web-archive-pt.com » PT » P » PAVCONHECIMENTO.PT

Total: 975

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • Pavilhão do Conhecimento
    05 06 Previous 04 05 Previous 03 04 Previous 02 03 Previous 01 02 Previous 00 01 Previous 99 00 Schools Groups Activities Centro de formação Roteiro Científico Club Shop Bookshop Cafetaria Ciência Viva Centers Projects Highlights Na imprensa Versão Portuguesa módulos Aranha Bicharada Artrópodes e outros invertebrados do nosso quotidiano Voltar à listagem de módulos Imprimir Parque das Nações Alameda dos Oceanos Lote 2 10 01 1990 223 Lisboa

    Original URL path: http://www2.pavconhecimento.pt/exposicoes/modulos/index.asp?accao=showmodulo&id_exp_modulo=659&id_exposicao=8 (2016-01-01)
    Open archived version from archive

  • Pavilhão do Conhecimento
    ou cavalo das bruxas são excelentes voadoras Conseguem capturar insectos no ar pairar e fazer voos rasantes sobre a água Grandes olhos compostos que se juntam no alto da cabeça Em voo conseguem ver em todas as direcções para cima para baixo para os lados e até para trás A boca possui uma forte armadura bucal mordedora Asas muito leves estreitas e alongadas que funcionam separadamente Em voo lento o primeiro par de asas bate um pouco mais depressa do que o segundo Quando planam ou voam rapidamente as quatro asas batem em conjunto Forte venação alar as nervuras conferem resistência e rigidez às asas Velocidade do voo A velocidade de voo dos insectos é muito variável depende do número de batimentos das asas Os mais lentos 4 a 20 batimentos por segundo borboletas Os mais rápidos 1000 batimentos por segundo mosquitos Um problema de temperatura Os insectos não controlam a temperatura interna do seu corpo dependem da temperatura exterior As temperaturas baixas causam dificuldades ao voo precisam de algum tempo para o aquecimento das asas até atingirem a temperatura suficiente para poderem voar Os músculos do voo Para os insectos baterem as asas para cima e para baixo usam

    Original URL path: http://www2.pavconhecimento.pt/exposicoes/modulos/index.asp?accao=showmodulo&id_exp_modulo=221&id_exposicao=8 (2016-01-01)
    Open archived version from archive

  • Pavilhão do Conhecimento
    tecidos moles no interior deste contrariamente ao que se passa com os seres humanos Uma vez que o exoesqueleto não alarga e recobre todo o corpo inclusivamente os olhos os jovens insectos precisam de mudar de pele à medida que vão cres cendo de forma a permitir o seu desenvolvimento Um insecto adulto nunca pode ficar maior do que é Há 5 principais grupos de insectos os escaravelhos as borboletas as moscas as vespas que incluem abelhas e formigas e os piolhos das plantas e cigarras os hemípteros Os insectos distinguem se bem do resto dos artrópodes pelo número de patas os insectos têm seis e os aracnídeos oito O corpo dos insectos é também composto por 3 partes cabeça tórax e abdómen O corpo dos aracnídeos divide se em dois a cabeça e o tórax que formam o cefalotórax e o abdómen A maioria dos insectos tem asas os aracnídeos não têm asas nem antenas Os artrópodes são as criaturas mais bem sucedidas da natureza Vivem nas zonas geladas do Árctico nas ardentes areias do deserto nas florestas tropicais e nas pastagens dos climas temperados Foram descobertas e estão classificadas mais de um milhão de espécies mas há certamente muitas por identificar Os insectos são responsáveis por danos terríveis a malária já matou mais pessoas do que todas as guerras juntas No entanto sem eles a agricultura seria impossível não teríamos acesso ao mel e à cera e estaríamos enterrados em lixo até ao pescoço Esta exposição mostra te como seriam os invertebrados se fossem tão grandes como os seres humanos e permite te ver como vivem no seu estado natural Se esta exposição te interessa podes descobrir mais coisas estudando os insectos vivos Caçadas Felizes Procurar insectos em jardins em florestas à beira mar ou na nossa própria

