web-archive-pt.com » PT » N » NRA.PT

Total: 196

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • Núcleo de Radioamadores da Armada
    CR6NRA CR2SBT CR3FCH CR5BL CR5SB CR6ALM CR6BMT CR6CSC CR6LPM CR6OBD CR6PLA CR6SAB CR6SJG CR6STR CR6TMR CR6TVA CR6VLM CR5100AM CR5150NM CR5FG CR6DFZ CR5AVG D Fernando Glória Abertura da Sede 2016 Activação do Farol Cabo Sardão Activação do Farol Cabo Sardão Frequências Frequências NRA Frequências PSK Frequências nos Faróis Frequências Bandas WARC Frequências MF Runde Frequências IOTA Dia Nacional de CW Dia Nacional de CW QRS 2016 Classisificação CW QRS 2015 PN Quick CW CONTEST PN Quick CW Contest 2015 PN Quick CW Contest 2015 IN Naval Radio Party Naval Radio Party 2016 PT Naval Radio Party 2016 IN Concursos Dia da Marinha 2016 Portuguese Navy Day Contest 2016 Resultados 2015 Estações do Núcleo CS5NRA CS5DFG CS5SUB PO Museum Ships Activity Portuguese Museum Ships 2015 Portuguese Museum Ships 2015 IN Serviço de QSL SERVIÇO DE QSL do NRA Aquário Vasco da Gama Activação CR5AVG Farol do Cabo de Sines Activação CR5SN Activation CR5SN Activação Fortaleza de Sagres Fortaleza de Sagres CR6PS Fortress CR6PS Dia do Fuzileiro Dia do Fuzileiro 2014 Torre de Belém Activação CR500TB Activation CR500TB IN Forte da Giribita Activação CR5FG Activation CR5FG IN Diplomas CS5NRA CS5DFG CS8DFG GABRIEL PRIOR GABRIEL PRIOR IN CQ5MGP INC 2009 Certificados QSL s Cards NRA CS8DFG CR6NRA CR5NRA CR5FE CR5FC CS5NRA CR2NRA CR5100VZ CR5100AM Membros Museu de Marinha CR5150NM Núcleos congéneres Artigos Textos Maritime Radio Day Faróis Activações Ativação do Farol de Cacilhas Link s QSL Manager Contacto Vitrine do NRA A maior das regalias que o sócio obtém do Núcleo de Radioamadores da Armada é a honra de fazer parte dele NÚCLEO DE RADIOAMADORES DA ARMADA PLANO DE ACTIVIDADES 2016 EVENTO Envolvimento Data MF Activity Weekend Participação 6 7FEV NRA Almoço de Ano Novo Organização 27 Fev NRA Assembleia Geral Organização 27 Fev Dia Nacional CW QRS NRA REP 26 Mar Maritime Radio

    Original URL path: http://nra.pt/ (2016-04-16)
    Open archived version from archive


  • Quem Somos - Núcleo de Radioamadores da Armada
    Portuguese Museum Ships 2015 Portuguese Museum Ships 2015 IN Serviço de QSL SERVIÇO DE QSL do NRA Aquário Vasco da Gama Activação CR5AVG Farol do Cabo de Sines Activação CR5SN Activation CR5SN Activação Fortaleza de Sagres Fortaleza de Sagres CR6PS Fortress CR6PS Dia do Fuzileiro Dia do Fuzileiro 2014 Torre de Belém Activação CR500TB Activation CR500TB IN Forte da Giribita Activação CR5FG Activation CR5FG IN Diplomas CS5NRA CS5DFG CS8DFG GABRIEL PRIOR GABRIEL PRIOR IN CQ5MGP INC 2009 Certificados QSL s Cards NRA CS8DFG CR6NRA CR5NRA CR5FE CR5FC CS5NRA CR2NRA CR5100VZ CR5100AM Membros Museu de Marinha CR5150NM Núcleos congéneres Artigos Textos Maritime Radio Day Faróis Activações Ativação do Farol de Cacilhas Link s QSL Manager Contacto Vitrine do NRA Quem Somos Corpos Sociais Reg Interno Estatutos O Nosso Patrono Quem Somos O Núcleo Bem vindo ao Website do NRA Núcleo de Radioamadores da Armada O Núcleo de Radioamadores da Armada NRA é uma mais recentes associações de radioamadores se não mesmo a mais recente criada em Portugal Foi fundado a 27 de Julho de 2002 por dois rádioamadores no activo António Gamito CT1CZT e António Pereira CT1EGH O Núcleo encontra as suas raízes no primeiro quarto do século XX quando uma parte considerável dos progressos no âmbito das radiocomunicações quer oficiais quer no campo do radioamadorismo ocorreram um pouco por todo o mundo Em Portugal especialmente na Marinha Portuguesa sob a orientação de alguns dos nomes mais honoráveis dos técnicos de rádio como Gabriel Prior Ramos Pereira e Nunes Ribeiro entre muitos outros o rádioamadorismo conheceu um grande salto no desenvolvimento das comunicações de onda curta Muitos são os radioamadores que têm passado pelas fileiras da Marinha Portuguesa mas de facto por qualquer razão nunca um Clube de Radioamadores com passado naval fora criado Apercebendo se deste facto após longas e pormenorizadas leituras sobre a história das radiocomunicações na Armada Nacional demo nos conta de que os nossos antepassados colegas deixaram tal obra feita que nos orgulha como radioamadores deste tempo do seu trabalho sobre o desenvolvimento quer no âmbito das comunicações navais quer no âmbito das comunicações amadoras Esta análise dos factos passados encorajou nos a criar o Núcleo o qual viria a ser o primeiro nas Forças Armadas Portuguesas depois de aqueles que viriam a ser seus fundadores se terem desde os primeiros dias deste século dedicado de corpo e alma á pesquisa sobre o radioamadorismo na Marinha bem como sobre colegas no activo retirados da vida activa e outros que já se não encontram entre nós Do resultado dessa pesquisa resultou o levantamento sobre os radioamadores antigos e actuais nas fileiras da Marinha de onde em homenagem a todos eles a decisão de avançar com a criação do Núcleo foi finalmente tomada Longo foi o período desde o nascimento desta vontade até á sua oficialização De facto passo a passo fomos progredindo até que em 10 de Março de 2005 foi finalmente lavrada escritura pública cujos estatutos foram publicados no Diário da República III em 30 de Maio

