web-archive-pt.com » PT » E » ENTRE-LINHAS.PT

Total: 498

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • #H16t0ry – Os Guerreiros Invictos da NBA | Entre Linhas
    uma conferência Oeste onde estão as equipas mais fortes da Liga Este ano apesar de as coisas estarem mais equilibradas não podemos negar que a luta entre Golden State San Antonio Oklahoma City ou os Clippers para aceder à final seja bem mais renhida que entre Cleveland Chicago Atlanta ou Miami Se os Warriors ganharam a maioria dos seus jogos contra equipas do Oeste podemos dizer que ainda não enfrentaram os Oklahoma City Thunder ou os San Antonio Spurs a meu ver as duas equipas mais capazes de desafiar a supremacia destes Guerreiros Na conferência Este falta enfrentarem a maioria das equipas e nomeadamente os Cavaliers de LeBron James já com Kevin Love de volta ao roster mas com Kyrie Irving ainda indisponível O remake da Final está previsto para a noite de Natal esperemos que até lá o base de Cleveland esteja em condições de jogar com os Spurs está previsto um mês depois Calendários dos meses de Novembro e Dezembro dos Golden State Warriors A azul os jogos em casa Se alguns hão de considerar o calendário destes Warriors relativamente clemente vamos lembrar alguns dos adversários Houston Rockets Finalistas de Conferência Los Angeles Clippers Semi Finalistas de Conferência Memphis Grizzlies idem Chicago Bulls idem E em 16 jogos 4 back to back sem dia de descanso entre eles a maioria deles em viagem Nesas condições o cansaço poderia ter sido um factor decisivo em qualquer jogo mas acabou por não ser No jogo contra os Nets Brook Lopez teve a bola do jogo nas mãos e não converteu levando o jogo a prolongamento permitindo aos Warriors recuperar o espírito e ganhar Nem todos os jogos foram festivais autênticos Mal haja uma margem confortável o cinco inicial repousa e a segunda unidade ganha tempo de jogo Quando o jogo aperta antes de soltar as amarras a três pontos a equipa aperta a defesa ao máximo jogando com o famoso small ball Curry Thompson Iguodala Barnes Green para o qual ainda nenhuma equipa parece ter encontrado solução A combinação de experiência e juventude nesta equipa é perfeita Harrison Barnes Draymond Green e Festus Ezeli evoluem a olhos vistos Shaun Livingston Andre Iguodala ou Leandro Barbosa trazem a sua serenidade quando saem do banco a defesa é de ferro 98 7 pontos concedidos apenas o ataque é fluído 114 3 pontos marcados E o jogo é absolutamente lindo de ver jogar A fazer lembrar os Spurs de há 2 anos mas com mais pernas E Golden State virou um bicho papão da NBA mesmo com uma desvantagem de 20 pontos esta equipa mostrou ter capacidade de recuperar e voltar à tona A qualidade da equipa é indiscutível o record está batido e pode ser pulverizado Phoenix Sacramento Utah Charlotte Toronto Brooklyn são os próximos adversários Tudo é possível sobretudo durante uma longa digressão de 6 jogos pela Conferência Este em Dezembro cf calendário Stephen Curry avisou após o quinto jogo estamos melhores do que éramos o ano passado Alguns acharam que

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/h16t0ry-os-guerreiros-invictos-da-nba/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive


  • NBA Power Rankings forçam intervenção médica no Entre Linhas | Entre Linhas
    artigo sem colocar a tocar no computador uma playlist inteiramente composta por sons de trovoadas Cura Abalar o mundo de ilusão que o paciente construiu à sua volta forçando o a ler ininterruptamente os relatórios de lesões dos Thunder dos últimos anos enquanto ouve as Quatro Estações de Vivaldi Pedro Filipe Diagnóstico Kobeíte Aguda Fase Terminal Sintomas Achar que os Lakers são melhores que 13 outras equipas na NBA e que chegariam facilmente aos playoffs no Este Patologias Uma visita à casa do paciente revelou que todas as divisões estão organizadas como diferentes murais ao culto do Kobeísmo Todas as estantes estão preenchidas por DVDs com repetições de fadewaways de Kobe Bryant e vê se nas paredes um mural de grafitti com Jordan Who escrito em letras gigantes amarelas e roxas Foram também encontradas pilhas com mais de 500 blocos de notas nos quais só se lê BE LA repetido em todas as páginas Paciente acredita genuinamente que o jogador de basquetebol Kobe Bryant é a manifestação terrena do Espírito Santo Cura Infelizmente Kobeíte Aguda neste estado tão avançado é incurável Recomenda se deixar o paciente confortável com visitas à Alemanha para transfusões de sangue Pedro Quedas Diagnóstico Oladipensis Vucevicia Sintomas Escolher os Orlando Magic como a 16ª melhor equipa na NBA e acreditar que vão chegar aos playoffs Patologias Paciente jura a pés juntos que existem homens capazes de fazer cartas fisicamente desaparecer e que Harry Potter é um documentário A sua crença inabalável na magia impede o de compreender conceitos básicos idade dos jogadores ou experiência nos playoffs Paciente está também convencido que o Disney World de Orlando é o nexo da força vital do planeta Terra Cura Sugere se uma dose reforçada de realidade Talvez jogar contra John Wall Russell Westbrook Kevin Durant Derrick Rose Anthony Davis e James Harden nos primeiros cinco jogos da temporada resulte Pedro Rodrigues Silva Diagnóstico Síndrome do Contra Sintomas Ser o único a não escolher os Golden State Warriors como os melhores na liga Patologias Antecipando o consenso geral sobre o estatuto de favoritos dos Golden State Warriors o paciente não conseguiu resistir a escolher outra equipa O seu historial médico mostra um padrão de comportamento semelhante ao longo dos anos Noutras ocasiões terá sido ouvido a afirmar que os Beatles são sobrevalorizados que pizza não sabe assim tão bem e que Donald Trump daria um presidente perfeitamente aceitável Cura Psicologia inversa é a solução Recomenda se pedir aos seus pais que usem camisolas dos Spurs durante o jantar Ricardo Glenn Batista Diagnóstico Veadofobia o animal entenda se Sintomas Escolher os Milwaukee Bucks como a 2ª pior equipa na NBA Patologias Depois de assistir à campanha Fear The Deer dos Milwaukee Bucks o paciente desenvolveu um medo irracional do gentil animal de floresta Numa sessão o paciente foi forçado a ver pela primeira vez o Bambi e chorou incontrolavelmente durante toda a sua duração apenas sorriu na sequência em que a mãe de Bambi morre Efeitos secundários da Veadofobia incluem ódio

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/nba-power-rankings-forcam-intervencao-medica-no-entre-linhas/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Aquelas Coisinhas Inquantificáveis II – A Sorte do Campeão | Entre Linhas
    dos companheiros que os Warriors conseguiram de facto fechar a fortaleza Quando todos os jogadores em campo se mantêm alerta e bastante móveis em fase de defesa a coesão aumenta quando todos os jogadores que saem do banco conhecem a sua missão e mesmo num dia mau ofensivamente conseguem manter a teia defensiva fechada a equipa melhora as chances de ganhar quando Draymond Green vem servir de tampão consegue defender tanto no interior sempre com ajudas quando o match up lhe é muito desfavorável como no perímetro e nenhum jogador fica apenas a olhar para os outros enquanto o adversário desenvolve o seu ataque o resultado assemelha se muito a isto Os Golden State Warriors foram a segunda Equipa Mais Ofensiva da Liga em 2014 15 Se olharmos para o quadro vemos que só os Clippers tiveram melhor desempenho ofensivo com 109 8 pontos marcados por 100 posses de bola Os Warriors seguem de muito perto com 109 7 Este fenómeno não há de ter escapado aos mais atentos de entre vós Esta equipa passou de ter dois excelentes atiradores a uma equipa que podia fazer nascer o perigo ofensivo de qualquer lado de qualquer jogador 9016 pontos marcados 883 dos quais foram triplos Faz uma média de 110 pontos marcados e 10 8 triplos por jogo só os Houston Rockets fizeram melhor em termos de triplos com 11 4 por jogo E para os amantes de gráficos bonitos eis uma visualização rápida do que foram os ataques bem sucedidos dos Golden State durante a temporada Clique na imagem para ampliar Esta bonita nebulosa dá nos uma ideia das principais forças ofensivas dos Warriors não explica quão bons eles foram este ano a trocar a bola a posicionar se em campo a criar jogadas que libertassem 2 ou 3 jogadores para a estocada final Os GSW foram autênticos Spurs mas com percentagens de lançamento exterior completamente fora deste planeta Quando vemos o quão bom foi o Draymond Green atrás da linha 33 7 sendo ele um power forward que em fase de small ball até como poste jogou A verdade é que Golden State foi a equipa com o banco mais profundo da liga e cuja rotação funcionou melhor Isto deve se muito à capacidade do treinador Kerr de acreditar na sua filosofia de jogo variando as tácticas O lançamento de três pontos foi uma arma essencial mas não foi de todo a única usada por Kerr As variações de ritmo foram constantes durante os jogos e os jogadores que se revezavam pouco ou nada faziam descer o rendimento geral da equipa permitindo lhes alcançar os números que já referimos E quando se conjuga ataque e defesa com esta mestria o resultado acaba por pagar clique na imagem para ampliar Um pequeno exemplo nos dois jogos que Golden State perdeu Game 2 e Game 3 Andrew Bogut o poste de 2 13m de Golden State marcou 2 e 4 pontos respectivamente No fim do Game 3 Kerr senta Bogut e

