer que nessa famosa época de 1995 jogou três partidas contra o colosso italiano sofrendo zero golos Os ataques segundo a velha tradição de circulação de bola tão neerlandesa começavam sempre nele Por isso não se deu bem na Juventus jogava constantemente com os defesas italianos autênticos matrecos por isso procurou espaço numa equipa montada à sua volta Fulham e por isso finalmente se reafirmou no United de Ferguson com uma linha defensiva que sabia comandar como poucos ou nenhuns guarda redes da sua geração Esteve 1311 minutos 21 jogos sem ir

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/ultimos-a-ir-a-baliza/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • O amor à camisola | Entre Linhas
    por ser normal já que nunca jogou por outra equipa ao passo que Ronaldo já leva duas Ligas dos Campeões por equipas diferentes bolas de ouro por equipas diferentes e o seu rendimento veio sempre a subir de Manchester para Madrid Mas será justo criticar Messi por nunca ter saido de uma equipa que ganha ou ganhava que a coisa não anda famosa nos últimos tempos e não parece que mude este ano uma equipa na qual cresceu tanto como jogador como pessoa Não serão os críticos de Messi não todos mas parte deles defensores do antigo amor à camisola que se tem vindo a perder nos últimos tempos Pois bem e se Messi for ele também um símbolo do amor à camisola Bem é certo que tem vindo a pedir aumentos de ordenado ano após ano é verdade mas se aliarmos estarmos na nossa equipa de eleição a ainda ganhar melhor por isso ouro sobre azul Pra mim a questão não está em Messi está no que significa o amor à camisola e há poucos casos contemporâneos que possamos apontar Totti será um deles Gerrard e Del Piero são outros se bem que este último foi até a Juventus achar que não era mais útil São cada vez mais raros os casos nem sei se Messi será um caso daqui para a frente mas se for deixem o rapaz jogar jogar que dá gosto ele e o CR7 o resto São comuns mortais como nós Ah é verdade hoje há jogo Portugal vs Argentina CR7 vs Messi não se esqueçam Tweet Pin It Partilhar isto Imprimir Email Facebook Twitter LinkedIn Google Relacionado About the author Rui Almeida Rui Almeida Prev No ínicio de uma Maratona é sempre o Texas Next All about Cissokhos Related Posts O meu derby Kobe

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/o-amor-a-camisola/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Liverpool vs Chelsea – uma questão de eficácia | Entre Linhas
    modelo que Mourinho defende para a sua equipa O Chelsea não procura a linha para cruzar optam por procurar espaços entre linhas remates de longe com Óscar e Hazard e passes de ruptura para Diego Costa sendo Fabregas o rei das assistências até agora na Premier League Estatística de rcruzamentos Como é perceptível o Liverpool opta muito mais por jogar pelas linhas Principalmente devido à habilidade de Sterling no 1 1 e à ofensividade de Moreno Mas não chega 10 de eficácia é pouco se a encaras como a melhor forma de ganhar um jogo Com Sturridge lesionado e Suarez em Barcelona o Liverpool tem revelado imensas dificuldades em marcar esta época Este facto aliado à experiência e qualidade da defesa ganhar seria uma montanha demasiado grande para os reds escalarem O Chelsea é uma equipa que não especula com a bola Quando a tem em sua posse é objectivo rápido e com processos simples no último terço do campo Pegando nessa simplicidade de processos e na capacidade de dominar nas bolas paradas e temos a razão para a vitória contra o Liverpool Estatística de cantos Temos 7 cantos a favor do Chelsea 3 com sucesso e um deu golo Por outro lado 5 cantos a favor do Liverpool um com sucesso mas que não deu em nada Para nós o facto de o Liverpool estar obrigado a ganhar o jogo e ter marcado cedo foi o primeiro passo para especular com a bola no seu próprio meio campo e dar a oportunidade ao Chelsea de jogar nas suas linhas e no corredor central especialmente dando liberdade a Hazard de pensar o jogo Foi um erro fatal Por outro lado o Liverpool falhou num ponto chave as bolas perdidas Estas podem indicar nos zonas de pressão e o risco que corremos quando as perdemos Estatística de perdas de bola Como é fácil perceber não foi só o facto de o Chelsea perder menos bolas Só perderam 2 no seu meio campo em 90 minutos O Liverpool concedeu 11 no mesmo espaço Isto é correr demasiados riscos e colocar a equipa sob pressão constantemente Foi por isso que o Chelsea controlou o jogo Jogaram longe da baliza de Courtois e perto da área de Mignolet O Chelsea está uma grande equipa que sabe o que tem de fazer e as contratações de Diego Costa e Fabregas vieram trazer à equipa o que realmente precisava exactidão no último passe e capacidade de finalização Apesar de o Liverpool nunca ter dado a sensação de ter estado perto de ganhar o jogo tiveram os seus momentos e a equipa está em crescendo de jogo para jogo apesar dos resultados longe dos esperados Teremos de esperar para ver se Mourinho continuará com a mesma consistência e se o talento e virtuosismo alterarão o rumo das coisas a qualidade está toda lá Até lá esperamos que se divirtam tanto como nós a ver grandes jogos como este foi Tweet Pin It Partilhar isto Imprimir Email Facebook