    Original URL path: http://nra.pt/quem-somos.html (2016-04-16)
    Open archived version from archive

  • Corpos Sociais - Núcleo de Radioamadores da Armada
    PN076 CT1GZB PN077 CR7AHW PN078 CR7000 PN079 CR7AJL PN080 CT7ABF PN081 CT1DBS PN082 CS5NRA PN100 OE6NFK PN101 OH1KW PN102 ON4AGV PN103 DL0MF PN110 CQ7GIL PN120 OE6XMF PN130 IQ9MQ PN140 CS5DFG PN150 ON4BRN PN160 OH1AJ PN170 CS5SUB PN200 Logs Online CS5NRA CS5DFG CR5SN CS8DFG CR5FC CR500TB CR5FE CQ5MGP CR5100VZ CR2NRA CR5NRA CR6NRA CR2SBT CR3FCH CR5BL CR5SB CR6ALM CR6BMT CR6CSC CR6LPM CR6OBD CR6PLA CR6SAB CR6SJG CR6STR CR6TMR CR6TVA CR6VLM CR5100AM CR5150NM CR5FG CR6DFZ CR5AVG D Fernando Glória Abertura da Sede 2016 Activação do Farol Cabo Sardão Activação do Farol Cabo Sardão Frequências Frequências NRA Frequências PSK Frequências nos Faróis Frequências Bandas WARC Frequências MF Runde Frequências IOTA Dia Nacional de CW Dia Nacional de CW QRS 2016 Classisificação CW QRS 2015 PN Quick CW CONTEST PN Quick CW Contest 2015 PN Quick CW Contest 2015 IN Naval Radio Party Naval Radio Party 2016 PT Naval Radio Party 2016 IN Concursos Dia da Marinha 2016 Portuguese Navy Day Contest 2016 Resultados 2015 Estações do Núcleo CS5NRA CS5DFG CS5SUB PO Museum Ships Activity Portuguese Museum Ships 2015 Portuguese Museum Ships 2015 IN Serviço de QSL SERVIÇO DE QSL do NRA Aquário Vasco da Gama Activação CR5AVG Farol do Cabo de Sines Activação CR5SN Activation CR5SN Activação Fortaleza de Sagres Fortaleza de Sagres CR6PS Fortress CR6PS Dia do Fuzileiro Dia do Fuzileiro 2014 Torre de Belém Activação CR500TB Activation CR500TB IN Forte da Giribita Activação CR5FG Activation CR5FG IN Diplomas CS5NRA CS5DFG CS8DFG GABRIEL PRIOR GABRIEL PRIOR IN CQ5MGP INC 2009 Certificados QSL s Cards NRA CS8DFG CR6NRA CR5NRA CR5FE CR5FC CS5NRA CR2NRA CR5100VZ CR5100AM Membros Museu de Marinha CR5150NM Núcleos congéneres Artigos Textos Maritime Radio Day Faróis Activações Ativação do Farol de Cacilhas Link s QSL Manager Contacto Vitrine do NRA Quem Somos Corpos Sociais Reg Interno Estatutos O Nosso Patrono Corpos Sociais O

    Original URL path: http://nra.pt/corpos-sociais.html (2016-04-16)
    Open archived version from archive

