web-archive-pt.com » PT » E » ENTRE-LINHAS.PT

Total: 498

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • Os recordes, Neymar e a pausa no calendário | Entre Linhas
    em mais uma fase crucial da temporada No caso do Barcelona o propósito do texto desta semana apesar de Jordi Alba ter tido mais uma lesão muscular fala se em mais seis semanas de paragem as cerca de duas semanas de paragem fazem com que o capitão Carles Puyol e Lionel Messi possam apressar o seu processo de recuperação estando o regresso à acção marcado para a Liga ou para a importante viagem a Milão para a Liga dos Campeões No entanto Tata Martino tem sabido gerir o esforço dos jogadores do plantel e são várias as surpresas deste início de época Na defesa a lesão de Puyol e depois de Mascherano abriu as portas da titularidade a Bartra que tem cumprido e revelado serenidade apesar de ainda não ter sido verdadeiramente posto à prova e Adriano está a caminho do sétimo jogo como titular um recorde desde que está na cidade condal No meio campo Xavi Iniesta e até Busquets já ficaram fora do onze eles que são habituais titulares dando espaço a Song para se mostrar e a Fabregas que tem provado que não é jogador para ser suplente No ataque enquanto Tello tem apresentado a velocidade habitual mas com pouco discernimento na tomada de decisões Alexis Sánchez tem sido um dos mais inspirados O chileno tem jogado na rotação com Pedro e tem estado bastante activo como é seu hábito mas esta época as coisas parecem estar a sair lhe melhor maior acerto na finalização 4 golos e concentração no capítulo do passe 2 assistências para golo Neymar porém tem sido a grande figura A integração do brasileiro foi mais rápida do que se pensava demonstrando alguma maturidade em posse que talvez estivesse um pouco escondida no Brasil No último jogo 4 1 ao Valladolid o camisola 11 do Barça ocupou o lugar de Messi e mostrou grande inteligência nas movimentações percorrendo os mesmos espaços do argentino para além do habitual virtuosismo técnico com que brindou o público tendo inclusive sofrido duas grandes penalidades claríssimas mas não sancionadas No entanto o mês de Outubro vai encerrar com verdadeiros testes para os blaugrana com um regresso à competição apertado onde a equipa vai realizar cinco jogos em 13 dias Osasuna e AC Milan ambos fora Real Madrid casa Celta de Vigo fora e Espanyol casa E pelo meio há outro recorde já alcançado que pode vir a ser batido O Barcelona está há um ano a somar de forma consecutiva 3 pontos no campeonato 19 jogos e a última vez que perdeu pontos foi frente ao Real Madrid 2 2 com um bis de Cristiano Ronaldo precisamente a próxima equipa a visitar Camp Nou às 17 horas portuguesas do dia 26 de Outubro O que acontecerá no clássico Eu não me atrevo a responder e vocês usem a caixa de comentários Tweet Pin It Partilhar isto Imprimir Email Facebook Twitter LinkedIn Google Relacionado About the author André Miranda André Miranda Prev Tour Asiática Next O des norte da

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/os-recordes-neymar-e-a-pausa-no-calendario/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive


  • Ross Barkley | Entre Linhas
    o capitão da sua selecção e um dos melhores laterais da Premier À esquerda mora outro atleta de eleição e selecção um tal de Leighton Baines que não pede licença para cruzar ou rematar para golo nas bolas paradas Dos centrais aos belgas lá na frente há toda uma teia futebolística demarcada dos chamados gigantes O Manchester City que deve muito a Yaya Touré e aos mágicos na frente parece estar a acordar do pesadelo Mancini e já sabe tirar o melhor do seu fantástico plantel O United de David Moyes supervisionado por Alex Ferguson e co adjuvado por Phil Neville ex lenda red devil e pau para toda a obra do Everton soluça entre resultados mínimos e derrotas estranhas indignas para o rei do silverware no Reino Unido O Liverpool e o seu famoso pass and move parecem caminhar para a estabilidade exibicional numa época onde Brendan Rodgers aposta quase tudo com ou sem Suárez A defesa está melhor O guarda redes ideal foi encontrado O sangue latino flui e sabe o que faz do meio campo para a frente E há sempre Stevie G para aguentar o barco É aqui que ponho pause no snapshot às outras equipas e debruço me sobre Mr Barkley Sabe sempre bem fazer uma pausa e depois debruçar um bocadinho Se nunca o fizeram experimentem Ross tal como já referi cheira a Lamps ou a Stevie mas a memória olfactiva costuma ser perigosa Tanto podemos estar a falar de um Jack Wilshere o que é bom ou de um Joe Cole o que já não é tão bom Roberto Martínez treinador do Everton já confessou que Barkley é um diamante do futebol inglês mas ainda tem um longo percurso pela frente A questão é como percorrerá Ross este percurso depois da última performance frente ao Newcastle por exemplo United e Chelsea já admitiram o interesse no jovem médio Percebe se o porquê Barkley é alguém que gosta de controlar o meio campo o que não é muito comum em jogadores tão novos Adora treinar e retira prazer a aperfeiçoar as suas capacidades É preciso insistir para que ele saia do relvado Ross parece estar no ponto de explosão Depois de empréstimos ao Leeds United e ao Sheffield Wednesday estas duas últimas épocas deram lhe montra de Premier levando o inclusivamente a estrear se pelos Three Lions frente à Moldávia Quando Roy Hodgson n d r treinador da selecção inglesa olhou para o miúdo gostou certamente do que viu O Mundial do Brasil se tudo correr bem espera por ele Tal como o Everton espera grandes feitos made by Barkley Esta época já leva dois golos em sete jogos O ano passado marcou quatro em 26 Martínez nada mau para quem ainda tem um longo percurso pela frente certo Quanto ao snapshot das outras equipas façamos uma pausa Desta vez sem debruçanços Daqui a uns tempos conto vos umas coisas sobre o Swansea ou o Cardiff BARKLEY ROSS 19 anos Potencial de crescimento 4

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/ross-barkley/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Les Nouveaux Riches | Entre Linhas
    15 minutos Thiago Silva considerado por muitos o melhor defensor central do mundo sai lesionado Não foi preciso mais aos monegascos para acelerar o ritmo e 5 minutos depois igualizarem numa jogada clássica tanto de Moutinho como de Falcão Moutinho do lado esquerdo lança a bola para a grande área parisiense e o colombiano mal defendido pelo substituto de Thiago Silva encontra o caminho da rede 1 1 a 20 minutos de jogo Depois de uma acérrima luta entre duas formações de topo em que o Paris Saint Germain mostrou estar mais estruturado e habituado a jogar em equipa tendo mais ocasiões mas também uma falta de realismo gritante diante da baliza nomeadamente por parte do Ibrahimovic que falhou dois golos feitos e obrigando o Mónaco a defender se mais do que outra coisa na segunda parte Status Quo Empate a uma bola e apesar da excelente exibição razões para lamentar por parte da equipa da casa que ao perder o seu pivot defensivo acusou um nervosismo que foi suficiente para permitir a igualização Fora a impressão de assistir a um jogo Europeu o que ACREDITEM há muito que não acontecia no campeonato francês fica a constatação dos factos Mónaco mantém se por enquanto em primeiro lugar do Campeonato Para além do factor psicológico da confiança de terem ido buscar um ponto em casa do rival directo isto pode se revelar importante já que o Paris Saint Germain tem jogos na Liga dos Campeões e Mónaco recém promovido à primeira divisão não Paris com equipa constituída a mais tempo campeão em título e sério candidato a passar à segunda volta na Liga dos Campeões parece estar mais armado para a luta mas acaba de perder Thiago Silva por um período de seis semanas Sem o patrão da defesa e com o Benfica a dois e Marselha a seis de outubro o PSG vai ter de dar provas de grande solidez defensiva Após seis jornadas os principais candidatos ao título PSG Mónaco Marselha Lyon Saint Étienne e Lille estão num intervalo de quatro pontos O jogo atraiu 1 6 milhões de telespectadores em França É pouco muito pouco mas fruto de um péssimo acaso do calendário É que o jogo passou exactamente ao mesmo tempo que a final de EuroBasket disputada e ganha pela equipa de França Para esta final 5 milhões e meio de franceses vestiram se de camisolas de manga cava diante da televisão o que sem dúvida afectou a tão esperada audiência do jogo que tinha a ambição de reconciliar o público francês com o seu campeonato Para resumir a questão que se coloca é o choque valeu os investimentos astronómicos dos novos mecenas do Campeonato francês É cedo para afirmar que Paris e Mónaco salvaram o futebol francês mas do ponto de vista desportivo SIM VALEU A PENA Faltaram os golos SIM Esperávamos mais espectáculo dos dois gigantes foi talvez o confronto mais equilibrado que qualquer uma das equipas teve este ano Era de prever que esta

