web-archive-pt.com » PT » P » PAVCONHECIMENTO.PT

Total: 975

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • Pavilhão do Conhecimento
    o ecrã a uma velocidade regular Se o computador estiver a operar em tempo real vês as ondas individualmente e imediatamente Se estiver a armazenar informação não vês as ondas distintamente mas sim o esboço de cada palavra Se o computador estiver no modo tempo real fixa o pico das ondas e ajusta o movimento lateral do ponto de forma a exibir um padrão estacionário das ondas recebidas a cada 1 40 de segundo Se estiver no modo armazenamento o computador grava o padrão exibindo o numa linha de ondas relativas a 1 segundo A onda sonora mais simples tem o contorno de uma suave onda sinusóide Esta onda é composta por uma única frequência e emite um som muito suave como um assobio baixo ou uma nota de flauta A maioria dos sons musicais tem uma onda mais complicada que se deve à presença de sons harmónicos múltiplos inteiros da frequência básica Por exemplo o Lá da escala musical tem uma frequência básica de 400 vibrações por segundo Se for produzido por uma flauta a onda apresenta se suave e praticamente não se verifica a presença de mais nenhuma frequência Se a nota for tocada por outro instrumento a onda 880Hz 1320Hz 1760Hz etc exibirá também outras frequências tons harmónicos É a proporção destes componentes de maior frequência que afecta a forma da onda e altera a qualidade do som que tu ouves No ecrã poderás ver 11 ondas da nota Lá aquelas que o computador recebe em 1 40 de segundo O computador é usado como um osciloscópio um instrumento electrónico ligado a um ecrã televisivo que pode exibir voltagens de rápida alteração Opera em tempo real quando mostra as formas das ondas e está a armazenar quando mostra as formas das palavras A propósito Geralmente o ruído

    Original URL path: http://www2.pavconhecimento.pt/exposicoes/modulos/index.asp?accao=showmodulo&id_exp_modulo=161&id_exposicao=6 (2016-01-01)
    Open archived version from archive


  • Pavilhão do Conhecimento
    No entanto se a fizeres rolar um pouco para o lado a bola irá falhar o buraco e vai andar às voltas numa órbita tal como um planeta orbita em redor de uma estrela Se houvesse apenas um buraco na mesa a bola iria comportar se como um planeta em órbita à volta duma estrela Iria andar às voltas numa circunferência ou numa elipse Mas como existem duas estrelas a órbita é muito mais complicada poderá ser uma oval em forma de oito ou ter a forma dum W À medida que a bola rola à volta da mesa vai perdendo alguma da sua energia sob a forma de calor e de som Isto faz com que a sua órbita se vá tornando cada vez mais pequena até que cai pelo buraco Os planetas orbitam no espaço onde não existe gravidade portanto não perdem quase nenhuma energia pelo que a sua órbita se mantém durante muito tempo As órbitas à volta de uma estrela são estáveis o que significa que pequenas perturbações como a atracção gravitacional de outros planetas ou o impacto de meteoritos quase não têm efeito algum e o movimento dos planetas a longo prazo pode ser previsível com toda a confiança As órbitas à volta de duas estrelas contudo são instáveis ou caóticas A mais pequena perturbação ao longo de uma órbita pode facilmente provocar uma enorme alteração ao tipo de órbita desde o tipo oval aos tipos em forma de W ou de 8 ou até a um impacto catastrófico com a estrela As órbitas da bola à volta dos dois buracos são bastante imprevisíveis A única coisa que podes ter a certeza é que a bola irá em breve acabar dentro de um dos buracos Coisas que tu mesmo podes experimentar Se tiveres um funil

    Original URL path: http://www2.pavconhecimento.pt/exposicoes/modulos/index.asp?accao=showmodulo&id_exp_modulo=162&id_exposicao=6 (2016-01-01)
    Open archived version from archive

  • Pavilhão do Conhecimento
    Roteiro Científico Club Shop Bookshop Cafetaria Ciência Viva Centers Projects Highlights Na imprensa Versão Portuguesa módulos Pirâmides Vê Faz Aprende 1ª parte Vê e faz Constrói estas duas pirâmides Uma tem uma base rectangular e a outra tem uma base triangular Usa todas as 6 peças em cada pirâmide Ajuda Estes diagramas representam o arranjo das peças na base de cada pirâmide Tenta encontrar a solução partindo deles Se não