  • Reg. Interno - Núcleo de Radioamadores da Armada
    iniciado e Indicação da categoria de sócio f A data de emissão g A assinatura do Presidente da Direcção ARTº 11º DIREITOS DOS SÓCIOS 1 São direitos dos sócios independentemente da respectiva categoria a Utilizar nos termos regulamentares os serviços e a estação do NRA b Receber um cartão que o identifique como sócio do NRA c Receber um exemplar dos estatutos e do presente Regulamento Interno e eleitoral 2 Participar nas Assembleias do NRA 3 Apenas os sócios Fundadores Co Fundadores e Efectivos podem eleger e ser eleitos sendo lhes permitida a reeleição 4 São direitos dos sócios consoante a respectiva categoria a Sócios Honorários direito de participação em todas as actividades do NRA e demais direitos inerentes aos sócios do NRA com excepção do direito de veto e do direito a eleger e ser eleito b Sócios Fundadores todos os direitos incluindo o direito de veto sobre decisões tomadas em assembleia de sócios desde que nela participem Para que o poder de veto seja efectivo todos os membros fundadores terão que votar no mesmo sentido c Sócios Co Fundadores todos os direitos excepto o direito de veto d Sócios Efectivos todos os direitos excepto o direito de veto e Sócios Correspondentes todos os direitos incluindo o direito de participação em todas as actividades do NRA desde que o façam a título não independente e sempre em representação do NRA excepto o direito de voto decisão e de veto e ainda do direito a eleger e ser eleito f Sócios Iniciados todos os direitos excepto o direito de voto decisão de veto e do direito a eleger e ser eleito g Sócios Convidados todos os direitos incluindo o direito de participação em todas as actividades do NRA desde que o façam a título não independente e sempre em representação do NRA excepto o direito de voto decisão e de veto e ainda do direito a eleger e ser eleito ARTº 12º DEVERES DOS SÓCIOS 1 São deveres dos sócios independentemente da respectiva categoria a Participar com a assiduidade possível nas actividades do NRA ou quando solicitado b Acatar as resoluções da Direcção no âmbito da sua competência c Comunicar ao NRA qualquer mudança de contacto ou de residência d Exercer nos Corpos Sociais os cargos para que forem eleitos 2 Sócios geograficamente afastados do Núcleo Os sócios geograficamente afastados do Núcleo deverão apesar da distância dar a sua participação em actividades cujo envolvimento a distância não seja factor impeditivo i e participação nas radiocomunicações do NRA Concursos e outros modos de participação nas circunstâncias adequados Considera se sócio geograficamente afastado do Núcleo todo aquele cuja residência diste a mais de 50 Km da Sede do NRA Artº 13º PENALIZAÇÕES 1 As penalidades que podem ser impostas aos sócios de qualquer categoria são as seguintes a Admoestação b Suspensão c Exclusão d Expulsão 2 Pena de Admoestação 2 1 Incorrem na pena de admoestação os sócios que a O sócios que fomentem comprovadamente a discórdia sem fundamento no seu uso das radiocomunicações no âmbito ou relacionado com o NRA b O sócios que abusem da confiança que neles foi depositada pelo Núcleo e ou outros sócios c Os sócios que pela sua actuação fomentem uma imagem negativa do Núcleo quer ao nível interno que ao nível externo 2 2 A aplicação da pena de admoestação é da competência da Assembleia Geral 3 Pena de Suspensão 3 1 Incorrem na pena de suspensão de direitos os sócios que a Os sócios que sofram penas de admoestação duas vezes pelo mesmo motivo em menos de um ano ou três vezes por motivos diferentes b Os sócios deliberadamente conflituosos c Os sócios que por indigna actividade radioamadorística no âmbito do Núcleo infrinjam a lei nacional ou internacional d Os sócios que forem responsáveis por danos ou prejuízos morais ou materiais perante o Núcleo e os não reparem no prazo que a Direcção indicar e Os sócios que não cumprirem com as deliberações que a Direcção lhes indicar desde que estejam fundamentadas nos estatutos e ou no regulamento interno f Os sócios que por qualquer motivo desacreditem ou actuem contra os interesses e objectivos do NRA traçados pela Direcção eleita e aprovados em reunião de Direcção 3 2 A pena de suspensão nunca será inferior a seis meses 3 3 A aplicação da pena de Suspensão é da competência Assembleia Geral 4 Pena de Exclusão 4 1 Incorrem na pena de exclusão de direitos os sócios que a Os sócios que tenham prestado intencionalmente informações incorrectas nas suas propostas de admissão ou prestarem falsas declarações de qualquer natureza que afectem o prestígio do Núcleo b Os sócios que tenham cometido infracção grave aos estatutos reconhecida pela Assembleia Geral 4 2 A aplicação da pena de Exclusão é da competência da Assembleia Geral 5 Pena de Expulsão A expulsão só poderá ser imposta pela Assembleia Geral sob proposta da Direcção ou de um mínimo de três associados em apreciação do processo no qual conste a defesa do sócio face à acusação que lhe haja sido feita A deliberação de expulsão deverá obter o voto favorável de pelo menos dois terços dos votantes presentes na Assembleia 6 Consequências das Penalizações Os sócios excluídos dos seus direitos ou expulsos da Associação perdem o direito ao património do Núcleo e ás doações efectuadas ao Núcleo bem como a quaisquer bens ou mais valias por serviços efectuados em favor do Núcleo 7 Direito de Recurso dos Sócios penalizados a Todos os associados tem direito a recorrer para a Assembleia Geral de qualquer das penalidades que lhes tenham sido impostas sendo as custas de convocação inerentes ao associado que a provoque 8 Readmissão 1 Os sócios expulsos poderão ser readmitidos por proposta da Direcção desde que a Assembleia Geral especialmente convocada para o efeito e em cuja Ordem de trabalhos conste expressamente a discussão sobre readmissão do sócio 2 A votação terá de ser por escrutínio secreto e directo com maioria pelo menos de dois terços dos sócios presentes