    Original URL path: http://www2.pavconhecimento.pt/exposicoes/modulos/index.asp?accao=showmodulo&id_exp_modulo=222&id_exposicao=8 (2016-01-01)
    Open archived version from archive

  • Pavilhão do Conhecimento
    As suas funções são acasalar com os zangões pôr até 1 500 ovos dia cerca de 200 000 vos por ano segregar a feromona ácido 9 hidroxidecenóico HOOC C C C C C C COH C matar as irmãs e a mãe para se impor como rainha Os zangões têm uma dimensão média e na colmeia podem variar de 0 durante o Inverno a 200 no resto do ano São as abelhas macho e duram 21 a 32 dias na Primavera e até 90 dias no Verão A sua função é unicamente acasalar com a jovem rainha pelo que nem sabem procurar o seu alimento No Outono para poupar as reservas os zangões são expulsos da colmeia pelas obreiras morrendo à fome As obreiras são as abelhas mais pequenas e mais abundantes de 20 000 a 200 000 por colmeia São fêmeas estéreis e no Verão duram apenas 20 a 40 dias e trabalham até morrer No Inverno podem durar 140 dias As funções das obreiras são cuidar da rainha cuidar das larvas cuidar dos jovens zangões mudar larvas para o favo real para criar uma nova rainha fazer os favos produzindo cera limpar a colmeia recolher néctar recolher pólen recolher própolis evaporar o néctar para fazer o mel selar os favos defender a colmeia deixar os zangões à fome no Outono pôr ovos de zangão Como funciona a colmeia A rainha mantém as obreiras desinteressadas da reprodução através da produção de uma substância química uma feromona As obreiras que cuidam da rainha e estão à sua volta recebem esta feromona e passam na a todas as outras obreiras O trabalho da rainha é pôr ovos o que lhe consome a maior parte do tempo e da energia Como quase não tem tempo para comer nem voar as obreiras têm

    Original URL path: http://www2.pavconhecimento.pt/exposicoes/modulos/index.asp?accao=showmodulo&id_exp_modulo=223&id_exposicao=8 (2016-01-01)
    Open archived version from archive

  • Pavilhão do Conhecimento
    artesanal do mel os produtos das abelhas e outros derivados Experimenta a camisa do apicultor e o fumigador os quais são peças indispensáveis para evitar as picadas e acalmar as abelhas durante o trabalho da apicultura Equipamento de apicultura Colmeia Lusitana Os quadros da alça são mais pequenos do que os do ninho Formato quadrado mais usada no Norte do país Colmeia Reversível Os quadros do ninho são iguais aos da alça pelo que são permutáveis Formato quadrado mais usada noa Alentejo e Algarve Cortiço tradicional alentejano o cortiço é uma colmeia artesanal onde se instalam os enxames recolhidos na natureza Centrifugadora manual onde se colocam os favos de mel depois de desoperculados para extrair o mel por centrifugação Tina de desopercular tina onde se apoia o quadro para cortar a camada superficial dos favos antes de extrair o mel Caça pólen dispositivo com uma placa perfurada que se coloca na entrada da colmeia por onde passam as abelhas Estas deixam cair o pólen sobre uma grelha sendo recolhido numa gaveta Camisa de apicultor camisa grossa com protecção de rede para a cabeça Luvas protegem as mão do apicultor das picadas das abelhas Fumigador lança fumo de caruma queimada que

    Original URL path: http://www2.pavconhecimento.pt/exposicoes/modulos/index.asp?accao=showmodulo&id_exp_modulo=224&id_exposicao=8 (2016-01-01)
    Open archived version from archive

