web-archive-pt.com » PT » E » ENTRE-LINHAS.PT

Total: 498

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • Breves da Bola Laranja – IV: Do You Speak All Star?! | Entre Linhas
    que a equipa está mais virada para o jogo rápido em ataque joga menos a isolação sobre Melo e os jogadores encontram se melhor no terreno Efeito Porzingis Não sei A verdade é que este rookie que foi vaiado no dia do Draft pelos fãs da Big Apple foi agora totalmente adoptado e tornou se indispensável a Fisher Facto interessante se os playoffs começassem hoje os Knicks não estariam dentro a menos que estivessem na Conferência Oeste East vs West Todos os anos se debate a mesma coisa mas todos os anos a coisa se equilibra de certa forma E se é verdade que no Oeste o registo das duas equipas de topo é impressionante 36 2 e 33 6 em seguida o equilíbrio é notório estando todas as outras equipas qualificadas entre as 26 e as 17 vitórias E se no Este temos equipas que com 19 vitórias que estão virtualmente eliminadas é sinal que a Conferência é mais homogénea Não necessariamente mais forte ou mais fraca City of Angels Falando em força se não têm acompanhado a epopeia dos Clippers na ausência de Blake Griffin NOVE VITÓRIAS CONSECUTIVAS Esta semana 3 jogos magistrais de CP3 21 pontos 19 assistências 4 ressaltos contra Portland 25 7 7 contra Charlotte e 25 11 5 3 roubos de bola contra New Orleans puseram a actual melhor equipa de Los Angeles em órbita com a sua mais longa série de vitórias da temporada e fizeram o seu base ser eleito jogador da semana da Conferência Oeste DeAndre Jordan mantém se um sólido duplo duplo 12 3 pontos 14 7 ressaltos esta semana e JJ Redick 16 pontos de média mostra se precioso em momentos cruciais Esta forma olímpica da equipa de LA faz com que Doc Rivers fique mais sereno quando no início desta temporada já foi por muitos questionado se seria the right man for the job No quarto lugar atrás dos OKC Thunder os Clippers estão onde se esperava que estivessem A ver vamos se se aguentam Portland Hurricane Damian Lillard foi simplesmente incrível No fim de um jogo dominado pelos Thunder de Oklahoma City o base de Portland transformou se em máquina infernal e só parou quando o jogo estava assegurado para os seus A 103 95 para Westbrook co e 3 07 para acabar o jogo Lillard pegou na bola e converteu 5 triplos seguidos Incrédulos os jogadores de Oklahoma nada puderam fazer para impedir a tempestade e Portland ganhou por 110 115 31 pontos 8 triplos em 14 tentados 9 assistências 7 ressaltos 2 roubos de bola e um fim de jogo épico Há noites assim para os grandes jogadores em que tudo absolutamente tudo entra O resto é História Happy Valentines O All Star Game a principal atracção de inverno na NBA está às portas Os fãs votam online com sofreguidão e os números já vão altíssimos Para terem uma ideia mais de 300 000 vozes separam o mais votado do seu mais próximo seguidor Olhemos

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/breves-da-bola-laranja-iv-do-you-speak-all-star/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Où Es Tu, Monsieur Noah? | Entre Linhas
    com melhor desempenho 104 7 pontos marcados para vigésimo terceiro 100 9 pontos Resumindo e baralhando mudando de um Thibodeau demasiado defensivo para um treinador que privilegia o ataque os Bulls melhoraram na defesa e pioraram no ataque tudo isto prescindindo a maior parte do tempo do seu melhor defensor que foi DPOY 2014 Wait WHAT Alguém me explique o que se passou aqui pois até eu fiquei um pouco confuso Chicago mudou de treinador e resolveu apostar no ataque Gasol e Mirotic são os interiores de predilecção de Hoiberg e sabemos que nenhum dos dois é propriamente um guerreiro a defender Esta escolha estaria justificada pelo facto de eles compensarem marcando muito para compensar o maior número