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/aquelas-coisinhas-inquantificaveis-ii-a-sorte-do-campeao/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • 21 + 2 Questões – NBA is BACK! | Entre Linhas
    da NBA apesar de ter sido escolhido em 3ª posição no Draft de 2014 E aparentemente passa também toda esta temporada fora do campo já que foi submetido a mais cirurgias no pé direito Será que quando ele jogar a sua temporada de rookie os seus companheiros de Draft já serão veteranos na liga 10 Sei que é muito provável que eu e os fãs dos Boston Celtics sejamos os únicos com este tipo de esperança mas não acham que um treinador novato que chega aos Playoffs com Brandon Bass Isaiah Thomas Avery Bradley Marcus Smart Jared Sullinger Tyler Zeller Evan Turner Kelly Olynyk ou seja bons jogadores mas nenhuma estrela ou sequer um franchise player que se destaque é capaz de estar a fazer alguma coisa bem Tá certo que foi na fraquíssima conferência Este mas não nos esqueçamos que os Miami Heat ficaram de fora Eu estou esperançoso I WANT TO BELIEVE 9 O verão de certos jogadores e coaches da NBA foi atribulado Derek Fisher foi alegadamente agredido por Matt Barnes por namorar com a ex mulher deste a estrela do Reality Show Basketball wives L A Gloria Govan Do ecrã para a vida real o drama ganhou corpo e forma apesar de nenhum dos dois ter ficado ferido nem tido problemas com a justiça Apesar da conduta deplorável de ambos alguém mais vai ficar MUITO ATENTO ao próximo jogo entre os New York Knicks e os Memphis Grizzlies 8 Haverá ainda um piloto a bordo para salvar os New York Knicks A pré temporada está a ser encorajadora mas enquanto é a feijões e para preparação apenas a coisa pode fluir Quando as vitórias e derrotas começarem a contar será Derek Fisher capa de fazer melhor do que o seu desastroso balanço do ano passado E quando é que veremos o Carmelo Anthony que nos prometeram desde 2003 capaz de conduzir uma equipa ao sucesso 7 Lamar Odom Vamos concordar que o senhor está a ter um ano difícil Independentemente dos escândalos muito públicos em que ele se envolveu estamos todos a torcer pela sua recuperação total Questão agora que já parece estar acabado para o basket será que o Mr Kardashian vai fazer da reality TV o seu dayjob 6 DeAndre Jordan e os seus colegas dos LA Clippers protagonizaram um dos episódios mais comentados do looooooongo verão sem NBA Agora que ele assentou as malas em Los Angeles DE NOVO será que os Clippers vão enfim sair do estatuto de potencial e confirmar que têm capacidade de lutar por um título como todo o mundo parece acreditar há 3 ou 4 anos 5 Os Orlando Magic têm uma das mais baixas médias de idade na NBA e conduzidos pelo seu muy jovem Starting Five Nikola Vucevic Aaron Gordon Victor Oladipo Tobias Harris Elfryd Payton parecem dispostos a dar que falar este ano Pedro Quedas teremos uma temporada emocionante protagonizada pela outra equipa da Flórida E será suficiente para ir buscar os Playoffs 4 Kobe