CAPÍTULO III ELEIÇÕES Artº 14º 1 Sempre que ocorra motivo conducente á realização de eleições no Núcleo de Radioamadores da Armada o processo eleitoral daí decorrente obedecerá ás normas estabelecidas no Regulamento Eleitoral do Núcleo o qual consta no Anexo II a este regulamento interno 2 Os sócios Honorários não podem eleger nem ser eleitos para os Órgãos Sociais nem terão voz nas Assembleias Gerais do Núcleo se não somarem á sua categoria outra que lhes permita exercer esse direito 3 Os sócios Correspondentes Convidados e Iniciados não podem eleger nem ser eleitos para os Órgãos Sociais nem terão voz nas Assembleias Gerais do Núcleo a não ser através de propostas entregues à Mesa da Assembleia Geral que as porá à discussão CAPÍTULO IV ÓRGÃOS SOCIAIS Artº 15º SSEMBLEIA GERAL A Mesa da Assembleia Geral tem a composição definida nos Estatutos do NRA 1 O Presidente da Mesa da Assembleia Geral para além do seu voto tem direito a voto de desempate 2 As deliberações da Mesa da Assembleia Geral só poderão ser tomadas com a maioria dos votos possíveis saídos do total dos elementos da Mesa 3 A Assembleia Geral reunirá pelo menos uma vez por ano em sessão ordinária sempre que o seu Presidente a convoque e ainda quando a O Presidente ou o Vice Presidente da Direcção ou qualquer sócio Fundador entendam requerer ao Presidente da Assembleia Geral a realização de uma Assembleia Geral extraordinária b Os restantes associados desde que em número igual ou superior a cinco requeiram ao Presidente da Direcção a realização de uma Assembleia Geral extraordinária 4 A convocatória é da responsabilidade do Presidente da Mesa da Assembleia e será efectuada por correio electrónico telefone via rádio ou correio de superfície 5 O 1º Secretário da Mesa da Assembleia Geral substitui o Presidente da Mesa sempre que este esteja impossibilitado ou na sua ausência 6 No caso de o Presidente da Mesa da Assembleia estar ausente ou impossibilitado o 1º Secretário tem direito a voto de desempate Artº 16º DIRECÇÃO A Direcção tem a composição estabelecida nos estatutos do NRA 1 A política de gestão do Núcleo é definida pelo seu Presidente em concordância com os restantes membros da Direcção tendo sempre como horizonte a realização dos fins e objectivos do Núcleo 2 As deliberações da Direcção são tomadas por maioria dos seus membros tendo o Presidente para além do seu voto direito a voto de desempate caso algum membro se encontre ausente 3 Ao Presidente da Direcção entre outras acções compete a Deliberar em tudo o que não colida com o estipulado nos estatutos e regulamento interno do NRA b Delegar tarefas em outros membros da sua Direcção sempre que tal seja oportuno ou por impossibilidade de outrem 4 O Presidente da Direcção após tomada de posse reúne a sua Direcção no prazo máximo de 8 dias a Dessa reunião sairá a definição orgânica de funcionamento interno para a vigência do seu mandato b A distribuição de pelouros cumulativos com as funções que cada elemento directivo ocupa por efeito da sua eleição c Estabelecimento das orientações a seguir pela Direcção do Núcleo 5 No início de cada ano a Direcção apresenta na Assembleia Geral ordinária a O orçamento para o ando em curso b O plano de actividades anual para o ano em curso c A preparação e definição da data do Concurso Anual Dia da Marinha bem como o planeamento global inerente ao Concurso incluído data e local de entrega de prémios e diplomas d Relatório de Actividades relativo ao ano anterior e Relatório de Contas para apreciação votação e aprovação pelo Conselho Fiscal 6 A Direcção reúne sempre que o entenda necessário e pelo menos uma vez por mês na Sede do NRA ou em lugar a definir pelo seu Presidente 7 Ao Vice Presidente da Direcção compete a Além de outras funções de que possa estar investido substituir o Presidente sempre que este esteja ausente ou impossibilitado de comparecer ou decidir b Apoiar o Presidente nas suas funções c Toda a responsabilidade inerente a matéria de divulgação do NRA bem como o zelo pela sua continuidade d Coadjuvar o Presidente na procura de soluções para os principais desafios do NRA e Elaborar propostas de Regulamentos Internos ou outras formas de regulamentação que visem a melhoria da gestão do NRA e ainda outros procedimentos relativos às suas áreas específicas de actuação 8 A Direcção responde solidariamente perante a Assembleia Geral e perante qualquer pessoa singular ou colectiva independentemente da sua natureza e é o garante perante os associados do património do Núcleo de Radioamadores da Armada Artº 17º CONSELHO FISCAL 1 O Conselho fiscal reunirá pelo menos uma vez de quatro em quatro meses devendo emitir parecer escrito sobre a situação económica do Núcleo e sempre que seja convocado pelo seu Presidente 2 O Conselho Fiscal solicita ao Tesoureiro da Direcção os elementos que entender necessários para verificação e parecer sobre a situação económica do NRA 3 As deliberações do Conselho Fiscal só poderão ser tomadas com a presença da maioria dos seus titulares tendo o Presidente para além do seu voto direito a voto de desempate CAPÍTULO V RELAÇÕES EXTERNAS Artº 18º 1 O porta voz do NRA é o Presidente da sua Direcção 2 O Presidente da Direcção pode delegar ou nomear como porta voz qualquer associado que no seu entender lhe ofereça a confiança necessária para o efeito 3 Todos os contactos com entidades externas ao NRA ou organizações de radioamadores são da responsabilidade do Presidente ainda que efectuadas por outros membros da sua Direcção 4 Quaisquer contactos com entidades do âmbito interno da Marinha ou outras fora dela associações de radioamadores nacionais ou não quando não efectuadas pelo Presidente da Direcção terão obrigatoriamente de ter o seu aval e serão feitos em seu nome 5 O rosto visível do Núcleo perante entidades a contactar interna ou externamente bem como ainda quaisquer outros contactos com organizações radioamadorísticas nacionais ou extra nacionais é o Presidente