de pontos concedidos Para mais Derrick Rose está de volta e parece pronto a fazer uma temporada completa e Jimmy Butler explodiu ofensivamente assumindo cada vez mais contornos de patrão da manada Então como é que no fim de tudo isto os Bulls DEFENDEM MELHOR QUE O ANO PASSADO E ATACAM PIOR É de loucos Nikola Mirotic que ganhou a titularidade foi titular em 3 jogos dos 82 disputados a temporada passada este ano já o foi 29 vezes em 36 jogados e 4 minutos por jogo passou de 10 2 pts 4 9 res 1 2 assist para 10 9 6 1 1 5 Pau Gasol 5 anos mais velho que Noah é o pilar de estabilidade desta equipa em termos de transição ofensiva e a sua presença e titularidade são indiscutíveis A sua associação a Mirotic não tem dado maus frutos Mas o ano passado Gasol e Noah eram titulares juntos o que permitia ao veterano espanhol jogar mais descansado pois tinha um guarda costas fiável A grande questão sobre Noah que lhe pode ter custado este tempo de jogo que perdeu é só uma conseguirá o francês manter se saudável tempo suficiente para voltar a pesar nos esquemas dos Bulls Apesar de tudo o que foi escrito neste artigo até agora Chicago está em terceiro lugar na Conferência Este atrás de Cleveland e Toronto E se defendem melhor concedem menos pontos precisam de marcar menos pontos para ganhar Para mais nas últimas semanas os Bulls têm apresentado um jogo mais atraente que no início da temporada e chegaram a ter uma streak de 6 vitórias que fez muito bem ao moral das tropas Butler ligou o turbo Rose está cada vez mais em forma e apesar da bizarreria que é estarem a defender melhor com um treinador de ataque se funciona siga Ainda assim Joakim Noah é um recurso precioso mesmo saindo do banco Chicago deixa se submergir em fim de jogo como o mostram as duas últimas derrotas e em certos momentos é preciso apertar com a defesa ter em campo um cão de guarda pronto a dar o couro e a camisa para impedir aqueles dois ou três pontos fatais do adversário Jooks é já uma lenda na Windy City pela sua entrega e seja qual for

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/ou-es-tu-monsieur-noah/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Breves da Bola Laranja III – Ano Novo, Reis Novos!?! | Entre Linhas
    para a manutenção de Golden State acima do nível das núvens Hassan Whiteside não arrefece O poste dos Heat fez 25 pontos e 19 ressaltos face aos Mavs 6 pontos 13 ressaltos e 6 bloqueios contra os Wizards O poste já é um duplo duplo garantido mas acima de tudo uma força defensiva como há poucas na liga neste momento Líder da liga em bloqueios de bola 4 o jovem poste que durante o verão mediu braços com Draymond Green via twitter pondo em causa o small ball dos Warriors face a uma equipa com um verdadeiro center tem se afirmado cada vez mais como um Não é de todo ainda um patrão mas se a sua curva de progressão se confirmar pode vir a ser o sucessor de D Wade em Miami E quanto à sua capacidade de tornar o small ball ineficaz Veremos isso na próxima segunda feira DeMarcus Cousins e Rajon Rondo estão em sintonia O interior 32 pontos 9 ressaltos e o base 15 pontos 15 assistências 6 ressaltos foram o Dynamic Duo frente aos Suns para 142 pontos no total para a equipa sem prolongamento Seguiu se um jogo contra os Thunder em que DeMarcus marcou 33 pontos para 19 ressaltos e Rondo esteve muito próximo do triplo duplo 13 pontos 9 ressaltos 19 assistências para uma vitória 116 104 contra um dos Grandes do Oeste A alquimia entre estes dois jogadores é evidente e quando estão nesta forma a equipa toda fica galvanizada Na luta por um lugar nos Playoffs os Kings podem vir a ser um inesperado outsider no Oeste Esperemos que o bom entendimento entre estes dois jogadores quentes dure e ajude os Kings a pelo menos alcançarem a pós temporada Reis em repouso Stephen Curry está cansado