web-archive-pt.com » PT » I » IGFSE.PT

Total: 809

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • Instituto de Gestão do Fundo Social Europeu - Notícias e documentos publicados neste Site
    excelência notícia publicada a 5 07 2013 Declaração do Conselho sobre o Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade entre as Gerações 2012 Perspetivas Resolução do Parlamento Europeu de 13 de setembro de 2011 sobre a situação das mulheres que se aproximam da idade da reforma publicado no JOUE a 22 02 2013 Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade entre Gerações Mensagens que devem permanecer EAPN Portugal Rede Europeia Anti Pobreza Parecer do Comité Económico e Social Europeu sobre O contributo e a participação dos idosos na sociedade parecer de iniciativa publicado no JOUE a 15 1 2013 Prémios do Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade entre Gerações Projetos mais votados em Portugal Seminário de Encerramento do Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade entre Gerações 2012 Envelhecimento e Inovação Social Conferência Internacional Lisboa 19 e 20 de novembro de 2012 Ciclo de Encontros Temáticos sobre envelhecimento ativo e solidariedade intergeracional promovido pelo ISS Dia Internacional das Pessoas Idosas Dia Internacional do Idoso 1 de outubro de 2012 Prémios do Ano Europeu para o Envelhecimento Ativo e a Solidariedade entre Gerações Prorrogação do prazo de candidaturas até 16 de setembro de 2012 Parecer do Comité Económico e Social Europeu sobre o Horizonte 2020 Roteiros para o envelhecimento parecer de iniciativa Envelhecimento Ativo em Segurança Prémio Manuel António da Mota Prorrogação do prazo de candidaturas até 31 de julho de 2012 3 Edição do Prémio Manuel António da Mota Ano Europeu do Envelhecimento Ativo Aberto o concurso para a atribuição de prémios Boletim Bibliográfico Temático n 1 2012 junho sobre Envelhecimento Ativo e Solidariedade entre Gerações Centro de Documentação do IGFSE Congresso Internacional do Envelhecimento 2012 RAR n 66 2012 de 8 de maio Recomenda ao Governo no âmbito do Ano Europeu do Envelhecimento Ativo

    Original URL path: http://www.igfse.pt/content.asp?startAt=2&categoryID=738&newsID=2714&offset=0 (2016-01-01)
    Open archived version from archive


  • Instituto de Gestão do Fundo Social Europeu
    as condições em que os estudantes se podem candidatar As bolsas de estudo por mérito são atribuídas aos estudantes com aproveitamento excecional independentemente dos seus rendimentos de acordo com o Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo por Mérito a Estudantes de Instituições de Ensino Superior Despacho n 13531 2009 Qual a percentagem de alunos com bolsa de estudo ou de mérito na Universidade do Minho Este ano e reportando nos aos dados atuais as bolsas de estudo rondaram os 28 No que se refere às bolsas de mérito no último processo de bolsas referentes ao ano letivo de 2009 2010 foram atribuídas à Universidade do Minho 30 bolsas pelo Ministério da Educação e Ciência E qual é a percentagem de bolsas atribuídas face ao total de candidaturas recebidas Presentemente cerca de 75 As bolsas de mérito não são objeto de candidatura são calculadas tendo em conta os critérios legalmente estabelecidos Tem aumentado o número de alunos a solicitar bolsas de estudo À data não se observam diferenças significativas As bolsas por mérito têm se mantido ao longo dos últimos anos na ordem das três dezenas e as bolsas de estudo tem variado pouco não sendo os números definitivos disponíveis uma vez que o processo de candidatura está aberto em permanência Nesta fase qual é a maior preocupação da Universidade do Minho neste âmbito de intervenção Providenciar os recursos necessários e adequados de forma que na Universidade do Minho dificuldades de ordem financeira não constituam obstáculo à prossecução de estudos dos nossos alunos A Universidade do Minho tem realizado cerimónias de atribuição de bolsas de mérito Como se processa essa atribuição Há áreas de estudo prioritárias Todos os alunos que tenham transitado de ano estejam inscritos em ano curricular do curso a que se refere a transição de ano que