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/liverpool-vs-chelsea-uma-questao-de-eficacia/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • 500 vezes o melhor | Entre Linhas
    desde que vejo futebol Conheceu duas equipas ao longo da carreira o Parma onde se formou e onde conquistou uma Taça UEFA na final de 1999 Buffon teve até ao momento uma carreira recheada de sucessos campeão do mundo com equipa italiana em 2006 Na Juventus conquistou 5 Scudetti mais os dois retirados devido ao escândalo que assolou o futebol italiano em 2006 e ainda o título da Serie B É certo que Buffon não caminha para novo mas é daqueles jogadores que ninguém se importaria que continuasse a jogar por muitos e bons anos Embora ao que tudo indique esteja perto de renovar contrato com a Juventus o que faz atrasar a procura por um sucessor para a baliza da turma de Turim Mas uma coisa parece certa seja qual for a opção nunca estará ao nível daquilo que Gigi nos habituou ao longo da longa carreira que leva de bianconero Buffon é há muito um símbolo da equipa por certo que por si só fez com que muitos jovens se tonassem adeptos da Juventus Quem não se lembra de Buffo que foi um dos poucos que resistiu e ficou com a equipa quando foi relegada para a Serie B e explicou o porque de tal atitude pois se a equipa tinha chegado à situação que chegou com ele sairia dela com ele Lamento que não possamos ter Buffon por mais 500 jogos a vestir de preto e branco mas assim é o futebol Tweet Pin It Partilhar isto Imprimir Email Facebook Twitter LinkedIn Google Relacionado About the author Rui Almeida Rui Almeida Prev Efeito Borboleta Next Vasco Ribeiro é a lufada de ar fresco no surf nacional Related Posts O meu derby Kobe Kobe Kobe O amor à camisola Semana quase horribilis Época balnear 2014 2015 A Lenda