Este começo de temporada foi pura e simplesmente impressionante a nível individual para o wunderkind de Oakland Mas tudo isso se paga Não é LeBron James quem quer e o preço de uma explosão destas tinha que ser físico Sendo um jogador de estatura normal e não o freak of nature que é o seu adversário da final Stephen Curry começou a acusar o ritmo e cadência desenfreados Nada de preocupante mas desde a derrota face aos Bucks vemos um Curry mais humano mais falível Se por um lado é uma pena por outro não nos esqueçamos que este homem consegue em qualquer momento incendiar uma partida com 3 ou 4 triplos seguidos que desmoralizam qualquer defesa E depois não fosse ele baixar um bocado o ritmo teríamos visto um Klay Thompson a marcar 38 pontos num jogo Teríamos um Draymond tão dominador LeBron James está em remissão Depois de um início de temporada em que foi o pior atirador da liga de meia longa distância em termos percentuais entre os jogadores que mais lançam ao cesto o Autoproclamado Eleito está a tentar voltar a números mais próximos do seu normal Extremamente solicitado desde o fim da temporada passada com as lesões dos seus

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/breves-da-bola-laranja-iii-ano-novo-reis-novos/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Breves da Bola Laranja II – O Fecho de 2015 | Entre Linhas
    que o tempo passa vemos as performances individuais destes três eclipsar a fragilidade e pouca profundidade de um banco jovem e inexperiente Os Oklahoma City Thunder são terceiros classificados na Conferência Oeste e Bily Donovan tem feito um bom trabalho beneficiando do facto de os seus principais jogadores estarem agora saudáveis pela primeira vez em muito tempo Continuamos à espera de ver quão longe podem ir estes Thunder antes que as expirações de contratos comecem a desmantelar o que resta da equipa Finalista de 2012 Atlanta está de volta ao topo da Conferência Este Trabalhando em silêncio Mike Budenholzer não se deixou abater com os fracos resultados de princípio de temporada Em 6 vitórias consecutivas desde as últimas breves os Hawks subiram da nona para a segunda posição da Conferência Este Os Hawks mantêm se uma equipa perigosa exactamente pela razão que os fez serem a equipa revelação da temporada passada trabalho colectivo Al Horford continua a ser o patrão dentro do campo Mas o que salta à vista é a disciplina a tenacidade e a capacidade de reacção desta equipa Aquando do primeiro balanço dos 20 jogos fizemos uma advertência aos Hawks e parece que foi ouvida Sem champagne e festa mas com rigor esta equipa mostrou que o que se passou o ano passado não foi um acaso Derrick Rose na D League Todas as provocações parecem permitidas quando o assunto é o base dos Chicago Bulls O jornalista da ESPN David Thorpe levou a provocação a um nível superior afirmando que ele deveria ir para a D League para jogar com menos pressão voltar a ter ritmo e ver se ainda tem o que é preciso para jogar na NBA 14 2 pontos 3 4 ressaltos 5 2 assistências em 32 minutos de jogo não são estatísticas de MVP mas também não me parecem merecedoras de uma despromoção que só teria como efeito afectar a confiança já fragilizada do jogador Junta se isto às declarações bombásticas de Jimmy Butler que afirma que Fred Hoiberg tem que ser mais duro na maneira de treinar a equipa e percebe se que apesar do talento que há naquela equipa não estão a atravessar o melhor período actualmente Falando em D League alguém sabe onde anda o número 1 do Draft 2013 Anthony Bennett Cansado de não se levantar do banco dos Raptors ele próprio pediu para jogar um jogo em D League com os Raptors 905 equipa satélite para ter pelo menos a oportunidade de jogar basket Resultado 13 pontos 1 assistência 4 ressaltos 1 roubo de bola em 24 minutos Desde que foi transferido para Toronto jogou um total de 10 jogos e 57 minutos na equipa principal com 1 9 pontos e 1 7 ressaltos Se a D League o ajudou em termos de confiança tanto melhor Talvez o ajude a melhorar o seu desempenho na equipa principal e a ganhar o seu lugar E pode até inspirar outros jogadores que hesitem em recuar para melhor avançar Kobe