    Original URL path: http://www.igfse.pt/newslettercontent.asp?newsID=3301 (2016-01-01)
    Open archived version from archive

  • Instituto de Gestão do Fundo Social Europeu
    qualidades que julga terem convencido o Grupo Entreposto A proposta de trabalho não tardou e incluía formação profissional no âmbito das marcas representadas Em 2010 Paulo passou a fazer parte deste grupo Hoje tem 27 anos e não esconde a satisfação Realça o esforço para que tudo corresse sempre como previsto e mostra se grato aos colegas do grupo Reconhece em especial Carlos Pedro Hugo Silva Miguel Ribeiro e todos os outros colegas que sempre me apoiaram deram força e ensinaram No horizonte está ser sempre o melhor e desenvolver a sua carreira de mecatrónico Diogo Almeida Na Lousã onde nasceu Diogo Almeida entregava se por longas horas aos seus engenhos Adorava saber como tudo funcionava Já desde pequeno me lembro de desmontar carros telecomandados e ver como funcionavam E foi mesmo com um destes motores que chegou a construir uma ventoinha relíquia que ainda hoje guarda A habilidade do rapaz para estas coisas a dedicação intensa à aventura e imaginação tornavam a escola pouco atrativa Lembra que não gostava nada de andar na escola gostava de aprender outro tipo de coisas que na prática me ajudavam muito a elaborar projetos É então que lhe surge a oportunidade de fazer um curso de educação e formação no Centro de Formação Profissional do IEFP em Coimbra Na altura não sabia bem o que queria mas agarra o ensejo e decide abraçar com gosto as tecnologias A área da refrigeração e climatização vinha mesmo a calhar e entusiasma se com as tardes em oficina a fazer câmaras frigoríficas Nem todos os colegas partilhavam deste afinco e por isso Diogo não alinhava com os momentos que perturbavam a sintonia da aprendizagem Com o passar do tempo acabaram por ficar os alunos que queriam lutar por um futuro melhor Satisfeito mas também nostálgico viu chegar o fim da formação Tinha agora a certeza da sua opção achava que tinha feito o melhor O estágio que se seguiu lembrou lhe o quanto ainda tinha para aprender e deu lhe o primeiro contrato de trabalho As condições não eram as desejadas e passado um ano Diogo decide entregar o seu curriculum na Piclima uma empresa da zona Ao fim de dois dias era entrevistado e o emprego era seu Acabou contratado na empresa onde tanto aspirava trabalhar e onde viria a beneficiar de uma aprendizagem contínua tão necessária numa área onde a formação não pode parar as máquinas estão em constante mudança refere Diogo Hoje tem 19 anos e conta já com dois anos de experiência nesta empresa Sente se muito bem um verdadeiro profissional e diz se agradecido à Piclima Gosto daquilo que faço e o meu lema é quem gosta daquilo que faz faz bem Atualmente é responsável pela assistência técnica uma área exigente mas como diz convicto a vida sem dificuldade não é vida O Engenheiro Hugo Serra a Professora Carmo e Paulo Riço mestre da refrigeração a quem atribui muito do que hoje sabe contam com a sua profunda gratidão mas acredita

    Original URL path: http://www.igfse.pt/newslettercontent.asp?newsID=3339 (2016-01-01)
    Open archived version from archive

  • Instituto de Gestão do Fundo Social Europeu
    apoios do Fundo Social Europeu em Portugal Para que a NewsFSE possa proporcionar esta dinâmica de partilha a sua participação ativa é essencial Queremos estimular dar visibilidade e disseminar práticas projetos estudos de caso metodologias e recursos inovadores nas áreas de intervenção do Fundo Social Europeu Gostaríamos de mobilizar e ligar pessoas organizações e redes Se é o seu caso envie nos a sua informação para redeNEWSFSE IGFSE gmail com

    Original URL path: http://www.igfse.pt/newslettercontent.asp?newsID=3338 (2016-01-01)
    Open archived version from archive