da Direcção ainda que efectuadas por terceira pessoa CAPÍTULO VI CONCURSOS Artº19º 1 A escolha das condições consideradas adequadas para a realização do Concurso ou Concursos em que o NRA esteja ou venha a estar envolvido são da responsabilidade do Presidente e do Vice Presidente da Direcção 2 Toda a organização técnica e logística relacionada com a condução do s Concurso s é da responsabilidade do Presidente e do Vice Presidente da Direcção CAPÍTULO VII SERVIÇO DE QSL e DIPLOMAS Artº 20º 1 A emissão de Diplomas e cartões de QSL deverá ser feita tão rápida quanto possível de forma a não ultrapassar 60 dias após o evento ou QSO que lhe der origem 2 Compete ao Vice Presidente da Direcção por via da orgânica de funcionamento interno proporcionar as condições e observar o cumprimento do estabelecido no nº anterior 3 Com vista ao melhoramento do serviço de QSL do NRA pode o Presidente da Direcção com a concordância da maioria dos membros da sua Direcção estabelecer acordo ou protocolo com qualquer outra organização de radioamadores nacional ou não com vista á recepção e envio de cartões QSL do Núcleo e seus associados CAPÍTULO VIII INTERNET 1 O Núcleo de Radioamadores da Armada NRA dispõe de um domínio Web registado nra pt com vista a servir o Núcleo e seus associados em todos os assuntos relacionados com o radioamadorismo A política aplicável á gestão da página Web será aquela que estiver de acordo com a política da Direcção não podendo em caso algum os associados ver amputados os seus privilégios enquanto utilizadores 2 Cada associado tem direito a titular uma conta de correio do tipo indicativo nra pt com quota a definir pela Direcção Para o efeito deve requerer a sua atribuição através de e mail dirigido ao Presidente da Direcção 3 Sempre que um associado tenha necessidade de aumentar a sua quota de espaço no servidor de correio deverá requerê lo ao Presidente da Direcção que analisará caso a caso estes pedidos e considerá los á conforme a disponibilidade existente no servidor 4 Ao associado pode ser concedido um subdomínio do tipo indicativo nra pt cuja quota de espaço dependerá da disponibilidade existente no servidor Para o efeito deve o associado requerer a sua atribuição através de e mail dirigido ao Presidente da Direcção que analisará caso a caso a atribuição do subdomínio pedido 5 Sempre que existam vantagens para o NRA pode o Presidente da Direcção autorizar a inclusão de publicidade na página do Núcleo 6 Todas as decisões e ou medidas constantes nos números anteriores serão obrigatoriamente registadas e arquivadas em arquivo próprio onde conste pelo menos o seguinte a Conta de correio atribuída b Subdomínio atribuído c Quota de espaço concedido d Condições de atribuição prazo e Nome do seu titular f Deverão ser arquivadas neste arquivo todos os pedidos de conta ou de sub domínio g Deverão estar disponíveis na Sede do NRA todas as informações relacionadas com os contratos firmados com a FCCN e com a entidade que aloja a página do Núcleo custos etc excepto usernames e passwords h No caso de sub domínios concedidos o NRA não só não se responsabiliza pelos seus conteúdos como se reserva o direito de os passar ao estado de off line caso se constate que o seu uso visa ou dá cobertura a fins outros que ponham em causa o decoro e o bom nome do NRA Artº 21º DOMÍNIO NRA PT 1 O Núcleo de Radioamadores da Armada é titular do Domínio nra pt registado na Fundação para a Computação Científica Nacional FCCN 2 O NRA enquanto titular do domínio citado acima tem como responsável do Núcleo para o domínio perante a FCCN aquele associado ou não que a Direcção nomear para o efeito 3 O domínio nra pt será mantido por tempo indeterminado sendo renovável por períodos de cinco anos ou diferentes períodos conforme o entendimento da Direcção Artº 22º ALOJAMENTO 1 O NRA tem alojamento numa empresa prestadora deste tipo de serviços ISP podendo sempre que o serviço prestado o justifique mudar de servidor Esta decisão é da competência do Presidente da Direcção que a pode delegar 2 O alojamento do domínio é válido por um ano podendo ser renovado sob condições mais favoráveis sempre que a Direcção o entenda Artº 23º RESPONSABILIDADES E ORIENTAÇÕES 1 O responsável pela actualização de conteúdos e manutenção técnica da página é o Webmaster o qual será nomeado substituído ou demitido pelo Presidente da Direcção sempre que as circunstâncias o aconselhem 2 As matérias e conteúdos a inserir na página do NRA podem ser todas as que sendo relacionadas com a actividade radioamadorística não atentem contra a ética e os bons costumes 3 Os artigos são da responsabilidade de quem os escrever 4 Todas as matérias e conteúdos a inserir na página serão previamente autorizadas pelo Presidente da Direcção ou por outrem em quem delegue essa função devendo o critério de escolha obedecer ás orientações da Direcção CAPÍTULO IX DISPOSIÇÕES FINAIS Artigo 24º PATRIMÓNIO Constituem património do NRA todas as receitas e bens materiais provenientes de doações ou patrocínios bem como quaisquer outros bens adquiridos gratuita ou onerosamente pelo NRA 1 Em caso de dissolução do NRA o património que o NRA possua nesse momento salvaguardadas quaisquer dívidas empréstimos de material ou equipamento pertencente a outrem e se encontre sob tutela do Núcleo será objecto de uma deliberação da assembleia geral ou na sua impossibilidade de uma deliberação tomada em reunião da Direcção em funções 2 Os bens móveis pertencentes a outrem serão entregues ao próprio ou a quem o represente Artigo 25º ALTERAÇÃO AO PRESENTE REGULAMENTO INTERNO O presente Regulamento Interno do NRA pode ser alterado desde que na Convocatória da Assembleia Geral a ordem de trabalhos contemple a proposta alteração e esta obtenha uma votação de 2 3 dos presentes e representados com direito a voto Em todas as votações é aplicável o Artº 15 do presente regulamento em conjunto com o Regulamento Eleitoral Aprovado em Assembleia Geral de