    Original URL path: http://www2.pavconhecimento.pt/exposicoes/modulos/index.asp?accao=showmodulo&id_exp_modulo=164&id_exposicao=6 (2016-01-01)
    Open archived version from archive

  • Pavilhão do Conhecimento
    imagem é sempre o mesmo o núcleo de um determinado átomo de carbono num glóbulo branco de uma mão no planeta Terra Na sua grande maioria as imagens são reais recolhidas por instrumentos que vão de microscópios de electrões a enormes telescópios astronómicos As imagens que não são recolhidas por eles são fotografias de maquetas no caso das moléculas átomos e coisas mais pequenas ou fotografias astronómicas plausíveis onde a Terra não está no centro da imagem mas é como se estivesse As estruturas básicas mostradas nas imagens são i os elementos básicos de construção da matéria chamados quarks ii o núcleo de um átomo de carbono 6 protões e 6 neutrões iii o próprio átomo não são mostradas as órbitas dos electrões iv as moléculas grupos de átomos de ADN a matéria que transmite o código genético no núcleo das nossas células v o núcleo de um linfócito glóbulo branco vi o linfócito vii a pele com os respectivos poros viii a mão ix o corpo x o TECHNIQUEST xi o País de Gales xii a Grã Bretanha xiii a Terra xiv o Sistema Solar xv a constelação local xvi a Via Láctea a nossa galáxia xvii o grupo local de galáxias O programa de computador passa de uma imagem para a outra Cada vez que carregas num botão desaparece a imagem que lá estava e aparece uma imagem nova no centro do ecrã A propósito O título Potências de Dez refere se à escala das sucessivas imagens A imagem básica no ecrã apanha uma área de 1 metro Quando te afastas a próxima apanha 10 metros a seguinte 100 a seguinte 1000 e assim sucessivamente O número pequeno ao lado do 10 que te indica qual é o índice de multiplicação chama se potência de 10 Quando te

    Original URL path: http://www2.pavconhecimento.pt/exposicoes/modulos/index.asp?accao=showmodulo&id_exp_modulo=167&id_exposicao=6 (2016-01-01)
    Open archived version from archive

  • Pavilhão do Conhecimento
    dos porquinhos Vê Faz Aprende 1ª parte Vê e faz Os visitantes têm de colocar as cercas de modo a formar pocilgas distintas para cada um dos 4 porcos do recinto O que acontece Cada um dos pedaços da cerca tem num dos lados três aberturas como um pente Estas aberturas encaixam se umas nas outras a abertura mais larga de uma entra na abertura mais estreita da outra A dificuldade é utilizar os pedaços de cerca disponíveis para fazer uma pocilga que encaixe perfeitamente Os seis pedaços de cerca são todos diferentes e permitem uma série de combinações de três aberturas largas e três estreitas Os visitantes vão avançando por tentativa e erro e geralmente concluem que o último pedaço não encaixa Depois disso costumam tirar uma das peças de cima para virar uma das de baixo e voltar a tentar Há 60 combinações possíveis para os três pedaços de baixo portanto uma busca sistemática de soluções é um processo muito demorado Podemos sugerir duas formas de resolver o puzzle a começa por colocar dois dos pedaços de forma a obter aberturas idênticas nos cantos do quadrado b coloca as peças com abertura larga e estreita no meio do

    Original URL path: http://www2.pavconhecimento.pt/exposicoes/modulos/index.asp?accao=showmodulo&id_exp_modulo=168&id_exposicao=6 (2016-01-01)
    Open archived version from archive