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/breves-da-bola-laranja-ii-o-fecho-de-2015/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Breves da Bola Laranja – NBA Dezembro 2015 | Entre Linhas
    duplos um bom desempenho e uma atitude zen atribuída ao seu recente amor pela jardinagem Rondo volta a dar mostras do seu Lado Obscuro da Força Kevin Durant e Paul George estão de volta Depois de lesões longas que os mantiveram longe do jogo dois dos melhores atacantes da sua geração estão decididos a mostrar que é preciso contar com eles Jogadores da semana das suas conferências respectivas estes dois estão em constante melhoria ao longo desta temporada o que beneficia as suas equipas ambas em terceira posição nas suas conferências com números bastante similares com percursos bastante similares George e Durant são dos meus jogadores preferidos pela atitude e pela forma como inspiram os companheiros de equipa Vê los numa final NBA num futuro próximo era de valor Para já vamos nos contentar com o facto de estarem ambos numa forma invejável Draymond Green impressiona Capaz de jogar a 3 4 ou 5 este Forward de Golden State é talvez dos jogadores que mais impressiona nos Golden States se excluirmos o extra terrestre 2 3 pontos 3 1 assistências em relação ao ano passado Green demonstra a cada jogo ser um elemento essencial da equipa quer ofensiva quer defensivamente Como prova temos as suas performances nomeadamente a ilustrada na foto acima contra Boston a semana passada ou o seu triplo duplo de ontem à noite face a Phoenix o seu quarto da temporada A progressão deste jogador no esquema de jogo de Kerr Walton fazem dele um candidato sério ao All Star Game já esta temporada A Conferência Este está mais forte que o Oeste O que pode querer dizer que o nível geral da NBA está mais baixo Vejamos no Este temos 10 equipas com 50 ou mais vitórias No Oeste apenas 6 Quer dizer que se fossemos a Playoffs hoje ao contrário do que tem acontecido ultimamente haveria equipas do Este com 50 de vitórias que não iriam e equipas do Oeste com menos de 50 de vitórias que iriam Porém se olharmos para o detalhe vemos que temos duas equipas no Oeste com percentagens de 96 e 81 de vitórias enquanto a melhor do Este é a de Cleveland com 69 Este mais Equilibrado Oeste com as equipas mais perigosas Muito cedo para dizer mas a tendência assim indica Mas temos que ter cuidado com os números pois há outros factores que entram em jogo Algumas equipas procuram poupar se para os Playoffs outras decaíram total e completamente em relação ao ano passado como é o caso dos Hawks Bullets e Pelicans outras ainda procuram claramente as primeiras escolhas do draft Lakers e sobretudo Sixers tudo isto faz relativizar um pouco os resultados que temos mas uma coisa é certa Vejo mais equipas no Oeste capazes de lutar contra os Golden State para ter um lugar na Final do que no Este capazes de lutar com os Cavs Paradoxos paradoxos Gilbert Arenas quer uma WNBA mais sexy o ex jogador publicou na sua página instagram o

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/breves-da-bola-laranja-nba-dezembro-2015/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • A Lenda dos Veados de Ouro | Entre Linhas