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/21-2-questoes-nba-is-back/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Porque é que ninguém fala de OKC? | Entre Linhas
    consegue que os adversários acertem uma percentagem mais baixa dos lançamentos perto do cesto É verdade que os Thunder perderam o Reggie Jackson mas também não terão de meter em campo jogadores como Derek Fisher Kendrick Perkins ou Caron Butler Hoje têm um grande triplista no Anthony Morrow 43 de triplo dois sólidos DJ Agustin e Kyle Singler dois bigs promissores Steven Adams e Mitch McGary um bom defensor em Andre Roberson e um rookie para desenvolver em Cameron Payne A juntar à festa há ainda um enorme ponto de interrogação que é o Dion Waiters Um jogador cheio de talento mas que se deixou transformar numa punchline É um autêntico meme andante mais conhecido pelas parvoíces que diz no Twitter e por pedir a bola incessantemente do que por alguma coisa relevante que tenha feito dentro de campo recentemente lembram se quando há um ano o Waiters disse que ele e o Kyrie Irving eram o melhor backcourt da NBA LOL Ainda assim é indiscutivelmente talentoso e só tem 23 anos É daqueles jogadores que podem ajudar a ganhar um jogo de playoff em 20 minutos do banco Então mas este gajo não fala do Kanter Deixei o Kanter para o fim porque ainda não sei bem o que pensar dele Por um lado será uma ajuda óbvia no ataque principalmente na época regular Alguém a quem podes dar a bola e ele arranja te pontos de forma relativamente eficiente Por outro lado não consegue muitas assistências e defensivamente é uma absoluta nódoa Tudo junto independentemente de saber se o seu salário é justo não é é um óbvio upgrade em relação ao que tinham antes Só acho que num jogo de playoff rasgadinho e renhido não vai jogar muitos minutos Aliás o ideal seria que viesse do banco e liderasse a segunda equipa mas Kanter pode ter dificuldades em aceitar isso Aliás espero que os Thunder experimentem jogar mais vezes com o Durant a power forward Um cinco com Westbrook Morrow Singler Agustin Durant e Ibaka Boa sorte a defender isto Não seria uma má resposta ao super small ball que os Warriors usaram nas Finais por exemplo Isto é tudo muito optimista mas obviamente que existem riscos O maior de todos é a saúde de Durant Será o mesmo jogador Ele garante que sim e nada nos leva a pensar que aos 27 anos não recuperará totalmente Claro que se Durant não regressar à forma de candidato a MVP podem esquecer tudo o que escrevi nos parágrafos anteriores A outra interrogação é saber que sistema ofensivo será montado pelo novo treinador Billy Donovan Até aqui o esquema de Scott Brooks que tem o mérito de ter feito estes Thunder crescer era basicamente dar a bola ao Westbrook ou Durant alternadamente com poucas jogadas e pouco movimento O resultado Quando as coisas apertavam no final dos jogos o ataque tornava se previsível e pouco eficiente Por muito que me custe a questão central aqui é Westbrook Um dos

