web-archive-pt.com » PT » P » PAVCONHECIMENTO.PT

Total: 975

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • Pavilhão do Conhecimento
    para não facilitares a solução do problema à pessoa que vier depois de ti Vamos ver porque a solução integra exactamente 16 elos Se examinares as peças constatarás que dispões de três formas diferentes 1 Meio elo em forma de U 2 Quartos de elo 3 Meios elos em forma de O Os últimos dois meios elos em forma de O podem juntar se para formar um elo completo O meio elo em forma de U pode também juntar se aos dois quartos de elo para formar outro elo completo Reconstitui estes dois elos para te assegurares que não falta nenhuma das cinco peças Temos por conseguinte cinco peças que nos permitem formar dois elos completos No canto da caixa temos três espelhos um espelho de cada lado e outro em baixo Cada espelho permite duplicar todas as peças obtendo se uma peça original e a respectiva imagem reflectida Com as peças disponíveis podemos obter dois elos completos Como um espelho permite duplicar cada peça temos assim mais dois elos conseguindo se o mesmo com os restantes dois espelhos Desta forma temos 2 3 x 2 2 6 8 2 elos originais mais 2 elos reflectidos 3 vezes Resposta 8 elos Mas no início dissemos que a corrente devia ter 16 elos e o cálculo efectuado deu 8 elos Perdemos 8 elos algures Talvez seja melhor voltares ao problema reconstituíres o puzzle e contares cuidadosamente o número de elos que vês Disseste 16 Tens a certeza Então o nosso cálculo está errado Onde está o erro Pensa pensa pensa Heureka Tens razão tens toda a razão Esquecemo nos de contar as imagens dos espelhos reflectidas nos espelhos Algumas peças são reflectidas três vezes a primeira imagem reflectida por um dos espelhos dá origem a uma segunda imagem que por sua

    Original URL path: http://www2.pavconhecimento.pt/exposicoes/modulos/index.asp?accao=showmodulo&id_exp_modulo=124&id_exposicao=5 (2016-01-01)
    Open archived version from archive


  • Pavilhão do Conhecimento
    pequenos ganchos e no outro formam pequenas argolas A ideia deste sistema teve origem na natureza Em 1948 o engenheiro suíço Georges de Mestral estava a passear o cão quando reparou que pequenas sementes se tinham agarrado às suas meias e calças mas também ao pelo do cão De regresso a casa decidiu examinar as sementes ao microscópio e verificou que tinham pequenos ganchos nos espinhos o que lhe deu a ideia de um novo sistema de fecho cuja patente viria a registar em 1955 Estas sementes chamam se bardanas e o seu fruto é revestido de pequenos bicos com que se apega às roupas de quem passa e por isso lhe chamam também pegamassa ou erva dos pegamassos A marca comercial Velcro deriva de duas palavras francesas velour e crochet que significam respectivamente veludo e gancho Se tiveres um microscópio de bolso não deixes de observar a superfície daquele tecido Da próxima vez que saíres para passear no campo não te esqueças do microscópio de bolso se vires uma bardana examina a A bardana normal Xanthium strumarium é uma erva comum os seus frutos capsulares que encerram duas sementes muito venenosas são revestidos de setas em forma de ganchos A maioria dos animais sabe que não deve comê los embora as vacas e os porcos o façam por vezes com consequências frequentemente fatais Os ganchos microscópicos destes ouriços têm uma função biológica muito útil pois permitem à planta assegurar a sua propagação sendo as cápsulas que encerram as sementes transportadas no pelo dos animais Muitas plantas servem se dos animais das formas mais diversas Algumas delas encerram as sementes dentro de invólucros tão duros que resistem aos processos de digestão no estômago dos animais E para que estes transportem as suas sementes até as envolvem em embalagens muito convidativas

    Original URL path: http://www2.pavconhecimento.pt/exposicoes/modulos/index.asp?accao=showmodulo&id_exp_modulo=125&id_exposicao=5 (2016-01-01)
    Open archived version from archive