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/500-vezes-o-melhor/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Alerta El Clasico | Entre Linhas
    Taça do Rei seria um factor a ter em conta nos perigosíssimos contra ataques da equipa da capital espanhola No meio Varane traz segurança mas não tem a veia goleadora de Sergio Ramos Já os catalães vêm de uma vitória frente ao Ajax por 3 1 onde Luis Enrique geriu o esforço do plantel na 2ª parte e fez a equipa passar por alguns problemas no último quarto de hora Messi fez um golo e uma assistência tem tido papel preponderante na organização ofensiva da equipa 7 assistências em 8 jogos na Liga mas Neymar tem conseguido acompanhar e superar o ritmo do argentino pelo menos no capítulo da finalização A dupla tem mostrado grande entrosamento e Luis Suárez está a chegar O castigo do uruguaio termina precisamente este sábado e o treinador blaugrana já disse que o ia colocar em campo como titular ou como suplente utilizado Apesar de ter vindo a treinar nos últimos meses parece me óbvio que os índices físicos do avançado não estão a top para um jogo desta natureza mas o talento não deve ser desperdiçado Luis Enrique deverá aproveitar a subida de forma de Xavi para o lançar como titular no meio campo junto de Rakitic Iniesta e Mascherano O argentino deverá ganhar o lugar a Busquets que se encontra tocado e em dúvida Na defesa Daniel Alves Piqué Mathieu e Jordi Alba devem formar o quarteto defensivo com Bravo na baliza ele que ainda não sofreu qualquer golo na competição e pode prolongar o recorde no relvado do Bernabéu O futebol mais rendilhado do Barça tem vindo a ter dificuldades perante a agressividade defensiva deste Real Madrid e de outras equipas com organização semelhante Os processos simples de elementos como Modric e Kroos fortíssimos no passe curto e longo serão com o apoio de Isco os elos de construção que vão lançar James Benzema e o rapidíssimo Cristiano Ronaldo tornando o Real numa das melhores equipas de que há memória a jogar em contra ataque No entanto a gestão de bola de Xavi pode ser crucial para tirar bola aos merengues e enervar o seu último reduto onde Neymar Messi e Suárez tentarão desequilibrar O astro argentino tem com Luis Enrique um papel mais interventivo no jogo chamando a si a atenção dos adversários para depois soltar a bola para colegas em melhor posição Neste jogo devemos ver Leo a pisar os terrenos de Modric e Kroos Por fim mas não menos importante surgem as bolas paradas cada vez mais decisivas no futebol actual Mathieu que marcou dois golos na época passada pelo Valência será importante para ajudar Piqué a conter as torres merengues uma equipa em média 3 centímetros mais alta que a congénere culé 181 cm para 178 cm Em suma e ainda que o Real Madrid apareça mais pressionado que o Barcelona pela diferença pontual a verdade é que um clássico desta envergadura é sempre muito mais do que a conquista dos três pontos Pela história pela rivalidade pelas

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/alerta-el-clasico/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • El Clasico de los Estadios (o Estadios Te Partan, El Regreso!) | Entre Linhas
    tem havido uma quebra acentuada nas assistências nos jogos em casa facto o clube precisa de um cashflow anual de cerca de 100M de EURs e só para o ano deixará de dever aos bancos segundo Javier Faus vice para a área Económica e Estratégica de Bartomeu Ainda bem que foi Faus a dizer isto e não Didac Lee board member com cara de vilão no Arma Mortífera 4 facto mesmo assim o Barcelona submeteu a decisão de arrancar com o projecto Nou Espai Barça aos associados e o Entre tem imagens que o comprovam Facto o leitor provavelmente reconhecerá alguns dos sujeitos que apareceram no vídeo Mais factos a decisão do referéndum pendeu para o Sí ao novo projecto e uma vez mais o Entre não brinca está aqui tudo ó Resumindo o Nou Espai Barça vai para a frente custará a módica quantia de 600M de EURs e será para Faus o maior projecto desportivo do Mundo Se isto é facto Não sabemos o que é certo é que já se atiram números como 105 mil lugares sentados só para a remodelação do Camp Nou dos 600 420 vão direitinhos para aqui que precisa imenso de coisas como importantes melhorias nas condições de visionamento de dez mil espectadores ainda segundo Faus que deu a cara e a voz por esta nova empreitada culé Vamos ter um novo palau tipo pavilhão para doze mil pessoas um mini palau para duas mil uma pista de gelo são famosas pela Cidade Condal e não estamos a brincar um shopping tipo shopping mesmo um office park uma Masía reabilitada e um parque de estacionamento com cinco mil lugares só este último brinquedo custará 40 kilos atirou Faus em jeito de panfleto antes de assinar nenhuma cidade tem este complexo urbanístico muito menos no centro e deixar cair o mic Diz que as obras arrancarão embora em fase de projecto tudo ficou automaticamente aprovado após o Sí faltam certos e complicados pormenores como o projecto arquitectónico que já foi de Norman Foster nos velhos tempos de Laporta pré crise e o naming do Estádio Qatar Petrolium Camp Nou 1 3 do custo total do projecto façam as contas lá para Maio de 2017 com um prazo de conclusão de três anos e meio e o compromisso de minimizar al máximo las molestias a los socios Não é que los socios desgostem do barulho das máquinas Podem é não curtir do barulho das quotas Esse garante Faus o gajo pegou no mic outra vez cuidado nem existirá e l proyecto no se financiará aumentando los abonos no prevemos un aumento de los mismos en nuestro mandato Junho de 2016 assegurou antes de deixar cair novamente o microgaitas e abandonar a sala De vez Voltando aos factos a direcção de Bartomeu atravessa se totalmente com este Nou Espai Barça e aposta forte no futuro do clube Os sócios decidiram quando eles não decidem puto a coisa normalmente dá para o torto ver Neymarazo também não