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/les-nouveaux-riches/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Parecias o Postiga | Entre Linhas
    No entanto a falta de carisma do nº 23 da equipa das quinas é compensada pela atitude dentro de campo e pelos números e própria história de uma carreira longe de o colocar entre o top das estrelas da bola mas ainda assim digna de registo numa das posições mais carenciadas das últimas décadas no futebol português O tipo de jogo nunca o favoreceu não é especialmente veloz não é um finalizador por excelência não é um ponta de lança mas sim um avançado de apoio que dá outro tipo de soluções à equipa e que abre brechas nas defesas adversárias para a incursão de médios e extremos Vamos ao seu percurso Depois de dar os primeiros passos nas camadas jovens de Varzim e FC Porto foi com Octávio Machado e depois com José Mourinho que Postiga se mostrou para o futebol nos seniores dos azuis e brancos com exibições de encher o olho e golos importantes na Europa Ingressou depois no Tottenham onde nunca conseguiu mostrar o seu melhor futebol menos físico e de contacto mais de apoio e de toque Regressou à cidade Invicta na mirabolante transferência de Pedro Mendes para os Spurs mas com tantas mudanças de treinador na era pós Mourinho a verdade é que Hélder voltou a desiludir Seguiram se duas passagens pouco proveitosas por Saint Étienne e Panathinaikos onde apenas marcou 4 golos até chegar ao Sporting em novo negócio pouco habitual no nosso país troca de jogadores entre os denominados grandes Em Alvalade Postiga também foi vítima da indefinição estrutural do clube anotou 18 golos mas acabou transferido para o Saragoça para gáudio dos adeptos leoninos Em Espanha conseguiu impor o seu futebol e duas épocas depois aproveitando a saída de Soldado para o Tottenham o Valência contratou o avançado português Pela nossa selecção Postiga tem números que o colocam entre os melhores da história O avançado tem 26 golos marcados em 64 internacionalizações e na presente fase de qualificação para o Mundial 2014 é o melhor marcador da nossa selecção com 5 golos em 8 jogos mais um que Cristiano Ronaldo por exemplo É certo que um avançado vive de golos que a fraca gestão de carreira ou até algum azar na escolha das próximas paragens não o ajudaram mas a carreira e o próprio futebol do jogador do Valência parecem ter consolidado E este golo aqui abaixo até nem foi mau de todo pois não Parecia o Postiga Tweet Pin It Partilhar isto Imprimir Email Facebook Twitter LinkedIn Google Relacionado About the author André Miranda André Miranda Prev O preço da juventude Next A Arte da Tareia Related Posts Alerta El Clasico O dedo de Lucho Um líder Real A liderança assenta lhes tão bem Estórias do Distrital Não é fácil ser dos Heat No Comments Leave a Comment Clique aqui para cancelar a resposta First Name Last Name Email Website Your message Submit Comment Quero ser notificado de comentários adicionais por email Quero ser notificado de novos artigos por email

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/parecias-o-postiga/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Introdução à Eredivisie | Entre Linhas
    ínicio desta edição da Eredivisie a grande surpresa chama se PEC Zwolle O PEC Zwolle clube da cidade de Zwolle que se situa a 100 kms nordeste de Amesterdão conseguiu ao longo destas 5 jornadas 13 pontos destacando se a vitória sobre o Feyenoord na jornada inaugural e o facto de ser o líder isolado com 2 pontos de avanço sobre o 2º classificado Ao mesmo tempo Ajax e Feyenoord clássicos holandeses tiveram um começo frouxo com 8 e 5 pontos respectivamente Já o Feyenoord além dos maus resultados internos surpreendeu ao perder o playoff de acesso à Liga Europa às mãos do FC Kuban Krasnodar da Rússia De referir que neste clube Russo militam conhecidos jogadores como Xandão ex Sporting Melgarejo ex Benfica e Djibril Cissé Muito trabalho para Ronald Koeman após o fraco rendimento mostrado durante as primeiras semanas da temporada duma equipa que tem vindo a desiludir ao longo dos últimos anos e que se vê a braços com graves problemas financeiros Em relação ao Ajax o actual tri campeão holandês importa destacar que na próxima jornada recebe a sensação da Eredivisie o Zwolle Espera se um embate interessante primeiro porque o Ajax precisa de pontuar para não se atrasar mais na luta pela revalidação do título e segundo para se tentar perceber se este Zwolle é capaz de continuar a surpreender Tweet Pin It Partilhar isto Imprimir Email Facebook Twitter LinkedIn Google Relacionado About the author David Fresco Sancho David Fresco Sancho Prev Táctica vista ao microscópio Next Gary Payton A Luva chega ao Hall of Fame No Comments Leave a Comment Clique aqui para cancelar a resposta First Name Last Name Email Website Your message Submit Comment Quero ser notificado de comentários adicionais por email Quero ser notificado de novos artigos por email SUBSCREVER O