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/porque-e-que-ninguem-fala-de-okc/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • O Playoff dos Fixes | Entre Linhas
    de Kyle Korver serão sempre regalos para a vista Indiana Pacers Os Pacers são uma equipa em reconstrução depois da terrível lesão de Paul George e da troca que mandou Roy Hibbert para os Lakers A nova época deverá ser muito experimental com George na posição de power forward e o recém contratado Monta Ellis a tomar conta do ataque o que dá sempre azo a explosões basquetebolísticas Minnesota Timberwolves Os Wolves juntaram Karl Anthony Towns primeira escolha do draft de 2015 a Andrew Wiggins primeira escolha do draft de 2014 e essa parceria é por si só muito interessante O resto da equipa não é tão promissora com excepção do sérvio Nemanja Bjelica outra estrela do Eurobasket acabado de chegar à NBA Sacramento Kings Os Kings encontram se nesta lista por ser fã de tragédia grega Demarcus Boogie Cousins Rajon Rondo Willie Caulie Stein um rookie que acrescentou legalmente Trill ao seu nome Está tudo dito Milwaukee Bucks Os Bucks foram a equipa sensação da época passada e o sucesso atrai sucesso Greg Monroe decidiu juntar se ao forte núcleo de jovens existente em Milwaukee e apesar da relativa falta de lançadores de longa distância serão uma equipa muito entusiasmante Orlando Magic A equipa de Orlando já contava com muitos jovens promissores Oladipo Vucevic Payton mas Aaron Gordon apareceu na liga de verão como que um Draymond Green mais talentoso apoiado por um rookie que fez isto no primeiro jogo MARIO HEZONJA Decorem o nome New Orleans Pelicans Tirando a sua maior estrela os Pelicans não têm nada que os coloque à frente das equipas já referidas mas Anthony Davis é um jogador transcendente Uma aranha autêntica que faz tudo em campo O novo treinador Alvin Gentry poderá ser a segunda figura mais importante da equipa Los Angeles Clippers Os Clippers têm tudo para ser a melhor equipa no meu ranking e também no verdadeiro da NBA mas por algum motivo os fabulosos afundanços e alley oops ainda não se traduziram sequer em idas às finais de conferência A indecisão de DeAndre Jordan também não assentou bem comigo Houston Rockets A equipa texana arriscou no verão e contratou o volátil Ty Lawson que tem um talento enorme apesar dos seus problemas fora de campo O shooting guard James Harden é um verdadeiro obreiro que levou uma equipa não tão boa às finais de conferência e alia a sua imensa qualidade à personalidade extrovertida e agradável Cleveland Cavaliers A equipa de King James nunca poderia estar longe do topo e será incrível assistir à nova investida de LeBron e do mal amado Kevin Love Tristan Thompson à procura de um novo contrato também será muito difícil de conter Oklahoma City Thunder Os Thunder contam com os melhores marcadores de pontos das duas últimas épocas da NBA mas a fantástica aglomeração de talento ainda não se traduziu em títulos Um novo treinador terá a responsabilidade na última temporada do actual contrato de Kevin Durant San Antonio Spurs Lamarcus Aldridge nos Spurs

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/o-playoff-dos-fixes/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Sneakerfreaks: Uma Indústria de Paixão | Entre Linhas
    apesar de ser duro em campo Resumindo James Harden is bankable E sendo um jogador com uma boa imagem sem histórias extra desportivas que possam afectar negativamente a sua reputação era só uma questão de tempo até o barbudo ser caçado E o valor do contrato de 13 anos que assinou com a Adidas dá lhe todas as razões para se deixar caçar 200 milhões de dólares Um bom bocado abaixo dos 285 milhões por 10 anos que a Under Armour estava pronta a pagar a Kevin Durant para o roubar à Nike ou dos 300 milhões que a Nike pagou para manter o jogador nas suas hostes Mas ainda assim 200 milhões de dólares Era impensável antes de Michael Jordan imaginar uma tal devoção do público às marcas e modelos de sneakers usadas pelos desportistas Mesmo se já existiam modelos icónicos como as Converse All Star ou as Adidas Stan Smith foi com Michael Jordan que o mercado explodiu Até hoje o modelo de negócio mostrou se super lucrativo Associar a marca a um jogador cujas proezas fazem sonhar o público é o melhor argumento de venda para um par de sneakers E se hoje os LeBrons Currys Durants e Hardens conseguem capitalizar em muito pouco tempo o que muitos jogadores de gerações anteriores ganharam em toda uma vida devem no à explosão global do fenómeno Air Jordan Como disse o Mars Blackmon It s got to be the shoes Mas deixemos o negócio das Jordan para outro artigo pois merece um destaque bem particular tendo em conta as implicações emocionais que tenho com o assunto Quem me conhece sabe Hoje em dia pelo menos no mundo do basket a Nike e a Adidas que comprou a Reebok em 2005 continuam a dominar o mercado mundial E há mesmo um mercado bastante activo de captação de jogadores Por exemplo Kobe Bryant começou a carreira na Adidas e passou para a Nike depois de alguns insucessos comerciais Mas outros actores como a Under Armour a Peak a Anta ou a Le Coq Sportif tentam roubar partes do bolo E isto indo roubar jogadores aos gigantes Tony Parker trocou a Nike pela Peak Dwight Howard a Adidas pela Peak Klay Thompson a Nike pela ANTA Há mesmo uma free agency no mercado dos sneakers para verem até que ponto os jogadores começam a carreira conscientes da importância da escolha da marca quer vão representar durante n anos e que os vai projectar junto do público e fazer ganhar dinheiro Quando se vê que a concorrência das pequenas marcas está cada vez mais renhida e que elas estão a fazer tudo para captar os jogadores intermédios na esperança que venham a ter uma ascensão vertiginosa é normal que as grandes marcas abram os cordões à bolsa para manter os seus ícones E deixem sair players mais modestos pois deixa de haver dinheiro para conciliar os grandes e os pequenos É que o mercado é ENORME E se há um público fiel de