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/el-clasico-de-los-estadios-o-estadios-te-partan-el-regreso/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • O dedo de Lucho | Entre Linhas
    estreou e nas laterais Daniel Alves e Jordi Alba apesar da irregularidade exibicional têm ganho na luta com Montoya Douglas ou Adriano A armada espanhola aliás tem estado uns furos abaixo do que demonstrou no passado um pouco à imagem da própria Selecção e tanto o defesa esquerdo como Busquets e Pedro procuram ainda elevar o ritmo e subir de produção O 7 dos catalães é sempre um dos jogadores mais esforçados quando está em campo mas o faro pelo golo e o poder de decisão têm fugido ao pequeno jogador oriundo de Tenerife que nem tem aproveitado a saída de Alexis e o castigo de Suárez para causar boa impressão O pêndulo da equipa e o melhor reforço dos catalães tem sido o croata Ivan Rakitic O ex médio do Sevilha equilibra a equipa em termos defensivos e tem o discernimento necessário para aparecer em zonas de finalização tendo já apontado dois excelentes golos Na retina ficou para já um corte sobe a linha de golo no campo do Levante quando o jogo ainda se encontrava num aborrecido 0 0 antes da equipa arrancar para uma vitória por 5 0 Um bom exemplo da capacidade física atitude competitiva e entrega ao jogo do camisola 4 No ataque Messi e Neymar têm sido decisivos e ainda que o argentino não esteja o goleador fulgurante de outros tempos marcou apenas 6 golos a verdade é que tem participado em praticamente todos os golos da equipa e é o jogador com mais assistências no campeonato 6 O brasileiro por seu lado tem estado ele sim a um grande nível exibicional sendo o máximo goleador da equipa com 7 tentos e começando a justificar o valor pago ao Santos ainda não se percebeu quanto na temporada passada Neste capítulo porém é quase obrigatório falar de Cristiano Ronaldo que tem pulverizado recordes e soma 13 golos no campeonato à 7ª jornada os mesmos que Messi e Neymar juntos Um início de época incrível para CR7 ainda que o Real Madrid seja 4º classificado a 4 pontos da liderança culé De referir que Luis Suárez ainda não se estreou oficialmente pelo Barcelona e que o castigo aplicado pela FIFA após o caricato episódio da mordidela a Chiellini no Mundial do Brasil termina precisamente no fim de semana do Real Madrid Barcelona um clássico que se pode tornar ainda mais especial Outros dos pontos que importa focar no trabalho de Luis Enrique é a gestão do plantel feita com a integração progressiva e cuidada das pérolas da cantera O plantel do Barcelona tem uma média de idades de 26 22 anos em contraponto com a média de 25 57 da época passada mas a aposta na formação de La Masia tem sido evidente Os golos de Munir El Haddadi já o levaram à Selecção espanhola mas Sandro e Samper também aproveitaram as oportunidades na rotação do plantel junto de jogadores um pouco mais experientes como Bartra Montoya Sergi Roberto ou Rafinha um dos preferidos do treinador

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/o-dedo-de-lucho/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive



  •