    de parar a irresistível ascensão daqueles que viriam a ser a equipa de Alcindor já sob o seu nome actual poucos anos depois 120 104 Em 1973 idem Os Boston Celtics teriam gostado de continuar a sua série de vitórias mas à 13ª enfrentaram os Veados do Winsconsin Falta de sorte Os Sixers em 1983 tiveram a mesma sorte 14 vitórias os Spurs em 2007 idem 13 vitórias os Dallas Mavericks em 2011 bis repetita 12 vitórias Tal o Gandalf na jornada para Mordor os Bucks erguiam se como streak stoppers e foram se especializando neste feito ao longo das décadas com uma pontaria quase infalível E isto quando tinham equipas bem menos intimidantes quanto a dos anos 70 Mas um facto extremamente curioso é que TODAS AS EQUIPAS cuja streak de 12 ou mais vitórias foi parada pelos Bucksse tornaram campeãs NBA nesse ano Todas Confira se quiser Todas Coincidência Talvez Mas os Deuses do desporto raramente deixam estas coisas ao acaso Superstição Pode até parecer Mas como dizia o grande Sheed ball don t lie Fast forward para os dias de hoje Quem saiu sábado à noite porque estava uma linda noite para ir sair com os amigos e começar a entrar no espírito natalício certamente terá perdido o evento do ano na NBA a primeira derrota dos Golden State Warriors Em casa dos Milwaukee Bucks Os tais veados matadores de séries Os tais que fazem campeões derrotando os já faz mais sentido agora não faz Terceira equipa da Conferência Este a contar do fim os veados não estão propriamente na forma anunciada por muitos no princípio da temporada Esta equipa tem jovens de qualidade e com os quais certamente poderá construir um caminho interessante Mas hoje a impressão que tenho é que a derrota dos Warriors se deveu um pouco à capacidade dos Bucks e ao facto de terem efectivamente jogado bem colectivamente mas muito ao cansaço extremo dos campeões em título No seu sétimo jogo de um road trip pela Conferência Este depois de um duplo overtime contra Boston na véspera de uma viagem para o Winsconsin de madrugada os Warriors ainda privados de Harrison Barnes e com um Klay Thompson a voltar de um entorse já vinham acusando cansaço há alguns jogos Não é segredo nenhum que um road trip longe de casa é sempre uma prova extenuante para os jogadores 7 jogos em 2 semanas dos quais 6 no Este Um back to back depois de um jogo extenuante para os nervos e os corpos face aos Celtics Nisto tudo os Veados têm o seu mérito Greg Monroe fez um excelente jogo 28 pontos 11 ressaltos 5 assistências Jabari Parker 19 pontos 7 ressaltos OJ Mayo 18 pontos e Michael Carter Williams 17 pontos deram o seu contributo no ataque Giannis Antetokounpo foi o facilitador 11 pontos 10 assistências Mas num dia normal estes Bucks não chegavam para os Warriors Mas aí está A um momento dado eles teriam que perder E eles não

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/a-lenda-dos-veados-de-ouro/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • 20 Games In: Análise do Arranque de Temporada da NBA | Entre Linhas
    actual 5 PAUL GEORGE IS BACK Com a Currymania parece que a NBA só vive à hora de Golden State e não se vê mais nada além do wunderkind but there s another sherif in town Depois de uma temporada inteira ausente por ter partido a perna durante um jogo de preparação com a Team USA PG13 voltou cheio de vontade 26 5 pontos 8 2 ressaltos 4 3 assistências Lidera a equipa nas duas primeiras categorias é o quarto marcador da liga e foi eleito jogador do mês de Novembro na Conferência Este E se a partida de Roy Hibbert fez temer falta de peso no garrafão Ian Mahinmi e Jordan Hill estão muito bem e recomendam se Os Pacers continuam a ser uma equipa perigosa e com este início de temporada quase perfeito provam que se deve contar com eles para jogar um papel importante na Conferência Este 17 Dallas Mavericks 11v 8d Posição actual 9 Um arranque melhor do que a maioria acreditava Nowitzki na sua 17ª temporada ainda consegue os seus números habituais Com a chegada de Wesley Matthews Chandler Parsons viu o seu tempo de jogo diminuir mas a dinâmica de equipa si vencedora Já Deron Williams é um reforço