  • Pavilhão do Conhecimento
    conforme a planta que predomina na zona das colmeias Observa as diferentes cores do mel do mais claro rico em néctar de flor de laranjeira ao mais escuro o mel de urze Pólen Quando a obreira visita a flor fica com o corpo coberto de pólen recolhe o e acumula o nas patas traseiras Regurgita néctar para formar uma massa que armazena em favos de pólen O pólen contém 6 a 28 de proteína e dez aminoácidos essenciais O apicultor recolhe o pólen no caça pólen à entrada da colmeia É usado em produtos dietéticos e como suplemento alimentar dos atletas Própolis As obreiras recolhem resina das árvores para fazer o própolis É usado para envernizar as células e para calafetar o interior da colmeia contra os inimigos o vento e a chuva O Própolis é recolhido colocando uma rede sob a tampa da colmeia É utilizado na medicina natural como antibiótico e cicatrizante Cera Segregada no abdómen das obreiras serve para construir e selar os favos do mel do pólen e onde crescem as larvas Quando o mel é extraído recolhe se a cera para a indústria Para as obreiras produzirem 1 Kg de cera têm que consumir 7 a 10 Kg de mel Geleia real As larvas são alimentadas com mel e pólen o pão de abelha A geleia real é um pão de abelha rico em mel e secreções das abelhas jovens usado para alimentar a rainha durante toda a vida e as outras abelhas nos seus primeiros 3 dias Para a sua extracção o apicultor simula a perda da rainha o que estimula a produção de geleia real É usada em medicina natural contra as depressões e o enfraquecimento geral Veneno das abelhas Para defender a colmeia as obreiras usam o ferrão com farpas ligado ao

    Original URL path: http://www2.pavconhecimento.pt/exposicoes/modulos/index.asp?accao=showmodulo&id_exp_modulo=225&id_exposicao=8 (2016-01-01)
    Open archived version from archive

  • Pavilhão do Conhecimento
    da casa aracnídeos muitas vezes responsabilizados pelas alergias e crescente ocorrência da asma Não há dúvida que os insectos infestam cereais detritos alimentares e as fibras natu rais do nosso vestuário e das carpetes e se lhes dermos hipóteses para tal banqueteiam se debaixo do nosso próprio nariz Mas na verdade estão só a aproveitar se da vida fácil que os nossos detritos lhes proporcionam Nalguns casos vingamo nos usando os insectos como comida Numa fria a refrigeração dos alimentos permite a sua maior duração e mantém os insectos à distância Coberturas deixar os alimentos destapados facilita o contacto pouco higiénico com moscas que na sua actividade pousam em todo o lado podendo transportar bactérias Lacticínios os lacticínios são particularmente sensíveis à contaminação quando são deixados destapados Guloseimas as vespas e outros insectos alados detectam facilmente substâncias doces como a fruta Uma semana de vida as moscas do vinagre reproduzem se tão rapidamente que são usadas em experiências de laboratório Isso bem limpinho O gorgulho da farinha aproveita se da comida que deixamos cair para trás dos electrodomésticos e dos armários Vai uma papinha Os pacotes de farinha contêm muitas vezes gorgulho e outros escaravelhos da farinha como o Tenebrio que se alimentam de cereais em cozinhas ou armazéns Para a caminha os animais de estimação como os cães e os gatos atraem as pulgas cujas larvas vivem em carpetes e colchões Solução simples as moscas são veículos eficientes na transmissão de doenças pois cospem enzimas na comida para ajudar à sua digestão O preferido do Faraó as baratas provavelmente a praga doméstica mais odiada são insectos muito antigos muito bem sucedidos e muito difíceis de eliminar Berço de carne as moscas põem ovos na carne destapada um berçário ideal para as suas larvas Banquete de lã as larvas das

    Original URL path: http://www2.pavconhecimento.pt/exposicoes/modulos/index.asp?accao=showmodulo&id_exp_modulo=226&id_exposicao=8 (2016-01-01)
    Open archived version from archive

  • Pavilhão do Conhecimento
    As pulgas dos gatos encontram se em cães e as dos cães que são as mesmas do homem também podem passar para os gatos Ambas mordem com prazer os seres humanos se tiverem oportunidade As pulgas são famosas pelos seus extraordinários saltos que lhes permitem alojar se em novos hospedeiros ou escapar ao perigo Aguentam se durante meses numa casa vazia semi adormecidas mas entram numa actividade frenética mal detectam

    Original URL path: http://www2.pavconhecimento.pt/exposicoes/modulos/index.asp?accao=showmodulo&id_exp_modulo=227&id_exposicao=8 (2016-01-01)
    Open archived version from archive