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/sneakerfreaks-uma-industria-de-paixao/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive

  • Eurobasket 2015 – El Señor Gasol (Epílogo) | Entre Linhas
    Tony Parker esteve muito apagado e falhou quase tudo o que tentou 3 13 em lançamentos de campo Kahudi que tem ajudado a desequilibrar o jogo com a sua energia ficou no banco nem sequer entrou em campo Diaw que passou 40 minutos em campo acabou a partida com 5 pontinhos Evan Fournier um dos jokers ofensivos da França esteve em campo apenas 6 minutos Se o Vincent Collet tivesse feito de propósito para perder este jogo não podia ter feito melhores escollhas Gobert Batum e De Colo tentaram soar a carga mantiveram a França no jogo e forçaram o prolongamento mas contra factos não há argumentos e Gasol foi o patrão absoluto do jogo Recebendo a bola em todas as posições lançou penetrou provocou 16 pontos marcados da linha de lances livres defendeu bloqueou combateu vociferou comandou Só não vendeu bebidas e hot dogs nas bancadas porque o tempo lhe faltou A única coisa que quase não fez foi passar a bola Assistências teve uma Ora Gasol é um dos melhores postes passadores da NBA pelo que se com a Roja ele acaba um jogo com esta estatística é sinal suficiente do quão motivado e concentrado ele estava em cumprir a sua missão assumir o seu papel de líder Depois da traumática derrota os franceses lá conseguiram ganhar o bronze face à Servia a outra infeliz semi finalista favorita que acabou por cair na armadilha Lituana Eu disse na minha antevisão da meia final do Leste que a melhor maneira de a Lituânia ganhar contra a sua congénere eslava era aplicando uma defesa estrita e rigorosa Assim foi Valanciunas foi intratável com Raduljica Kalinic foi silenciado Teodosic viu as suas linhas de passe cortadas e Bjelica acabou o jogo com 3 8 nos lançamentos Ainda assim o jogo foi disputado até aos últimos segundos Teodosic recusando a derrota e pondo um triplo em suspensão a 14 segundos do fim que permitiu aos seus sonhar com a reviravolta Mas tal não aconteceu a última posse foi desperdiçada pelos sérvios até então magistrais no torneio e que tiveram aqui o seu primeiro verdadeiro combate Ganharam os lituanos habituados a acabar quase todos os jogos deste Euro com a pressão a olhar para o relógio E o jogo contra a Itália serviu efectivamente de referência Passemos então à Final A Espanha começou com um expressivo 19 8 no primeiro período Se o experiente Seibutis tentou soar a revolta no segundo período bem ajudado por Kalnietis a Espanha não se deixou levar no embalo e manteve sempre a vantagem no jogo Vimos ENFIM despontar um Rudy Fernandez até então demasiado apagado durante todo o campeonato Llull foi precisoso da linha de 3 pontos Mirotic decidiu experimentar também o seu arsenal de longa distância e basicamente o jogo estava feito a meio do terceiro período A Espanha não voltou a estar a menos de 20 pontos do adversário no último e a festa nas bancadas começou muito antes do apito final Gasol 25 pontos

    Original URL path: http://www.entre-linhas.pt/eurobasket-2015-el-senor-gasol-epilogo/ (2016-04-25)
    Open archived version from archive



  •