  • IGFSE - News
    do CCP Para esclarecimento dos beneficiários FSE sugere se a consulta da nova FAQ disponível no site do IGFSE Subsídio de refeição O site do IGFSE tem duas novas FAQ na temática das elegibilidades Ler mais Seminários Inscreva se nos próximos seminários IGFSE 2012 Lisboa e Porto Encontram se abertas as inscrições para os seguintes Seminários Ler mais O que há de novo Estudo sobre o efeito das políticas de emprego Encontra se disponível o Estudo de Avaliação das Políticas Ativas de Emprego Relatório Final que tem por objetivo avaliar o efeito das medidas de emprego e formação disponíveis em Portugal entre os anos de 2004 e 2011 sobre a empregabilidade dos participantes Ler mais Medidas Impulso Jovem Estão abertas as candidaturas para as medidas Passaportes Emprego apoiadas pelo Fundo Social Europeu Ler mais Emprego Jovem e Empreendedorismo boletim bibliográfico O Centro de Documentação do IGFSE disponibiliza aos leitores da NewsFSE uma nova seleção de referências bibliográficas Ler mais Glossário de conceitos Conheça mais Aos 60 conceitos já disponíveis o site do IGFSE oferece mais 50 novos conceitos Ler mais DA IDEIA À AÇÃO Focalizam se num território e promovem a inclusão social com recurso a parcerias e a abordagens integradas envolvendo as populações locais Em Portugal o Fundo Social Europeu apoia os Contratos Locais de Desenvolvimento Social A NewsFSE entrevistou Lurdes Gonçalves diretora da Cooperativa Sócio Educativa para Desenvolvimento Comunitário a entidade que coordena o CLDS de Camarate Qual é o grande objetivo do Contrato Local de Desenvolvimento Local CLDS Camarate projeto Consolidar Os Contratos Locais de Desenvolvimento Social CLDS surgem no Plano Nacional de Ação para a Inclusão PNAI 2006 2008 como uma medida política transversal integrada na prioridade política combater a pobreza das crianças e dos idosos através de medidas que assegurem os seus direitos básicos de

    Original URL path: http://www.igfse.pt/newsletter_preview.asp?categoriaID=615&treeID=08/04&unsubscribe=monica.cunha@igfse.pt&id= (2016-01-01)
    Open archived version from archive

  • Instituto de Gestão do Fundo Social Europeu
    como lá chegar e com que custos e vai ser mais exigente porque vai obrigar a formas mais apertadas e vigilantes de monitorizar e avaliar as intervenções No fundo os Estados Membros EM vão ter maior liberdade de ação e maior simplificação para concretizarem os investimentos detendo paralelamente maiores responsabilidades na sua boa aplicação e respetivos resultados Assim sendo este reforço da União para promover a qualidade das operações financiadas foco no desempenho sem querer prejudicar a quantidade das intervenções foco na despesa implicou a introdução de novas disposições na regulamentação agora em discussão e que de forma sucinta aqui se dão conta Uma nova abordagem estratégica que no caso do Fundo Social Europeu FSE se consubstancia por exemplo numa concentração temática do investimento promoção do emprego educação inclusão social e capacitação institucional Existência de condicionalidades As ex ante que garantem que os EM possuem antes dos primeiros pagamentos os instrumentos e políticas públicas considerados necessários para uma intervenção eficaz do FSE e as ex post que depois de uma análise da performance obtida ou o progresso realizado dos programas nacionais poderão permitir ao EM receber pagamentos adicionais ou inversamente ver os financiamentos suspensos ou mesmo reduzidos Simplificação da gestão e do controlo financeiro dos Programas Operacionais com vista à redução do erro e à obtenção de informação com mais qualidade Várias modalidades alternativas de custos simplificados alargando as hipóteses já em vigor no atual período de programação Introdução de novos instrumentos como o Joint Action Plan JAP que permite que os vários fundos da União ex FEDER e FSE possam apoiar em parceria e de forma complementar uma mesma operação de forma a cumprir objetivos comuns E como vai ser possível aos EM confirmar a qualidade dos seus resultados Atualmente existem ao nível da UE cerca de 7 mil