    Original URL path: http://nra.pt/reg.-interno.html (2016-04-16)
    Open archived version from archive

  • Estatutos - Núcleo de Radioamadores da Armada
    processo de admissão efectua se mediante o preenchimento e entrega de uma proposta de inscrição e obedece ao estabelecido no regulamento interno Artigo 6 Categorias de Associados Os Associados dividem se pelas seguintes categorias 1 Efectivos podendo estes ser a Fundadores sendo estes os que comparecerem na escritura de constituição b Co fundadores sendo estes todos os que tenham pertencido ao núcleo que organizou a criação da associação c Efectivos todos os restantes associados que servem ou serviram a Armada 2 Honorários 3 Iniciados 4 Correspondentes 5 Convidados Artigo 7 Direitos do Associado 1 São direitos do Associado referidos no n 1 do art anterior a votar em assembleias gerais b ser eleito para os órgãos associativos c participar nas actividades da associação 2 São direitos dos restantes Associados referidos no art anterior participar nas actividades da associação e estar presentes em assembleias gerais sem direito de voto Artigo 8 Deveres do Associado São deveres de todos os Associados participar nas actividades da associação e zelar a sua boa imagem e bom nome Artigo 9 Exclusão de Associado Perde se o direito de Associado 1 A pedido do próprio por escrito 2 Por infracção aos estatutos ou regulamento interno reconhecida pela Assembleia Geral Capítulo III Organização e funcionamento Artigo 10 Órgãos Sociais São órgãos sociais 1 Assembleia Geral 2 Direcção 3 Conselho Fiscal Artigo 11 Disposições Comuns 1 Nenhum cargo nos órgãos sociais será remunerado mas poder se á justificar as despesas decorrentes do seu exercício 2 A eleição para os órgãos sociais será sempre feita em Assembleia Geral podendo os associados ser reeleitos 3 O prazo de duração de mandatos é de dois anos 4 Serão convocadas eleições parciais antecipadas quando cada orgão social ficar reduzido a metade dos seus membros 5 O presidente de qualquer órgão será substituído na sua ausência pelo eleito hierarquicamente a seguir 6 De todas as reuniões dos órgãos sociais serão lavradas actas que serão exaradas em livros próprios 7 As candidaturas a cada um dos órgãos sociais serão feitas por lista a apresentar até vinte dias antes das eleições 8 Nas listas constarão os nomes dos associados candidatos aos respectivos órgãos Artigo 12 Assembleia Geral 1 A Assembleia Geral é o órgão soberano do NRA 2 É constituída por todos os Associados no pleno gozo dos seus direitos 3 A mesa da Assembleia Geral é constituída por um Presidente 1 e 2 Secretários 4 A reunião ordinária da Assembleia Geral terá lugar no primeiro trimestre de cada ano Nesta reunião Serão eleitos se for caso disso os órgãos sociais do NRA Será apreciado e votado o relatório e contas da Direcção depois de ouvir o parecer do Conselho Fiscal Serão tratados os assuntos constantes da ordem de trabalhos 5 A Assembleia Geral reunirá extraordinariamente quando a Direcção o Conselho Fiscal ou um terço dos seus membros solicitem a sua convocação 6 A Assembleia Geral Ordinária será convocada pelo seu presidente a pedido da Direcção com pelo menos vinte dias de antecedência por meio