  • Pavilhão do Conhecimento
    células levando as a adaptar se Quando este movimento é interrompido parece dar se uma inversão da direcção deste O mesmo acontece quando olhamos pela janela dum comboio ou dum carro Quando o comboio pára a paisagem parece deslocar se na direcção oposta Este fenómeno é conhecido por ilusão de cascata nome este que ficou a dever se a uma experiência descrita pelo químico inglês Robert Addams durante um passeio pela Escócia em 1834 Addams observava as Cascatas de Foyers que vão cair no Loch Ness Ao desviar o olhar para a encosta que ladeava a cascata esta pareceu apresentar um fluxo ascendente O Loch Ness é conhecido pelo seu monstro que provavelmente constitui também uma ilusão visual ou óptica Depois de ter fixado determinada parte da cascata durante uns segundos admirando a confluência e intersecção das correntes que formava aquela cortina líquida desviei de repente o olhar para a esquerda para as rochas desgastadas e sombrias que ladeavam aquela queda de água Estranhamente pareceu me ver naquela superfície pedregosa um movimento ascendente e de velocidade aparente semelhante à da água em queda O momento anterior tinha preparado os meus olhos para a observação daquela singular ilusão Já na Grécia

    Original URL path: http://www2.pavconhecimento.pt/exposicoes/modulos/index.asp?accao=showmodulo&id_exp_modulo=126&id_exposicao=5 (2016-01-01)
    Open archived version from archive

  • Pavilhão do Conhecimento
    de formação Roteiro Científico Club Shop Bookshop Cafetaria Ciência Viva Centers Projects Highlights Na imprensa Versão Portuguesa módulos Mobília gigante Vê Faz Aprende 2ª parte O módulo encontra se no átrio de entrada Vê e faz Puxa uma cadeira e senta te O que acontece Este conjunto de mesa e cadeiras estão ampliadas á escala 1 85 1 o que demonstra a sensação de uma criança de 3 anos num

    Original URL path: http://www2.pavconhecimento.pt/exposicoes/modulos/index.asp?accao=showmodulo&id_exp_modulo=128&id_exposicao=5 (2016-01-01)
    Open archived version from archive

  • Pavilhão do Conhecimento
    um pólo magnético oposto Se pressionares os botões a intervalos cronometrados interferes com o campo magnético fazendo girar o ponteiro com a velocidade dum rotor dum motor eléctrico O que acontece Em motores trifásicos o campo magnético é alterado por uma corrente trifásica dispensando o accionar de botões Na corrente alterna a voltagem varia gerando uma onda entre dois valores limite As ondas com a mesma voltagem e frequência passam

    Original URL path: http://www2.pavconhecimento.pt/exposicoes/modulos/index.asp?accao=showmodulo&id_exp_modulo=129&id_exposicao=5 (2016-01-01)
    Open archived version from archive

  • Pavilhão do Conhecimento
    é ainda mais acentuada quando a inclinação da rampa direita é reduzida Numa rampa direita com reduzida inclinação a aceleração da peça de borracha dá se muito lentamente Na rampa curva além de ter de percorrer uma trajectória mais longa a peça de borracha deve ainda subir perdendo por conseguinte velocidade Contudo consegue chegar primeiro Considera um caso extremo a rampa direita não tem qualquer inclinação pelo que a peça de borracha manter se á imóvel Na rampa curva a velocidade da peça de borracha abranda no final da trajectória Se não houvesse nem fricção nem resistência do ar a peça lançada na rampa curva atingiria a altura de partida De facto a fricção e a resistência do ar afectam a energia cinética da peça impedindo a de atingir a altura inicial A peça na rampa direita com inclinação zero necessitaria de um tempo infinito para atingir o ponto de chegada A peça na rampa curva quase que atinge o ponto de chegada mas antes disso começa a descer acabando por parar na parte inferior da rampa Qual é a forma da rampa curva Provavelmente já viste muitas curvas nesta exposição e talvez já conheças o nome de algumas Se observares as curvas na natureza e conheceres os respectivos nomes aprenderás também a reconhecer a sua forma visual e geométrica Por isso mantém te atento Observa a forma da rampa curva e pergunta será a curva descrita por uma corrente suspensa catenária função co seno hiperbólico Não Será uma parábola Não será um segmento de um círculo Não Fará parte de uma elipse Não Será que já vi esta curva Provavelmente Talvez seja a primeira vez que vês conscientemente esta curva que se designa por ciclóide Há mais de duzentos anos grandes matemáticos debruçaram se sobre este problema procurando saber qual a forma da trajectória que permitisse passar de um ponto inicial a um ponto final num intervalo de tempo mínimo graças apenas à acção da força da gravidade A esta trajectória foi dado o nome de braquistócrona do grego brachystos brevíssimo crono tempo Ficou resolvido o problema mas verificou se então que a solução já existia sendo a mesma designada por curva ciclóide Esta famosa curva é quase sempre descrita por tudo que roda Marca um ponto no lado exterior de uma roda de uma bicicleta mas uma roda de carro ou de comboio também serve e fá la rodar sem deslizar numa estrada ou sobre carris direitos e planos O ponto marcado descreve uma ciclóide Desta forma já viste ciclóides mais de um milhão de vezes O problema é que normalmente os pontos nas rodas em movimento não deixam uma imagem permanente Uma forma de fotografar uma ciclóide consiste em fixar um pequeno foco de luz no pneu de uma roda de bicicleta colocar a máquina fotográfica sobre um tripé e esperar pela noite No escuro pede a um amigo para andar na bicicleta e tira a fotografia O foco de luz descreve uma ciclóide a qual será