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/introducao-a-eredivisie/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • A bi-polarização espanhola | Entre Linhas
    que se encontram os dois melhores jogadores do mundo um dos quais português e que tem batido recordes ano após ano A inegável e superior qualidade dos seus intervenientes a história que trazem consigo e os orçamentos astronómicos fazem com que Barça e Real estejam muitos furos acima dos demais e essa diferença acaba por ser também injusta para os adversários uma vez que na última década equipas como o Sevilha o Villarreal a Real Sociedad ou o Athletic Bilbao têm feito campanhas fantásticas tanto a nível interno como europeu não recebendo o devido destaque do público do Velho Continente Na época 2013 1014 porém temos um ano recheado de novidades com dois novos treinadores ao comando técnico de catalães e madridistas Gerardo Tata Martino e Carlo Ancelotti e com a chegada de dois craques como Neymar e Gareth Bale sedentos de provar que estão ao nível de Messi e Ronaldo Já se percebeu que com o argentino o Barça pressionante de Guardiola vai regressar mas as transições defensivas as adaptações para a posição de defesa central a integração de Neymar a falta de uma alternativa ao futebol de posse e de toque e a gestão de um meio campo com Xavi Iniesta e Fabregas onde apenas dois deste trio poderão fazer companhia a Busquets vão ser aspectos a ter em conta Do lado merengue o italiano começou por dar razão a Mourinho na polémica com Casillas ao colocar Diego López como titular deixou fugir o talento de Özil para o Arsenal apostando tudo na classe do jovem Isco e na descida de Modric no terreno de jogo para uma posição que requer mais pulmão e ajuda na construção a partir de trás mas as oscilações exibicionais da defesa a dependência de CR7 e a sua conjugação em campo com o possante reforço galês Bale também vão ser desafiantes Por fim destaque para Hélder Postiga internacional português que rumou ao Valência e que já soma 3 golos para o mau início do empobrecido Málaga em contraponto com o ressurgir do submarino amarelo entre os grandes do país vizinho será desta que Giovani dos Santos explode para o regresso da Real Sociedad à Champions Vela e Seferovic vão dar que falar e para um Atlético de Madrid que promete ser um osso duro de roer tendo começado por vender cara a derrota na Supertaça com a equipa blaugrana que acabou por não vencer qualquer jogo e que apesar de não contar com Falcao ficou com Villa a preço de saldo e tem em Diego Costa um jogador cada vez mais preponderante Esta semana destaco ainda um fantástico vídeo promocional que acabou por resultar muito bem referente à celebração de um contrato publicitário entre o Barcelona e a Qatar Airways Tweet Pin It Partilhar isto Imprimir Email Facebook Twitter LinkedIn Google Relacionado About the author André Miranda André Miranda Prev O Sporting agora e até ver é nosso Next Leite Beber ou não beber eis a questão Related Posts Alerta El Clasico