interessante ofensivamente defensivamente não ponho a mão no fogo por ele Dwight Powell tem vindo a crescer e com a saída de Tyson Chandler acredito que se torne um recurso valioso 16 Sacramento Kings 7v 13d Posição actual 26 Apesar da discerepância entre o lugar previsto e o lugar actualmente ocupado ainda penso que é uma equipa que pode surpreender este ano Se Rondo voltou a jogar ao seu melhor nível 4 triplos duplos desde o início da temporada DeMarcus Cousins parece focado 27 2 pontos 10 7 ressaltos Rudy Gay mantém se a um nível bastante fiável 18 5 pontos 6 7 ressaltos e Belinelli se mantém como um joker de luxo é uma questão de tempo até esta equipa ter um balanço positivo O seu desempenho até aos Playoffs vai ser determinante e por enquanto o pior e mais temido choque entre Cousins e Rondo ainda não aconteceu o ex Celtic até parece estar zen e a plantar legumes nos seus tempos livres Há esperança 15 Milwaukee Bucks 7v 12d Posição actual 24 Fear the deer A campanha foi excelente a equipa é promissora mas algo mais será necessário para que estes Bucks se tornem mesmo temíveis e temidos este ano Antetoukompo está bom mas não tão bom Jabari Parker não impressiona Michael Carter Williams meh Há aqui alguma coisa de certeza que sim Mas ainda não eclodiu e não penso que assuste como prometido Veadofobia à parte claro está 14 Utah Jazz 8v 9d Posição actual 17 A equipa vai bem Gordon Hayward tem assumido o seu papel ofensivamente e a equipa apoia se bastante na sua defesa Nesse particular Gobert tem sido constante com 2 5 abafos e 10 9 ressaltos o poste tem sido precioso para o equilíbrio do grupo Sem grandes ambições os Jazz parecem querer confirmar a boa dinâmica do fim da temporada passada e se é cedo para pensar nisso os últimos lugares de Playoffs estão sempre na mira 13 Toronto Raptors 12v 8d Posição actual 7 Estes Raptors têm bom aspecto DeMar DeRozan Kyle Lowry Valanciunas Luis Scola e Demarre Carrol são um cinco sólido Chega para a Divisão Atlântica E SOBRA Quando se está no mesmo barco que Sixers Knicks e Nets é até justo dizer que há uma margem confortável Mas por enquanto os Raptors precisam de se concentrar no seu próprio crescimento Quarta melhor defesa da liga até agora mas 17º ataque A alquimia entre estes jogadores pegando deixam de ser só uma ameaça para a Divisão e passam a ser um contender certo na Conferência Então ao trabalho Nortenhos Winter Is Coming 12 Washington Wizards 7v 9d Posição actual 20 John Wall e Bradley Beal continuam a ser um dos backcourts mais excitantes da NBA Marcin Gortat e Nene são uma dupla de interiores correctos Mas apesar de não estarem com um mau registo não se pode dizer que estes Wizards estejam a convencer com a sua feitiçaria Preciso seria que um vento de mudança se abatesse sobre esta equipa que tem em John Wall a sua principal arma mas pouco mais para se mostrar consistente ao longo do ano Esperemos para ver 11 Miami Heat 11v 6d Posição actual 6 Oh surpresa das surpresas o Heat está a jogar bem Não que não se saiba que têm talento de sobra para o fazer mas o ano passado ficámos um pouco decepcionados por terem esperado até ao último minuto pra lutar por um lugar nos Playoffs Claro que a saúde dos jogadores é um ponto fulcral para estes Heat e se Wade e Bosh funcionam bem temos uma equipa completamente diferente E tem sido o caso Com os seus dos amigos em forma os outros jogadores elevaram também o nível de jogo E no capítulo jogadores que confirmam a sua boa forma temos Hassan Whiteside um duplo duplo assegurado Goran Dragic continua a confirmar todo o bem que pensamos dele Luol Deng tem se adaptado ao seu papel substituto de LeBron James LOL sem grande brilho Amaré Stoudamire tem sido fantasmagórico mas por enquanto tem chegado Justise Winslow tem tempo pra crescer está bem enquadrado 10 New