    Original URL path: http://nra.pt/estatutos.html (2016-04-16)
    Open archived version from archive

  • O Nosso Patrono - Núcleo de Radioamadores da Armada
    e 1932 a bordo do cruzador Adamastor Nessa comissão começou a revelar um grande interesse pelas radiocomunicações tendo sido louvado pela sua acção técnica na direcção da instalação eléctrica e dos equipamentos rádio do navio Foi colocado na Direcção do Serviço de Electricidade e Comunicações em Outubro de 1932 Ali viria a passar cerca de 21 anos apenas interrompidos por duas comissões de embarque como Imediato dos contratorpedeiros Lima e Douro entre 1935 e 1936 Durante esse longo período desenvolveu um significativo trabalho no desenvolvimento das comunicações rádio dirigindo a construção e experimentação de novos equipamentos actividade em que se valeu da sua experiência de radioamador e organizando cursos para oficiais sargentos artífices e praças Entre as várias publicações técnicas que elaborou destaca se um compêndio de radioelectricidade editado em 1952 que serviu de base de apoio a vários cursos Foi também responsável pela reorganização e modernização em equipamento e instalações da rede de estações radionavais da Marinha Passando sucessivamente pelos cargos de Secretário Subdirector e Director deixaria a Direcção do Serviço de Electricidade e Comunicações em Fevereiro de 1954 já como Capitão de Fragata para exercer o comando do aviso de 2 classe João de Lisboa enviado em missão de soberania à Índia portuguesa por ocasião das graves perturbações ali ocorridas naquele ano Regressado à Metrópole em 1956 ano em que foi promovido a Capitão de Mar e Guerra passou pelo Estado Maior Naval antes de ser enviado a frequentar o Naval Command Course no United States Naval College Em Junho de 1958 foi nomeado Subdirector do Instituto Superior Naval de Guerra ascendendo a Director já no posto de Comodoro no início de 1960 Empreende então profundas alterações na organização e nos curricula daquele Instituto tendo sido responsável pela sua mudança para as instalações definitivas na Rua da Junqueira Promovido a Contra Almirante em Julho de 1960 viria a pedir a sua demissão na sequência de um discurso do Ministro da Marinha aquando da abertura solene do ano lectivo 1961 62 que considerou atentatório do seu brio profissional Passa à Reserva em Abril de 1966 tendo ainda exercido as funções de Director do Museu da Marinha entre 1968 e 1971 Em Outubro de 1969 chega a ter alguns assomos de actividade política candidatando se a deputado por Viana do Castelo na lista da Oposição Democrática Nos últimos anos da sua vida desenvolveu uma intensa actividade intelectual quer na vertente técnico científica quer principalmente na vertente cultural Foi um dos dez fundadores do Centro de Estudos de História Marítima mais tarde designado por Centro de Estudos de Marinha que daria em 1978 origem à Academia de Marinha Entre os vários trabalhos que publicou maioritariamente de cariz técnico avulta no campo da História um estudo sobre a vida de Gago Coutinho que publica em 1973 Também se debruçou sobre a figura de Fontoura da Costa sendo ainda de mencionar o seu interesse pelo património arquitectónico da Marinha Faleceu em Lisboa no Hospital da Marinha na sequência de um carcinoma estomacal no

    Original URL path: http://nra.pt/-o-nosso-patrono--.html (2016-04-16)
    Open archived version from archive