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/a-bi-polarizacao-espanhola/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • A nova Liga Milionária? | Entre Linhas
    mantendo se neles tê los iam ajudado a atingir um outro patamar Ao invés disso enveredaram por clubes mais prestigiosos mais atractivos em campeonatos mais competitivos Em suma em França revelam se fora dela confirmam Porém em 2011 tudo mudou A princípio de maneira imperceptível com duas operações financeiras A compra do Paris Saint Germain pelo grupo Qatar Investment Authority e a do AS Monaco pelo bilionário russo Dmitry Rybolovlev Duas transacções multimilionárias a contra senso do que vem sendo o nível e investimento no futebol francês na última década Por causa da sobrecarga dos impostos em França que podem atingir os 49 dos rendimentos anuais superiores a 500 000 euros nem jogadores nem investidores se tinham mostrado dispostos a dar metade dos seus ganhos ao estado francês Mas estas duas compras por parte de grupos que têm interesses muito superiores ao simples desporto em França a Ligue 1 está a atravessar a sua primeira revolução do milénio Depois da hegemonia do Lyon sobre o campeonato baseado na liderança forte do presidente Jean Michel Aulas e numa gestão atípica para a cultura do país empresarial familiar é possível que tenha chegado a era do futebol champagne em França A escolha destes dois clubes destas duas cidades pelos novos mecenas vindos de longe não foi inocente Paris cidade da Luz capital mais visitada do mundo palco perfeito para relançar uma imagem glamour e Mónaco paraíso fiscal sítio de eleição de grandes fortunas de todos os horizontes O objectivo destes investimentos faraónicos é claro e sem grande subtileza atrair grandes nomes do futebol mundial e tornar o campeonato francês atractivo novamente Quem diz grandes nomes diz subida vertiginosa do nível de jogo tanto a nível nacional como internacional como prova a campanha de Liga dos Campeões do PSG eliminado pelo Barcelona nos quartos de final sem perder nenhum jogo Depois de duas temporadas de reconstrução na base de contratações milionárias Salvatore Sirigu Zlatan Ibrahimovic David Beckham Thiago Silva Thiago Motta Javier Pastore Ezequiel Lavezzi o PSG ganhou o campeonato nacional que lhe fugia das mãos desde 1994 fez uma campanha europeia promissora e começou a nova temporada com ambições renovadas O Mónaco que jazia na segunda divisão francesa há dois anos passou para a primeira e assinou um número impressionante de novos jogadores de topo alguns bastante conhecidos do público português João Moutinho James Rodriguez Ricardo Carvalho Radamel Falcão e Eric Abidal e ataca a temporada 2013 14 com um objectivo claro o título nacional Com isto tudo o Lyon continua a querer voltar à recente glória Marselha continua a ser um dos motores do campeonato francês e algumas pequenas equipas com jogadores forrmados em casa podem voltar a criar surpresas como o Montpellier há dois anos quando se sagrou campeão O campeonato francês está a receber uma cura com sangue novo e ou experiente vindo de fora e as equipas começam a ter capacidade financeira para manter os seus bons jogadores É evidente que duas andorinhas não fazem a primavera mas

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/a-nova-liga-milionaria/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Escritor – Zé Pedro | Entre Linhas
    no futebol Não no seu Cálcio aí parecem Etnas adormecidos Pois este é um misto de rigor táctico filho da cabeça fria que manda quase sempre mais que os corações quentes dos seus artífices de estranhas e incompreensíveis relações entre clubes rivais de derbies com nomes próprios de escuridão dos escândalos resolvidos salomonicamente dos paradoxos de títulos mundiais conquistados em anos de Calciocaos O futebol da bota é também a aparente fonte da juventude quase eterna de um qualquer jogador É a imagem nacional de uma nação tardia e a paixão transversal de um país tripartido É a política que compra cores de camisolas e as camisolas que adquirem cores políticas Ergo o calcio é para mim a chávena de café favorita ao início da tarde de um domingo qualquer É a minha deixa para dizer isso é como ir a Roma e não ver o Totti Sou o José Pedro Pires Zé Pedro tenho 32 anos e tenho na Serie A o meu campeonato preferido Sou simpatizante fervoroso da AS Roma desde o domingo lá está o domingo 29 de Novembro de 1998 Parece que era dia de Derby Capitolino lá está o nome próprio Fica aqui uma pequena introdução e a promessa de mais palavras futuras sobre o Calcio Alea jacta est Tweet Pin It Partilhar isto Imprimir Email Facebook Twitter LinkedIn Google Relacionado About the author Ze Pedro Ze Pedro Prev Escritor Abel Teles de Andrade Next O comboio dos amaldiçoados ruma ao título Related Posts Sou Imparcial q b Mas Hoje Não Quadriga 1 Serie A ou mais quente só o Sol Telegrama d Itália Quinze jornadas depois Serie A 11ª jornada No Comments Leave a Comment Clique aqui para cancelar a resposta First Name Last Name Email Website Your message Submit Comment Quero ser notificado

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/escritor-ze-pedro/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive



  •