  • Pavilhão do Conhecimento
    informações que especificam os teus traços particulares A informação é codificada quimicamente nas compridas moléculas de DNA que estão enroladas em mola nos 23 pares de cromossomas no interior de cada núcleo Cada gene é uma secção da molécula de DNA do cromossoma Um de cada par de cromossomas provém da tua mãe e o outro do teu pai pelo que tu és uma mistura complicada de ambos As tuas próprias células reprodutivas produzirão os teus filhos em que cada uma tem um meio conjunto dos teus cromossomas Gregor Mendel lançou as fundações da genética moderna com as suas experiências sobre a fertilização de ervilheiras em 1850 Embrulhava as ervilheiras em musselina de modo a impedir que os insectos fizessem a polinização para ele as poder auto polinizar e realizar fertilizações cruzadas de acordo com as suas necessidades Conservava as sementes e registava cuidadosamente os números das plantas compridas e curtas ou das plantas que produziam ervilhas verdes ou ervilhas amarelas etc e que eram fertilizadas com base na sua escolha de pais Demonstrou que a hereditariedade de traços simples como a altura da planta etc podia ser explicada assumindo que cada traço era controlado por um par de genes que podiam ser dominantes ou recessivos que a planta recebia do seu pai ou pais A importância do trabalho de Mendel sobre a hereditariedade nas plantas e animais só foi reconhecida em 1900 quando outros cientistas redescobriram as suas leis A natureza química precisa dos genes e como são passados dos pais para os descendentes demorou outro meio século a descobrir A maioria das características do teu corpo são um compromisso seguindo instruções de muitos genes que interagem No entanto algumas destas características são mais simples como o tamanho nas ervilheiras Por exemplo apenas um par de genes determina se

    Original URL path: http://www2.pavconhecimento.pt/exposicoes/modulos/index.asp?accao=showmodulo&id_exp_modulo=169&id_exposicao=6 (2016-01-01)
    Open archived version from archive

  • Pavilhão do Conhecimento
    Viva Centers Projects Highlights Na imprensa Versão Portuguesa módulos Ranhura hiperbólica Vê Faz Aprende 1ª parte Vê e faz Move o varão à volta do poste Não esperavas que ele passasse pela ranhura curva O que acontece As extremidades do varão estão mais afastadas do eixo à medida que o fazes girar Todos as partes intermédias do varão giram em círculos mais pequenos Isto significa que a ranhura tem de

    Original URL path: http://www2.pavconhecimento.pt/exposicoes/modulos/index.asp?accao=showmodulo&id_exp_modulo=170&id_exposicao=6 (2016-01-01)
    Open archived version from archive

  • Pavilhão do Conhecimento
    frente ao ecrã Quando manténs premido o botão vermelho desenhar e tocas no bloco com a caneta são enviados sinais para o computador que o botão desenhar está a ser premido a que altura do bloco está a caneta e a que largura do bloco está a caneta a tocá lo À medida que vais desenhando a informação vai se alterando conforme o percurso da caneta O computador processa esta informação de acordo com um conjunto de instruções o programa que está guardado na sua memória A memória tem um milhão de localizações onde um pedaço de informação eléctrica chamado byte pode ser guardado O programa Desenhar Simetrias ocupa quase todas essas localizações Um megabyte de informação Cada byte é constituído por oito bits sendo um bit uma tensão eléctrica ou nada um 1 ou um 0 Todos os sectores do computador estão ligados por busses barramentos de fios condutores paralelos para que bytes inteiros possam ser enviados como entidades simples dum lugar para outro O processamento tem lugar num microprocessador que trabalha incrivelmente depressa Num tempo inferior a um milionésimo de segundo o microprocessador faz muitas coisas diferentes Recolhe seis novos bytes de informação do bloco de desenho e dos botões faz as alterações matemáticas requeridas pelo programa e reencaminha a informação de saída para o ecrã se estiveres a desenhar ou de volta para a memória se estiveres a seleccionar cores etc do menu O desenho aparece no ecrã como um conjunto de pontos brilhantes Se olhares de perto podes ver que o ecrã está coberto por um conjunto de pontos em grupos de três que brilham em vermelho verde ou azul quando um feixe de electrões de dentro do tubo de imagem cinescópio estiver direccionado para os pontos Se todos os pontos brilharem simultaneamente o ecrã parece

    Original URL path: http://www2.pavconhecimento.pt/exposicoes/modulos/index.asp?accao=showmodulo&id_exp_modulo=171&id_exposicao=6 (2016-01-01)
    Open archived version from archive