  • CT1CZT - PN001 - Núcleo de Radioamadores da Armada
    CR3FCH CR5BL CR5SB CR6ALM CR6BMT CR6CSC CR6LPM CR6OBD CR6PLA CR6SAB CR6SJG CR6STR CR6TMR CR6TVA CR6VLM CR5100AM CR5150NM CR5FG CR6DFZ CR5AVG D Fernando Glória Abertura da Sede 2016 Activação do Farol Cabo Sardão Activação do Farol Cabo Sardão Frequências Frequências NRA Frequências PSK Frequências nos Faróis Frequências Bandas WARC Frequências MF Runde Frequências IOTA Dia Nacional de CW Dia Nacional de CW QRS 2016 Classisificação CW QRS 2015 PN Quick CW CONTEST PN Quick CW Contest 2015 PN Quick CW Contest 2015 IN Naval Radio Party Naval Radio Party 2016 PT Naval Radio Party 2016 IN Concursos Dia da Marinha 2016 Portuguese Navy Day Contest 2016 Resultados 2015 Estações do Núcleo CS5NRA CS5DFG CS5SUB PO Museum Ships Activity Portuguese Museum Ships 2015 Portuguese Museum Ships 2015 IN Serviço de QSL SERVIÇO DE QSL do NRA Aquário Vasco da Gama Activação CR5AVG Farol do Cabo de Sines Activação CR5SN Activation CR5SN Activação Fortaleza de Sagres Fortaleza de Sagres CR6PS Fortress CR6PS Dia do Fuzileiro Dia do Fuzileiro 2014 Torre de Belém Activação CR500TB Activation CR500TB IN Forte da Giribita Activação CR5FG Activation CR5FG IN Diplomas CS5NRA CS5DFG CS8DFG GABRIEL PRIOR GABRIEL PRIOR IN CQ5MGP INC 2009 Certificados QSL s Cards NRA CS8DFG CR6NRA CR5NRA CR5FE CR5FC CS5NRA CR2NRA CR5100VZ CR5100AM Membros Museu de Marinha CR5150NM Núcleos congéneres Artigos Textos Maritime Radio Day Faróis Activações Ativação do Farol de Cacilhas Link s QSL Manager Contacto Vitrine do NRA CT1CZT PN001 CT1EGH PN002 CT1CLO PN003 CT2ENW PN004 CT1FOG PN005 CT1FOA PN006 CT1FKX PN007 CT1BXT PN008 CT2GPU PN009 CT1EKY PN010 CT1FAN PN011 CT1FHZ PN012 CT1ACY PN013 CT1BYQ PN014 CT4CD SK PN015 CT1DYC SK PN016 CT1ELX PN017 CT1FGX PN018 CT1EWL PN019 CT4GN PN020 CT1GXC PN021 CT1FKA PN022 CU3DI PN023 CT1AKJ PN024 CT2HAD PN025 Nelson PN026 CT1FYY PN027 CT2IAS PN 028 CT1CRO PN029 CT1FLH PN030 CT1APP PN031

    Original URL path: http://nra.pt/ct1czt---pn001.html (2016-04-16)
    Open archived version from archive

  • CT1EGH - PN002 - Núcleo de Radioamadores da Armada
    CR3FCH CR5BL CR5SB CR6ALM CR6BMT CR6CSC CR6LPM CR6OBD CR6PLA CR6SAB CR6SJG CR6STR CR6TMR CR6TVA CR6VLM CR5100AM CR5150NM CR5FG CR6DFZ CR5AVG D Fernando Glória Abertura da Sede 2016 Activação do Farol Cabo Sardão Activação do Farol Cabo Sardão Frequências Frequências NRA Frequências PSK Frequências nos Faróis Frequências Bandas WARC Frequências MF Runde Frequências IOTA Dia Nacional de CW Dia Nacional de CW QRS 2016 Classisificação CW QRS 2015 PN Quick CW CONTEST PN Quick CW Contest 2015 PN Quick CW Contest 2015 IN Naval Radio Party Naval Radio Party 2016 PT Naval Radio Party 2016 IN Concursos Dia da Marinha 2016 Portuguese Navy Day Contest 2016 Resultados 2015 Estações do Núcleo CS5NRA CS5DFG CS5SUB PO Museum Ships Activity Portuguese Museum Ships 2015 Portuguese Museum Ships 2015 IN Serviço de QSL SERVIÇO DE QSL do NRA Aquário Vasco da Gama Activação CR5AVG Farol do Cabo de Sines Activação CR5SN Activation CR5SN Activação Fortaleza de Sagres Fortaleza de Sagres CR6PS Fortress CR6PS Dia do Fuzileiro Dia do Fuzileiro 2014 Torre de Belém Activação CR500TB Activation CR500TB IN Forte da Giribita Activação CR5FG Activation CR5FG IN Diplomas CS5NRA CS5DFG CS8DFG GABRIEL PRIOR GABRIEL PRIOR IN CQ5MGP INC 2009 Certificados QSL s Cards NRA CS8DFG CR6NRA CR5NRA CR5FE CR5FC CS5NRA CR2NRA CR5100VZ CR5100AM Membros Museu de Marinha CR5150NM Núcleos congéneres Artigos Textos Maritime Radio Day Faróis Activações Ativação do Farol de Cacilhas Link s QSL Manager Contacto Vitrine do NRA CT1CZT PN001 CT1EGH PN002 CT1CLO PN003 CT2ENW PN004 CT1FOG PN005 CT1FOA PN006 CT1FKX PN007 CT1BXT PN008 CT2GPU PN009 CT1EKY PN010 CT1FAN PN011 CT1FHZ PN012 CT1ACY PN013 CT1BYQ PN014 CT4CD SK PN015 CT1DYC SK PN016 CT1ELX PN017 CT1FGX PN018 CT1EWL PN019 CT4GN PN020 CT1GXC PN021 CT1FKA PN022 CU3DI PN023 CT1AKJ PN024 CT2HAD PN025 Nelson PN026 CT1FYY PN027 CT2IAS PN 028 CT1CRO PN029 CT1FLH PN030 CT1APP PN031

    Original URL path: http://nra.pt/ct1egh---pn002.html (2016-04-16)
    Open archived version from archive