Orleans Pelicans 4v 15d Posição actual 28 O naufrágio deste início de temporada Já usaram 1732 starting fives esta temporada e ainda não encontraram um capaz de mostrar o caminho da vitória Entre lesões e muita inexperiência os Pelicans deste ano fazem nos acreditar piamente que a ida aos Playoffs o ano passado foi uma sorte descarada Anthony Davis continua a ser um imenso jogador mas ainda não é o líder e franchise player que se espera Tyreke esteve lesionado Jrue Holiday meh Eric Gordon vai safando daqui e dali mas globalmente não há coesão nesta equipa E se no terceiro período estiverem a perder

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/20-games-in-analise-do-arranque-de-temporada-da-nba/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • História: Pistol Pete, o Nascimento do Showtime | Entre Linhas
    1970 O valor era inédito na altura e os veteranos não aceitaram muito bem a ideia de um miúdo receber aquela soma astronómica de dinheiro sem ter provado nada na NBA O facto de ele ser branco e a maioria dos jogadores da equipa serem negros veio acentuar ainda mais a tensão vindo acrescentar a questão racial Adulado pelos fãs de Atlanta um público na altura maioritariamente branco era desprezado pelos seus colegas Pete chegou à liga com um salário superior ao de Bill Russell e Wilt Chamberlain as duas maiores estrelas da liga na altura Além de todo este reboliço Pete tornou se uma estrela fora do campo conseguindo contratos publicitários e vendendo a imagem do pequeno prodígio que transforma em ouro tudo o que toca Não tendo sido o primeiro esteve entre as primeiras super estrelas brancas da NBA e isso só podia atrair contratos publicitários pois o basquetebol era extremamente popular já na altura E nos Estados Unidos de 1970 em plena luta pelos direitos cívicos ainda não era de todo comum um desportista negro representar uma marca Ainda assim a sua adaptação ao basket profissional foi dificílima Pete não quis mudar o seu estilo mas a equipa estava habituada a um jogo muito mais táctico e estático Os colegas consideravam no um papa bolas e não apreciavam os seus passes vindos sabe se lá bem de onde que mais vezes lhes iam parar à cabeça que às mãos apesar de uma temporada de rookie aceitável 23 2 pontos 4 4 assistências e 3 7 ressaltos e de ter sido All Star rapidamente Pete nunca se adaptou ao jogo dos Hawks e sofreu o martírio durante 4 anos antes de finalmente se transferir para os então New Orleans Jazz E sendo o jazz uma das melhores definições para o seu estilo de jogo uma mestria total dos fundamentais e uma propensão nata para inovar improvisar criar e sair das linhas rectas Pistol Pete pôde enfim deixar falar o seu basquetebol Depois de alguma adaptação Maravich conseguiu soltar se e tornar se de novo a pérola ofensiva que tinha sido nos seus anos de Universidade Chegou a ser o melhor marcador da temporada em 1977 com 31 pontos de média tendo mesmo marcado 68 pontos num jogo a 25 de Fevereiro de 1977 contra os Knicks de Walt Frazier Na altura só Wilt Chamberlain e Elgyn Baylor tinham alguma vez marcado mais Desde então só Michael Jordan 69 David Robinson 71 David Thompson 73 e Kobe Bryant 81 fizeram melhor Porém a sua forma de jogar sempre foi controversa fazendo dizer a muitos que o homem era um individualista um solista independente num jogo que se quer colectivo Se jogasse hoje Pistol Pete seria comparado a um Rajon Rondo mas bem melhor lançador pela visão de jogo ou mesmo a um certo Stephen Curry Criativo rápido excelente atirador capaz de encontrar os companheiros de equipa quase de olhos fechados uma máquina ofensiva completa e impressionante de facilidade nos

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/historia-pistol-pete-o-nascimento-do-showtime/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive



  •