    Original URL path: http://www.igfse.pt/newslettercontent.asp?newsID=3110 (2016-01-01)
    Open archived version from archive

  • Instituto de Gestão do Fundo Social Europeu - FUNDO SOCIAL EUROPEU - NOVAS ALTERAÇÕES AO DESPACHO DE CUSTOS: APOIOS A PROFISSIONAIS DOS SECTORES DA PESCA E AGRICULTURA
    de 35 do Indexante dos Apoios Sociais IAS i b Continuam a ser beneficiárias da atribuição de bolsas de formação não podendo o valor máximo mensal elegível ultrapassar o valor de 50 do IAS i as pessoas em risco de exclusão social ou pessoas portadoras de deficiências e incapacidades c O valor mensal da bolsa de formação a pagar aos formandos é calculado em função do número de horas frequentado pelo formando sendo introduzida para o efeito uma nova fórmula de cálculo e deixa de ser obrigatório para efeitos de atribuição das bolsas que as ações de formação tenham uma duração mínima d As bolsas de formação as bolsas para material de estudo e as bolsas de profissionalização passam a ser cumuláveis com as pensões por invalidez de sobrevivência de viuvez e de orfandade atribuídas pela Segurança Social sem prejuízo do definido na legislação em vigor para a Pensão Social de Invalidez mantendo se os restantes limites a este tipo de apoios e Nos encargos com remunerações dos ativos em formação foi introduzido um ajustamento à fórmula de cálculo em função do número de prestações anuais efetivamente pagas a título de remuneração base mensal e de subsídios de férias e de Natal quando a estes haja lugar na sequência da suspensão do pagamento de subsídios de férias e de Natal ou equivalentes durante a vigência do Programa de Assistência Económica e Financeira PAEF aos trabalhadores em funções públicas e outros f O montante das ajudas de custo a formandos fora do território nacional mantém se para as ações de formação dos níveis de qualificação 1 2 3 e 4 mas reduzem se para os formandos que frequentem ações de formação dos níveis de qualificação 5 e 6 passando a ser agora fixadas de acordo com o valor praticado para os trabalhadores que exercem funções públicas com remunerações base que se situam entre os valores dos níveis remuneratórios 18 e 9 111 81 g O limite do montante com apoios despesas com alimentação e alojamento e alojamento em regime residencial também se rege de acordo com o valor praticado para os trabalhadores que exercem funções públicas com remunerações base que se situam entre os valores dos níveis remuneratórios 18 e 9 h É reduzido o somatório de apoios para bolsas de formação e para outros encargos com formandos que inclui subsídio de refeição despesas de transporte subsídio de transporte e ajudas de custo não pode ultrapassar o valor máximo 70 do IAS i aplicável aos setores da pesca e da agricultura até 2 de agosto de 2012 i Nos setores da pesca e da agricultura pode ser atribuído um apoio mensal a profissionais do setor sem vínculo ou quando este seja interrompido para a realização de formação que não pode ultrapassar 35 do IAS i Com a alteração aos n s 16 e 17 do artigo 12 do despacho normativo n 4 2008 introduzida pelo Despacho normativo n 16 2012 de 2 de agosto com entrada em vigor em 3 de

    Original URL path: http://www.igfse.pt/news.asp?startAt=1&categoryID=304&newsID=3036 (2016-01-01)
    Open archived version from archive

  • Instituto de Gestão do Fundo Social Europeu
    a formação profissional A atividade de formação profissional está isenta de IVA mas as entidades que efetuem prestações de serviços na área da formação profissional podem renunciar à isenção Saiba mais sobre o IVA neste enquadramento aqui Com vista a ajudar os beneficiários a gerir melhor os projetos ações cofinanciados pelo Fundo Social Europeu e simultaneamente a prevenir as inconformidades mais frequentes os interessados podem consultar todas as FAQ num

    Original URL path: http://www.igfse.pt/newslettercontent.asp?newsID=3122 (2016-01-01)
    Open archived version from archive



  •