    Original URL path: http://www2.pavconhecimento.pt/exposicoes/modulos/index.asp?accao=showmodulo&id_exp_modulo=130&id_exposicao=5 (2016-01-01)
    Open archived version from archive

  • Pavilhão do Conhecimento
    e de seis peças vermelhas A tua tarefa consiste em reconstituir dois cubos um com as seis peças vermelhas e outro com as três peças azuis O que é uma pirâmide Uma pirâmide é um sólido que tem como base um polígono qualquer triângulo quadrado ou qualquer outra figura com mais lados e cujas faces laterais são triângulos que possuem um vértice comum cimo cume ponto culminante ou seja o ponto situado acima ou abaixo do plano da base Por exemplo a base das pirâmides do Egipto é quadrada Se a base for redonda a pirâmide designa se por cone se a base for triangular e todas as suas faces forem triângulos equiláteros cujos lados são todos iguais designa se por tetraedro Se o vértice de uma pirâmide se situar exactamente acima do centro da base diz se que a pirâmide é recta caso contrário diz se que é oblíqua A altura da pirâmide é a distância entre o vértice e a base O volume da pirâmide Nesta actividade aprenderás que o volume de uma pirâmide é sempre igual a 1 3 do produto da área da base pela altura calculando se segundo a seguinte fórmula V B x a

    Original URL path: http://www2.pavconhecimento.pt/exposicoes/modulos/index.asp?accao=showmodulo&id_exp_modulo=131&id_exposicao=5 (2016-01-01)
    Open archived version from archive

  • Pavilhão do Conhecimento
    da catenária sem deslizar sendo ainda necessário que o lado do quadrado seja igual ao comprimento de cada catenária medido ao longo da sua superfície Funções co seno e co seno hiperbólico Considera uma roda redonda normal Quando roda a uma velocidade constante sobre um piso plano todos os pontos da roda descrevem um movimento para cima e para baixo Este movimento vertical designa se em matemática por funções seno e co seno As funções seno e co seno dão se em muitas situações na natureza e na tecnologia Sempre que há rotação dá se algures uma função seno ou co seno A forma das pequenas ondas que se formam à superfície da água é uma função seno ou co seno A voltagem eléctrica normal designada por corrente alterna CA segue uma curva de função seno ou pelo menos deveria No som emitido por uma flauta as oscilações da pressão do ar obedecem quase sempre a uma função seno A diferença entre as funções seno e co seno é pequena mas importante As funções seno e co seno têm a mesma forma mas na função seno as ondas chegam depois das da função co seno Esta diferença designa se por diferença de fase Quando a função seno atinge o seu máximo a crista da onda a função co seno ainda está no zero Quando a função co seno atinge o seu valor máximo a função seno já voltou a zero As funções seno e co seno são como dois atletas em que um está sempre ligeiramente à frente do outro Quando os pés de um dos atletas tocam no chão os do outro ainda estão no ar ATENÇÃO as grandes ondas do mar não são funções seno sendo a sua forma muito difícil de representar matematicamente As funções seno hiperbólico

    Original URL path: http://www2.pavconhecimento.pt/exposicoes/modulos/index.asp?accao=showmodulo&id_exp_modulo=132&id_exposicao=5 (2016-01-01)
    Open archived version from archive